X

NOTÍCIAS

Publicada em 01/03/2019 às 23:05 | Atualizada em 01/03/2019 às 16:51

Aline Dias fala sobre transição capilar: - No início é difícil, mas eu sabia que no fim ia ser feliz

Em entrevista exclusiva ao ESTRELANDO, a atriz deu dicas para meninas que querem se livrar da química nos cabelos

Roberta Tokunaga

Divulgação

Para saber que Aline Dias é linda, basta olhar para a atriz! Mas nem sempre ela gostou de todas as suas características físicas. Durante muito tempo, Aline alisou seus cabelos por achar que cachos eram feios - o que não passa de uma grande mentira! E ela provou que todos os tipos de cabelos são bonitos em uma entrevista exclusiva ao ESTRELANDO:

- Por muito tempo eu usei cabelo liso por não ter muitas referências de cabelo cacheado. Alguns anos atrás a gente achava o cabelo cacheado uma coisa feia, que é muito volumoso. Quanto menos volume era mais bonito, e hoje em dia, graças a Deus, as coisas mudaram. A gente está podendo se aceitar da forma que Deus deu pra gente, e eu fiquei muito feliz com o tantos cremes que surgiram para cabelo cacheado e aí eu decidi voltar à minha origem. Eu passava química, e ainda estou no final de uma transição capilar. Hoje eu estou usando ele mais cacheado e o legal do cacho é que você pode prender, pode fazer um coque, você pode fazer trança, pode fazer um monte de penteado legal.

Apesar de não ser tão simples largar a química capilar, Dias garante que vale muito a pena:

- No início é difícil, mas eu sabia que no fim ia ser feliz. Então eu tive total paciência, a gente tem muita ajuda, tem muito creme legal, muito tratamento para cabelo cacheado. A gente tem também o babyliss, que ajuda um pouco aqueles fios que ainda estão lisos. Então foi um processo que não foi dolorido para mim, foi um processo que fazia parte dessa mudança, dessa nova Aline, dessa volta à origem. Mas eu amei, estou amando meu cabelo cacheado. Acho que meu cabelo é uma grande identidade que eu tenho hoje para influenciar as meninas, enfim, para trazer essas referências boas.

E se você está pensando em largar o alisamento e assumir os cachos, preste bem atenção nas dicas da beldade:

- Eu fiquei uns três anos [com os fios lisos], bastante tempo! Eu usei bastante química, demora. Então para todas as meninas que estão aí em transição e querem, tenham paciência. Tem gente que faz várias campanhas, hashtags no Instagram. Tem uma amiga minha, que é a Giovana Cordeiro, que teve essa transição, fez o #aguentemfirme. Então, aguentem firme, que já já a gente consegue ter os nossos cachos de volta, nosso cabelão e que é o nosso poder, né? Mas assim, você tem que se sentir bem! Quer continuar ter liso, ok! Se você quer ir para o cacheado, ok! O importante é ser feliz e seguir.

Mas não foi apenas sobre estilo que a atriz falou, não! Após 23 anos de Malhação, Aline foi a primeira protagonista negra da novela, na temporada de 2016. Por isso, ela contou que quando era mais nova não via muitas mulheres negras na dramaturgia, mas que Tais Araújo foi sua grande inspiração:

- Em uma entrevista eu disse que por muitos anos eu só tinha a Tais Araújo como referência porque é uma mulher que você viu que começou lá no início, cresceu e pegou vários papeis legais. Ela passou por muita coisa, mas hoje ela passa isso pra gente. A Taís consegue abrir essa experiência dela para todas as meninas negras que estão aí tentando a vida, começando a vida. E ela foi por muitos anos, e continua sendo, uma inspiração muito grande. Mas graças a Deus temos outras atrizes que surgiram e que estão aí também em acensão, em crescimento, como a Cris Vianna, a Lucy Ramos... E a gente também tem que aplaudir aquelas lá atrás que abriram os caminhos para a gente. Ruth de Souza, Chica Xavier, Zezé Motta são mulheres que a gente deve aplaudir, deve reverenciar por elas terem aberto esse caminho pra gente. Mas hoje, graças a Deus, temos grandes atrizes como referências. 

Depois de Malhação, Aline interpretou Damásia em O Tempo Não Para, em 2018. A personagem era uma mulher batalhadora, e Dias diz que ela representa muitas mulheres pelo Brasil: 

- A Damásia representa várias mulheres negras brasileiras. Ela passou por cima de vários preconceitos e venceu na vida sem estudo, conseguiu ser uma cozinheira de sucesso, chef de cozinha. E, no caso dela, ela veio de uma época de escravidão, quando os escravos eram totalmente empregados, eles não tinham oportunidade nenhuma. Mas ela conseguiu dar a volta por cima no século 21 e eu acho que ela representou muita mulher guerreira, muita mulher forte. O legal do término dela na novela é que ela não precisou de amor para ser feliz, ela terminou sozinha, mas com sucesso, totalmente independente, e eu adorei esse final! Acho que a gente não precisa de outra pessoa para ser feliz.

Incrível, não? 

Aliás, voltando ao assunto transição capilar, a seguir veja um manual de como passar pela experiência:


Taís Araujo é uma das principais celebridades brasileiras que passaram por esse processo e hoje exibem um cabelão maravilhoso por aí. Em 2016, Taís usou o Instagram para relembrar a sua transição e desabafou: Logo depois que terminei Da Cor do Pecado decidi fazer minha transição capilar. Na época nem sabia que tinha um nome. Meu desejo era deixar meu cabelo natural depois de tantos anos usando química. Eu nem me lembrava como ele era! Primeiro de tudo, eu conheci o homem que me encheu de coragem, o profissional que me fez acreditar na beleza do meu cabelo. Depois foi muita paciência, criatividade pra encontrar penteados, escovas, tranças...

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual polêmica envolvendo casais famosos mais te surpreendeu?

Obrigado! Seu voto foi enviado.