X

NOTÍCIAS

Publicada em 17/07/2017 às 17:25 | Atualizada em 17/07/2017 às 17:47

Cantor R. Kelly é acusado de manter mulheres em cárcere privado, em espécie de seita

Os pais de duas mulheres acusaram o cantor, como revelou reportagem publicada hoje

Da Redação

Divulgação

O site BuzzFeed News soltou uma bomba para os fãs do cantor de R&B R. Kelly, fenômeno do gênero que tem 25 anos de carreira e 60 milhões de álbuns vendidos.

A grande reportagem feita pelo BuzzFeed conversou com os pais de duas mulheres que alegaram que o cantor as mantém, com mais pelo menos quatro mulheres, em cárcere privado em uma casa próxima à dele, em Duluth, Georgia, e eventualmente em seu estúdio em Chicago, nos Estados Unidos, após prometer que as ajudaria com a carreira de cantora, sendo uma espécie de mentor para elas.

Não é a primeira vez que R. Kelly se envolve em acusações envolvendo mulheres. Ele teria se casado com Aaliyah, uma estrela da música norte-americana que faleceu precocemente, em 2001, em um acidente de avião, quando ela tinha apenas 15 anos, falsificado documentos que afirmavam que ela já tinha 18. Ele também era mentor de Aaliyah, e, mesmo com os dois negando o casamento, anos depois, em 2008, uma nova acusação trouxe o nome de Kelly à tona: ele teria gravado um vídeo de cunho sexual com uma garota de apenas 14 anos.

Agora, os pais das duas mulheres contaram, em entrevista, que ele as mantém contra sua vontade: É como se ela tivesse sofrido lavagem cerebral. Ela parecia uma prisioneira, foi horrível, disse uma mãe que alega que não fala com sua filha, que está morando com Kelly há cerca de dois anos, desde dezembro de 2016, sobre o último encontro das duas. Kelly supostamente troca o número de celular das mulheres, para que elas não tenham contato com suas famílias, já que ele precisa autorizar qualquer uso dos aparelhos.

Três dos antigos funcionários de Kelly, Cheryl Mack, Kitti Jones e Asante McGee, também conversaram com o BuzzFeed, e fizeram alegações assustadoras sobre como as mulheres são tratadas:

- Elas acham que vão ter uma vida luxuosa por se tratar de R. Kelly. Mas não, elas tem que pedir por comida, pedir para ir ao banheiro... Ele é um mestre em controlar mentes. Um mestre de marionetes.

As mulheres seriam chamadas de bebês, tendo que chamar Kelly de papai. Além disso, ele as faria ficar sempre de agasalhos, para que não mostrassem seus corpos, e, em algumas situações, em meio a visitas, tiveram que encarar a parede para que ninguém olhasse para elas.

Kelly também manteria relações sexuais com todas, e, segundo McGee e Jones, ele filma os atos e depois exibe para seus amigos próximos.

A advogada que representa Kelly, Linda Mensch, respondeu às alegações da matéria: 

- Só podemos nos perguntar porque as pessoas persistem em difamar um grande artista que ama seus fãs, trabalha o tempo todo e cuida das pessoas em sua vida. Ele trabalha duro para se tornar a melhor pessoa e artista que pode ser. É interessante que histórias e lendas desacreditadas anos atrás aparecem quando o objetivo dele é parar a violência, abaixar as armas e abraçar a paz e o amor. Imagino que esse seja o preço da fama. Como todos nós, Sr. Kelly merece uma vida pessoal. Por favor, respeitem isso.

Parece que só o comunicado não vai bastar...

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual reconciliação faz a sua cabeça?

Justin Bieber e Selena Gomez: eles já até se beijaram
The Weeknd e Bella Hadid: eles merecem ficar juntos
Bruna Marquezine e Neymar: nem precisa de justificativa

Obrigado! Seu voto foi enviado.