X

NOTÍCIAS

Publicada em 03/05/2019 às 00:07 | Atualizada em 03/05/2019 às 08:06

Saiba o que a equipe do ESTRELANDO achou de Vingadores: Ultimato - com spoilers!

O filme encerra a franquia de Vingadores - mas cada pessoa da equipe tem uma opinião diferente em relação ao assunto

Da Redação

Divulgação

Vingadores: Ultimato foi lançado na última quinta-feira, dia 25 de abril, e traz o desfecho épico da primeira leva de heróis da Marvel, como Homem de Ferro e Capitão América. As reações dos fãs ao saírem da sala de cinema foram impressionantes, já que a maioria estava vibrando pelo fim dessa era cinematográfica. No entanto, as opiniões a respeito de Ultimato não são homogêneas. A seguir, confira o que o pessoal do ESTRELANDO achou do filme - mas cuidado, pois essa matéria terá spoilers!

Carolina Rocha: Existe uma forma perfeita de dizer adeus? Talvez reviver momentos importantes? Ou, ainda, trazer surpresas e criar momentos de tirar o fôlego? E por que não fazer homenagens à pessoas (personagens) que nos acompanharam por tantos anos? Desde o começo ficou claro que Vingadores: Ultimato seria um filme de despedida, portanto a sua proposta foi outra. Quem esperava um filme cheio de ação do início ao fim provavelmente se decepcionou um pouco. Mas o roteiro quis mesmo emocionar - e isso ele fez muito bem. Acontece que no meio de tantas emoções, faltou dar importância a heróis que com certeza fariam diferença na luta final contra o tirano Thanos; como é o caso do Hulk, que ganhou um destaque cômico mais do que qualquer outra coisa. No final, pareceu bem mais um Capitão América e Homem de Ferro: Ultimato. Mesmo assim, foi um bom fechamento para a franquia e deixou um gostinho de 'quero mais' para os outros filmes que estão por vir. Nota: 8/10

Gabriela Gonçalves: Assistir Vingadores: Ultimato no fim de semana de estreia é uma experiência única, e acredito que isso tenha interferido na minha avaliação do filme. Não tem como não entrar no clima da história ao ver todos os telespectadores gritando na sala de cinema, e o filme é perfeito para isso. O fechamento para a história dos vingadores originais que estamos acompanhando há mais de dez anos foi tudo, menos o que eu esperava - tanto nos pontos positivos, quanto nos negativos. Os primeiros minutos do filme, onde vemos o desaparecimento da família do Gavião Arqueiro até o confronto entre os heróis e o Thanos, onde o titã acaba morto, foram os pontos altos do filme pra mim, além da batalha final. No entanto, algumas coisas me incomodaram, como o excesso de piadas, o que fez com que muitas atitudes e conflitos dos personagens fossem minimizados - algo que não acontece em Guerra Infinita, meu filme preferido do universo Marvel. Além disso, achei que o foco nos seis principais - ou cinco, já que a Viúva Negra foi logo tirada da jogada - fez com que os outros personagens tivessem menos de 30 segundos de tela com frases de efeito mal construídas, apenas para mostrar que estavam ali. Além disso, a cena girl power, apesar de bonita, durou pouquíssimo tempo e não teve nenhum efeito prático para a história. Para mim, foram migalhas dadas às fãs em um filme em que o foco é quase total em personagens masculinos, e a única mulher da formação original tinha acabado de ser sacrificada. Apesar das críticas, entendo o foco no Homem de Ferro e Capitão América e achei o fim dado a esses personagens lindo - apesar do fan service, conseguiu me fazer vibrar e me emocionar. Nota: 8/10

Luiza Aloi: Se desse para definir o filme com uma palavra - inventada - seria chorindo. Sabe aquela sensação de chorar e rir ao mesmo tempo? Então, é exatamente isso o que se sente ao longo das três horas que encerram a franquia de Vingadores. O quarto e último filme traz aquilo que os fãs já esperavam: a viagem no tempo para desfazer a estalada de dedo de Thanos. Ao trazer de volta os nossos heróis que desapareceram, o filme traz aquela emoção que justifica as gritarias e vibrações de felicidade no cinema. Porém, justamente pelo fato de ter diversos heróis no longa, Vingadores: Ultimato serviu mais como uma espécie de despedida apenas do Homem de Ferro e do Capitão América e deixou de lado, por exemplo, cenas que poderiam ser fantásticas com a Capitã Marvel na liderança - e derrtotando Thanos sozinha, talvez? Ou até mesmo com Thor, que ficou cômico, porém um pouco apagado no filme. Apesar disso, impossível não sentir emoção e/ou querer rever cenas incríveis como a batalha final e, no fim, o Homem de Ferro ter matado Thanos encaixou bem na única possibilidade que o Dr. Estranho havia visto em Vingadores: Guerra Infinita, ou seja, coerência teve. Nota: 9/10

Lygia Haydée: Assim como acontece diante da maior parte dos fãs de Vingadores, na redação fui voto vencido ao avaliar negativamente a segunda parte da história iniciada em 2018 com Vingadores: Guerra Infinita. O filme é cheio de superlativos por sua grandiosidade e elenco, mas, ao fechar a conta, é lento e decepciona quem espera por um longa que supere a história do terceiro filme, com seu final que impressiona por permitir que heróis e uma série de outros personagens morram. Por fazer com que o espectador fique refém de uma continuação, a viagem no tempo como solução para resolver as questões abertas no terceiro filme acaba sendo inevitável e, ao mesmo tempo, óbvia para quem espera resoluções mais bem produzidas para Vingadores: Ultimato. Aliás, isso também faz com que esse seja um roteiro praticamente sem ação ou lutas em boa parte do filme, dando a impressão de que a principal preocupação do longa é fazer uma grande despedida para o Capitão América, a quem Chris Evans dá vida, e ao Homem de Ferro, papel de Robert Downey Jr. Além deles, nomes como Scarlett Johansson, Brie Larson e Mark Ruffalo, para falar só de alguns, ganham pequena importância na produção e são subaproveitados, assim como acontecem com as participações especiais que impressionam, mas que nem sequer têm uma importante participação na história, como Michelle Pfeiffer, Michael Douglas e Natalie Portman. Para não dizer que nada em Ultimato se salva, a solução da volta de Thanos para o futuro é de impressionar, assim como a interpretação de Robert Downey Jr. Nota: 6/10.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual maldade falta Josiane fazer em A Dona do Pedaço?

Obrigado! Seu voto foi enviado.