X

NOTÍCIAS

Publicada em 09/06/2021 às 08:57 | Atualizada em 09/06/2021 às 09:26

Liam Payne admite uso de álcool e drogas nos tempos da One Direction e revela problemas de saúde mental: - Foi muito, muito grave

O cantor ainda falou sobre se sentir como uma criança por não saber como realizar tarefas básicas

Da Redação

Divulgação

Liam Payne realmente decidiu abrir o coração. Depois de revelar que havia terminado seu noivado com Maya Henry, o ex-One Direction também comentou em conversa com Steven Bartlett no podcast Diary of a CEO sobre o consumo de drogas e álcool nos tempos da banda, além de admitir que a vida de celebridade acabou fazendo com que ele não aprendesse a realizar algumas tarefas básicas - o que o faz se sentir como uma criança.

Durante a conversa, Liam admitiu que teve sérios problemas ligados aos vícios e a sua saúde mental durante os tempos da One Direction, e que chegou até mesmo a enfrentar pensamentos suicidas - mas que havia mantido tais assuntos em segredo até o momento. O cantor conta, por exemplo, que o uso de drogas e de bebidas veio como uma maneira de lidar com o assédio, mas também entrega que tentava se manter sóbrio durante as turnês:

- Havia algumas fotos minhas em um barco e eu estava todo inchado. Chamo aquilo de minha cara de drogas e bebida. Meu rosto era dez vezes maior do que é agora. O problema era que a melhor maneira de nos proteger era nos trancar em nossos quartos, e o que há no quarto? Um mini-bar. Então eu dei uma festa para um que pareceu durar anos. Foi selvagem, mas a única maneira de você livrar a frustração.

Fora isso, o artista conta que o fato de ter se juntado ao One Direction com apenas 16 anos de idade, em 2010, e atingido com eles o status de uma das maiores boybands da época acabou fazendo com que ele não tivesse nenhuma noção de como realizar tarefas do dia a dia de uma pessoa adulta, como fazer o seguro de um veículo ou mesmo pegar correspondências:

- Fui diretor de uma indústria de meio bilhão de libras aos 22 anos. Mas, se estou tentando pagar um seguro de carro, sou um inútil. Pegando minha postagem? Eu sou a pior pessoa do mundo. Você está iludido em seu crescimento. Ainda me sinto uma criança de muitas maneiras.

Nesse sentido, o patrimônio líquido de cerca de 500 milhões de libras - mais de três bilhões e meio de reais - não é algo que ajuda o compositor de 27 anos de idade no final do dia:

- Não há ligação entre dinheiro e felicidade. É um mito. O dinheiro é a capacidade de relaxar em certas coisas.

A junção dos fatos acabou jogando o artista no meio de um grande problema relacionado à saúde mental. Ao ser questionado sobre a existência de pensamentos suicidas em meio a essa crise, Liam admitiu:

- Sim. Definitivamente, há algumas coisas sobre as quais eu nunca falei a respeito. Foi muito, muito grave.

Apesar de ter lutado para deixar os vícios desde o fim da banda, em 2015, a pandemia e a quarentena indicada como meio de contenção do novo coronavírus acabaram fazendo com que Payne voltasse a ficar dependente do álcool:

- Eu não tinha me preocupado com isso até os últimos meses. Acho que muitas pessoas têm esse mesmo tipo de coisa, álcool. Estava ficando cada vez mais fácil correr para ele, e eu estava fazendo isso cada vez mais cedo. O que eu descobri mais do que qualquer coisa com o álcool são os limites. Se você estiver usando o Zoom, provavelmente ficará um pouco tonto, quando não deveria.

Como consequência do abuso da bebida, Liam conta que acabou ganhando alguns quilos a mais - e que isso também afetou sua saúde mental e sua autoestima:

- Eu ganhei muito peso, estava comendo mal e descrevendo isso como um período de preparação: Estou fazendo isso para um papel no filme! Está tudo bem! Essa é a melhor desculpa se alguém perguntar se você engordou. Digamos que seja para um papel, saindo em 2022. O que me pegou foi uma apresentação na TV com os BAFTAs e fiquei desapontado comigo mesmo. Eu não parecia como queria. Dentro de você, você sabe como se sente sobre isso. Obviamente, eles dizem que a câmera adiciona dez quilos e definitivamente adicionou. Eu percebi que me deixei levar por isso.

A seguir, relembre os famosos que já abriram o jogo sobre a dependência química.


Em 2014, ao The Hollywood Reporter, Zac Efron relembrou a época de vícios: - Eu estava bebendo muito. Nunca é uma coisa em específico. Quer dizer, você está em seus 20 e poucos anos, solteiro, vivendo a vida em Hollywood, sabe? Tudo é jogado em cima de você. É uma luta sem fim, mas eu acabei de começar a ir a um aconselhamento. E eu acho que mudou a minha vida. Estou muito mais confortável em minha própria pele. As coisas estão muito mais fáceis agora.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual sua opinião sobre a nova affair de Neymar Jr.?

Obrigado! Seu voto foi enviado.