X

NOTÍCIAS

Publicada em 16/01/2019 às 13:36 | Atualizada em 16/01/2019 às 14:06

Luana Piovani revela que sofreu assédio de diretor na época em que estava na Globo

A apresentadora lembrou de duas situações difíceis que aconteceram com ela

Da Redação

Divulgação

Luana Piovani postou um vídeo necessário em seu canal no YouTube nesta quarta-feira, dia 16. O tema do vídeo é o assédio que as mulheres acabam sofrendo no dia a dia, tanto com pessoas próximas, quanto no ambiente de trabalho e em diversas outras situações. Piovani lembrou de duas situações difíceis que aconteceram com ela, incluindo a primeira vez em que se sentiu coagida por algum homem. Veja: 

- A primeira vez foi com 18 anos. Estava em São Paulo com um colega meu que era produtor de teatro. A gente saiu para jantar, como já tínhamos feito outras vezes, e ele me deu uma carona e me deixou em casa. E na hora de ir embora ele tentou me dar um beijo. E eu achei totalmente sem noção. Se eu quisesse dar um beijo nele, eu já teria avisado com um olhar, com o meu jeito, de qualquer forma, há muito tempo. Essa é a relação de paquera. E eu falei Você é louco? E ele Não fica nervosa, eu só tentei te dar um beijo. Eu falei Sim, querido. Mas tentou onde? Nunca te dei essa permissão. E aí fechei a lojinha dele.

A segunda situação aconteceu enquanto a atriz ainda trabalhava na Globo. Apesar de não ter tido um sentimento negativo depois do caso, Piovani soube reconhecer que aquele acontecimento era impróprio em um ambiente profissional.  

- E a segunda vez foi na Globo. Eu estava na sala de um diretor e tinham outras pessoas comigo, tinham outras atrizes comigo. E ele olhou para mim e falou Luana!, e bateu assim na perna. Ele levou na brincadeira, porque eu também fiz uma brincadeira com ele. Falei para ele se colocar mais no lugar dele. E só. Mas não me senti mal, não me senti desrespeitada, não pensei Ai meu Deus, será que pode acontecer algo comigo? F***-se. A novela foi um fracasso, o cara já morreu. E eu estou aqui.  

A artista ainda fez uma reflexão sobre a sua postura diante o machismo

- Eu não vivi, fora esses dois casos que eu contei, grandes coisas. Até porque acho que as pessoas têm um pouco de medo de mim por saberem que eu sou reativa. Por saberem que eu não tenho medo de encarar qualquer discussão ou ligar 190 para chamar a polícia. Isso acaba me protegendo um pouco. 

Assista ao vídeo completo abaixo: 



John Lasseter, chefe de animação da Disney e da Pixar, que dirigiu grandes filmes como Toy Story, Carros e Vida de Inseto, anunciou para seus funcionários o afastamento de seu cargo após o The Hollywood Reporter reunir uma série de acusações de má conduta. O site norte-americano relatou que fontes informaram que John era conhecido por agarrar, beijar e fazer comentários sobre aparência física. A atriz Rashida Jones e seu parceiro Will McCormack teriam até desistido de escrever o roteiro de Toy Story 4, por causa do assédio de Lasseter. Em comunicado interno, ele não fala sobre o assédio, mas pede desculpas se alguém se sentiu desrespeitado ou desconfortável por causa de conversas dolorosas e erros que ele cometeu durante a carreira. Recentemente tive diversas conversas que foram muito dolorosas para mim. Nunca é fácil assumir erros, mas é a única forma de aprender. Como resultado, tenho pensado muito no líder que sou hoje comparado ao mentor, defensor e exemplo que quero ser. Foi me dito que fiz alguns de vocês se sentirem desrespeitados e constrangidos. Essa nunca foi a minha intenção. Coletivamente, vocês são o meu mundo e me desculpo profundamente se os decepcionei. Quero me desculpar especialmente com qualquer um que tenha recebido um abraço indesejado ou qualquer gesto, de qualquer forma ou maneira, que pareça inapropriado. Não importa o quão benigna tenha sido minha intenção, todos tem o direito de estabelecer os próprios limites e tê-los respeitados, disse em comunicado. Lasseter ainda continuou e afirmou que irá se afastar do cargo por causa das acusações: Por mais difícil que seja para mim me afastar de um trabalho que amo e de um time que tenho em alta consideração, não apenas como artistas, mas como pessoas, sei que isso é o melhor para todos agora. Minha esperança é que esses seis meses sabáticos sejam a oportunidade de me cuidar melhor, recarregar e me inspirar, voltando com discernimento e perspectiva que preciso para ser o líder que vocês merecem.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Você acha que Pedro Scooby e Luana Piovani podem se reconciliar?

Obrigado! Seu voto foi enviado.