X

NOTÍCIAS

Publicada em 14/09/2017 às 10:00 | Atualizada em 14/09/2017 às 10:07

Reynaldo Gianecchini relembra câncer e se emociona: - Eu recebi tanto amor

O ator enfrentou um linfoma não-Hodgkin em 2011

Da Redação

Divulgação

Reynaldo Gianecchini foi o grande entrevistado do Conversa com Bial, que foi ao ar na última quarta-feira, dia 13. Ao lado do mestre espiritual Sri Prem Baba, o ator revelou como a espiritualidade o ajudou a superar o câncer do tipo linfoma não-Hodgkin, que enfrentou em 2011. Gianecchini contou que vem de família católica, mas que teve a oportunidade de experimentar outras religiões:

- Minha família veio do Catolicismo, mas curiosamente a gente passou pelo Espiritismo. Tínhamos muitas experiências práticas, com curandeiros, lá em Birigui [interior de São Paulo]. Então eu tive umas experiências muito bonitas com o Espiritismo. E eu sou muito curioso, diferente até da minha família, eu extrapolo um pouco na minha curiosidade. Eu queria sair de Birigui, conhecer o mundo e essa parte da espiritualidade sempre foi um ponto para mim. E acrescentou: Sempre fui um buscador, um curioso, e nunca me encaixei em nenhuma religião, porque achava que com aqueles tabus todos, eu não sentia que o amor fluía tanto. Tinha tanto dedo apontado na cara, que me incomodava. 

O ator revelou que a doença foi o grande motivo que o incentivou a se aprofundar espiritualmente: 

Na verdade, a grande chavinha que virou na minha vida para dar uma apronfundada na minha vida espiritual começou com a minha doença, quando eu fiquei doente, em 2011. Porque ali foi turning point, acabou o chão para mim, eu falei: Meu Deus, de onde eu vim, para onde eu vou? Acabou a palhaçada do ego, tudo o que tinha importância, de uma certa forma, não fazia mais sentido para mim naquele momento. Não podia trabalhar, não podia beijar na boca, não podia ter relação sexual... não podia nada. E concluiu: Eu tive seis meses para brigar, se não desse certo, seria o fim.

Foi então que Gianecchini conheceu Sri Prem Baba, em um momento de profunda crise, segundo o ator:

- Quando eu fiquei curado, em 2012, eu falei: O que eu faço agora, com essa questão do amor? Porque ficou muito claro para mim que só o amor transforma, que não é a religião, exatamente, mas é essa espiritualidade [...] Dois anos depois, a minha mente me levou para um buraco, foi o vazio do afetivo, acho que ali tinha um buraco, que eu não estava amando, estava muito vazia a minha vida de relação amorosa

O ator revelou que sua batalha contra o câncer também o fez aproximar-se do amor das pessoas:

- O que eu quero dizer da minha doença foi que eu recebi tanto amor. Eu entrei em conexão, primeiro, com um lado muito profundo meu [...] e eu recebi muito amor, e justificou: Como eu trabalho com a televisão, e tem um público que me conhece, você não tem noção do que chegava para mim, de todos os lados, manifestações de muito amor, muito carinho.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual reconciliação faz a sua cabeça?

Justin Bieber e Selena Gomez: eles já até se beijaram
The Weeknd e Bella Hadid: eles merecem ficar juntos
Bruna Marquezine e Neymar: nem precisa de justificativa

Obrigado! Seu voto foi enviado.