X

NOTÍCIAS

Publicada em 17/12/2018 às 12:45 | Atualizada em 17/12/2018 às 12:58

Atriz de Orange Is The New Black acusa Geoffrey Rush de assédio

Yael Stone deu uma entrevista ao The New York Times contando o que aconteceu

Da Redação

Montagem-The Grosby Group

No último domingo, dia 16, Yael Stone, conhecida por seu papel na série Orange Is The New Black, deu uma entrevista surpreendente ao jornal The New York Times. A atriz contou que sofreu assédio de Geoffrey Rush, que ganhou o Oscar de Melhor Ator por seu personagem no filme Shine – Simplesmente genial.

Tudo teria acontecido anos atrás, quando os dois dividiram um provador. 

- Lembro que olhei para cima e vi que havia um pequeno espelho de barbear na parte de cima da divisória entre os chuveiros, e ele estava usando para olhar para o meu corpo nu. Acredito que foi feito com uma intenção lúdica, mas eu senti que não havia nenhum lugar para que eu ficasse segura e despercebida, relatou Stone. 

A artista confessou que não expôs o acontecido porque Stone era uma pessoa muito bem vista na indústria. 

- Eu estava andando em um caminho muito delicado, onde eu precisava administrar esses momentos desconfortáveis, mas nunca, nunca ofendê-lo. Não havia parte do meu cérebro pensando em falar com alguém oficialmente. Ele é uma grande estrela. O que eles fariam? Demitiriam Geoffrey e me manteriam?

Entretanto, Stone contou que falou com o astro após o ocorrido.

Eu entrei em contato com Geoffrey em particular e escrevi uma carta que basicamente dizia: "Eu lutei muito com o relacionamento que tivemos". Eu o vi como amigo. E um colega muito respeitado. E nos tornamos próximos ao longo dos anos. Ele é um homem incrivelmente divertido e encantador. E nós passamos tempo juntos. Escrevi que nunca abordei as partes desconfortáveis do nosso relacionamento porque elas eram muito difíceis de lidar. Então eu os coloquei em uma caixa, com uma fechadura, e eu simplesmente não lidei com isso. Eu escrevi na conclusão desse e-mail que isso foi escrito com um espírito de cura, e que eu esperava que nos encontrássemos em particular para lidar com isso. Infelizmente não recebi nenhuma resposta.

O ator enviou uma resposta ao jornal negando as acusações da atriz. Leia na íntegra abaixo:

Desde o início, devo deixar claro que as alegações de comportamento inadequado feito por Yael Stone são incorretas e em alguns casos foram tomadas completamente fora de contexto. No entanto, claramente Yael ficou chateada na ocasião pelo entusiasmo espirituoso que eu geralmente trago para o meu trabalho. Eu sinceramente e profundamente lamento se eu lhe causei aflição. Isso, certamente, nunca foi minha intenção. Quando nos apresentamos em The Diary Of A Madman oito anos atrás, acreditei que estávamos engajados em uma jornada artística de camaradagem. Ao longo dos anos, nossa relação sempre continha um respeito mútuo e admiração. Como eu disse no passado, eu abomino qualquer comportamento que pode ser considerado como assédio ou intimidação para qualquer pessoa - seja no local de trabalho ou em qualquer outro meio.


John Lasseter, chefe de animação da Disney e da Pixar, que dirigiu grandes filmes como Toy Story, Carros e Vida de Inseto, anunciou para seus funcionários o afastamento de seu cargo após o The Hollywood Reporter reunir uma série de acusações de má conduta. O site norte-americano relatou que fontes informaram que John era conhecido por agarrar, beijar e fazer comentários sobre aparência física. A atriz Rashida Jones e seu parceiro Will McCormack teriam até desistido de escrever o roteiro de Toy Story 4, por causa do assédio de Lasseter. Em comunicado interno, ele não fala sobre o assédio, mas pede desculpas se alguém se sentiu desrespeitado ou desconfortável por causa de conversas dolorosas e erros que ele cometeu durante a carreira. Recentemente tive diversas conversas que foram muito dolorosas para mim. Nunca é fácil assumir erros, mas é a única forma de aprender. Como resultado, tenho pensado muito no líder que sou hoje comparado ao mentor, defensor e exemplo que quero ser. Foi me dito que fiz alguns de vocês se sentirem desrespeitados e constrangidos. Essa nunca foi a minha intenção. Coletivamente, vocês são o meu mundo e me desculpo profundamente se os decepcionei. Quero me desculpar especialmente com qualquer um que tenha recebido um abraço indesejado ou qualquer gesto, de qualquer forma ou maneira, que pareça inapropriado. Não importa o quão benigna tenha sido minha intenção, todos tem o direito de estabelecer os próprios limites e tê-los respeitados, disse em comunicado. Lasseter ainda continuou e afirmou que irá se afastar do cargo por causa das acusações: Por mais difícil que seja para mim me afastar de um trabalho que amo e de um time que tenho em alta consideração, não apenas como artistas, mas como pessoas, sei que isso é o melhor para todos agora. Minha esperança é que esses seis meses sabáticos sejam a oportunidade de me cuidar melhor, recarregar e me inspirar, voltando com discernimento e perspectiva que preciso para ser o líder que vocês merecem.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

De que lado você está na briga entre Zezé Di Camargo e Zilu Camargo?

Obrigado! Seu voto foi enviado.