X

NOTÍCIAS

Publicada em 02/05/2019 às 17:25 | Atualizada em 02/05/2019 às 17:25

Malvino Salvador fala sobre personagem que pode ser gay em A Dona do Pedaço: - Eu quero que dê certo

O ator falou sobre Agno, seu mais novo personagem, que pode ter um caso com o papel de Caio Castro na trama

Roseanne Santos e Luiza Aloi

Divulgação-TV Globo

Nessa quinta-feira, dia 2, rolou a coletiva de imprensa de A Dona do Pedaço, a próxima novela das nove, que irá substituir O Sétimo Guardião na TV Globo. O ESTRELANDO conversou com Malvino Salvador que viverá Agno, um personagem hétero, que é casado com Lyris, o papel de Deborah Evelyn, mas que eventualmente pode viver um caso amoroso com Rock, vivido por Caio Castro.

A repercussão da notícia foi negativa na comunidade LGBT, mas o ator avisou que, por enquanto, não se sabe realmente se o caso entre os dois será algo mesmo explorado por Walcyr Carrasco, autor da novela:

- Eu quero que dê certo. Se tem beijo, se não tem beijo, isso não importa. Eu quero que o personagem conquiste o público, consiga se conectar com ele. 

Ele ainda continua:

- Não apareceu ainda em que ponto, que maneira que aparece, esse lado da sexualidade do personagem Agno, que ainda não tá 100% definido. O Walcyr (Carrasco, autor da novela) não fechou nada ainda. Ele foi muito claro, na última reunião que nós tivemos e disse: Olha, eu não sei 100% se ele vai ser realmente gay. Ou se é bi. Ou se não é nada disso. Quero trabalhar nisso apostando que vai dar uma coisa boa. Então também nesse ponto a gente não fica engessado. Ele foi muito claro: deixa a cabeça aberta pra que se eu quiser mudar alguma coisa, a gente muda. 

Malvino ainda informou:

- Eu gosto muito do modo como o Walcyr conduz as tramas dele. E por isso também que eu tô me deixando muito aberto. Estou aberto a qualquer caminho que ele encaminhar para o personagem. E eu vou tentar da melhor maneira possível tentar atingir o ponto psicológico dele, tentar entender a essência dessas questões, que pra mim é o mais importante. 

Por fim, ainda falou sobre o preconceito que rola ainda com tramas que trazem personagens LGBT:

- Existe muito preconceito, nós vivemos em uma sociedade muito conservadora. Eu acho que ainda pode criar rejeição, sim, mas se o personagem for muito bem conduzido ele consegue atingir o público através da emoção. (...) Ele acaba entrando nesse jogo e esquece essa coisa do preconceito. Então o mais importante é a trama e como nós atores conseguimos nos conectar com a trama. (...) Vou fazer ao máximo para isso dar certo. 

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

De que lado você está na briga entre Leo Dias e Anitta?

Obrigado! Seu voto foi enviado.