X

NOTÍCIAS

Publicada em 21/05/2019 às 12:11 | Atualizada em 21/05/2019 às 12:49

Emilia Clarke confessa que teve medo de ser demitida de Game Of Thrones após ter tido dois aneurismas

A atriz também contou se concorda com o desfecho de sua personagem, Daenerys Targaryen

Da Redação

Divulgação

Emilia Clarke deu uma nova entrevista ao jornal The New Yorker, o mesmo veículo onde ela escreveu um artigo chamado Uma Batalha Pela Minha Vida, em que diz pela primeira vez ter sobrevivido a dois aneurismas cerebrais. Na matéria, publicada no último domingo, dia 19, a atriz revela o que achou do desfecho de sua personagem, Daenerys Targaryen, no final de Game Of Thrones.

Eu li esses scripts quando eles chegaram há dois anos. Quando o fiz, dei uma longa caminhada por Londres em transe, sem saber como digerir a notícia. Agora, finalmente, as pessoas estão dizendo Oh, agora entendemos porque essa temporada foi tão forte para você. Eu não tinha ideia do que esperar para essa última temporada. Eu esperava por coisas interessantes, como sempre faço em cada temporada, mas não vi isso acontecer. Ao longo do seriado, teve momentos gloriosos de Daenerys assumindo um papel muito forte em uma batalha ou em uma decisão a ser tomada. Teve esses momentos maravilhosos em que ela assume o controle e é realmente libertador e bonito. Ela liberta as pessoas, mata os bandidos e isso é bom. E, devo admitir, estava sentada timidamente naquela cadeira pensando: Quanto tempo isso vai durar? Todos diziam Ela não é ótima? Ela é nossa salvadora, Mhysa. Era lindo e incrível, mas eu olhava por cima do meu ombro o tempo todo enquanto todo mundo tinha uma história mais humana - por falta de uma palavra melhor. Eles faziam coisas boas. Eles faziam coisas ruins. Eles faziam coisas bobas. Eles faziam coisas brilhantes. Eles se apaixonavam. Eles quebravam corações. Daenerys tinha consistentemente esse caminho para a salvação, e ela estava sentada segura em um lugar muito alto. Lembro-me dos rapazes - nossos escritores e roteiristas - me dizendo que o arco de Daenerys é o de Lawrence da Arábia. Eu assisti Lawrence da Arábia [o filme, considerado pela crítica um dos melhores já feitos] e fiquei tipo Ótimo, legal. Ele é brilhante. Ele sobreviveu e é maravilhoso. Mas então você lembra como o filme acabou, com a desintegração de Lawrence. Eu não coloquei essas duas coisas juntas. Ou talvez eu não quisesse ver isso porque me importo muito com Daenerys. 

A artista também admitiu que ficou com medo de ser demitida após ter passado por cirurgias arriscadas por conta de seus dois aneurismas cerebrais.

No que diz respeito às minhas duas hemorragias cerebrais, eu não queria dar a ninguém uma razão para dizer Oh, ela é apenas uma criança - ela não consegue lidar com isso. Você só quer fazer bem o seu trabalho. Você não quer dar a ninguém um motivo para dizer Ah, não, olhe para ela - jovem, inexperiente, qualquer coisa - ela não é capaz de fazer isso. Eu me sentia fraca e pensava constantemente Por favor, não me demita. Por favor, por favor, não me deixe arruinar isso. Por favor, não deixe ninguém ter a oportunidade de pensar que sou outra coisa senão capaz de assumir esse papel. Todos os dias eu lutava contra meus próprios demônios, porque pensava Você está doente, você não pode fazer isso. Você está cansada, desista. Pare. Estava fazendo bullying comigo mesma. Houve algumas temporadas em que eu apenas questionei tudo e lutei contra tudo e senti uma tremenda quantidade de culpa por não ter conseguido viver plenamente esse papel de uma vida que recebi quando tinha muitos amigos que ainda batiam em portas de diretores de elenco. Eu me sentia exausta, ansiosa, preocupada e com medo todos os dias.

Emilia ainda contou que se sentia em perigo dentro do set

Em momentos de estresse extremo, meu medo de morrer foi aumentado para um milhão. Houve muitos momentos em que eu simplesmente tirava a minha peruca e maquiagem e dizia Acho que estou morrendo e não estou. Você pode apenas segurar minha mão? Você poderia apenas olhar para mim e me dizer que estou bem? E eles olhavam para mim como se eu fosse louca e tentavam me ajudar a respirar.

Que relato, hein? 


No último episódio, Daenerys conquistou Porto Real, e diz que não irá parar por aí: ela pretende libertar o mundo todo de tiranos e se tornar a grande rainha. Tyrion renuncia seu cargo de Mão do Rei e ela o prende por traição. O anão, então, conversa com Jon Snow, dizendo que a Targaryen está louca e não é a melhor escolha para governar o reino. Em uma cena emocionante, em que Dany pede para que Jon governe com ela, ele a mata. Drogon aparece e, bravo pela morte da mãe, queima Trono de Ferro - mas deixa o protagonista ileso. Ele também é preso e, por pressão de Verme Cinzento e dos Imaculados, enviado de volta para a Muralha - local em que começou a história! Enquanto isso, Tyrion se reúne com os outros lordes de Westeros e, juntos, decidem que Bran será o novo rei, já que ele possui o conhecimento suficiente para governar. O anão é nomeado Mão do Rei - de novo - e Sansa se recusa a se ajoelhar ao irmão, pedindo a independência dos povos juramentados à Winterfell. Ela se torna Rainha do Norte, enquanto Arya decide velejar para oeste de Westeros, e Sam se torna Grande Meistre em Porto Real. Apesar do final conturbado e que não agradou todos os fãs da saga, a série conseguiu emocionar em seu último episódio. Já estamos com saudades!'

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual famosa você não vê a hora de dar à luz?

Obrigado! Seu voto foi enviado.