X

NOTÍCIAS

Publicada em 26/12/2019 às 12:59 | Atualizada em 26/12/2019 às 12:59

Fábio Porchat e João Vicente de Castro lamentam atentado à produtora do Porta dos Fundos: Não vão nos calar!

Porchat ainda afirma que o ataque, com duas bombas, tem viés homofóbico

Da Redação

Montagem-Divulgação

No dia 24 de dezembro, véspera de Natal, a produtora responsável pela criação dos vídeos do Porta dos Fundos no Rio de Janeiro sofreu um atentado com bombas. Segundo informações do jornal Extra, foram lançados dois coquetéis-molotov na fachada do imóvel e o caso foi registrado como crime de explosão na 10ª DP.

De acordo com a Exame, um grupo reivindicou a autoria do crime ao ler um manifesto enquanto mostra cenas das explosões. Ao que tudo indica, o ataque entra na campanha contra o Especial de Natal Porta dos Fundos: A primeira tentação de cristo, que chegou na Netflix no dia 3 de dezembro. No longa, Jesus, interpretado por Gregório Duvivier, ganha uma festa surpresa de 30 anos de idade enquanto chega em casa acompanhado de Orlando, interpretado por Fábio Porchat.

No Twitter, Porchat lamentou o atentado:

Não vão nos calar! Nunca! É preciso estar atento e forte...

Além disso, em entrevista ao O Globo, opinou que o ataque teve viés homofóbico:

- Penso que o ódio pelo Especial de Natal diz muito mais sobre quem o repudia do que sobre nós. A homofobia é nítida nesse caso. Para nós, do Porta dos Fundos, ser gay é uma característica como qualquer outra. A pessoa pode ser alta, baixa, branca, negra, gay, hétero. Para os homofóbicos, ser gay é xingamento. Aí é que mora o preconceito.

E ainda diz:

- Esse tipo de intolerância tem se mostrado cada vez mais comum. Se não identificarmos esses terroristas, isso pode soar como um aval para que mais atentados sejam encorajados a acontecer. O país e o estado precisam mostrar que não aceitamos ataques violentos de qualquer espécie contra quem quer que seja. Contra o presidente, contra o Porta dos Fundos ou contra você.

João Vicente De Castro, que também faz parte da equipe, postou o seguinte texto:

Nada nem ninguém vai nos parar ou nos calar. Na madrugada do dia 24 de dezembro, véspera de Natal, a sede do Porta dos Fundos foi vítima de um atentado. Foram atirados coquetéis molotov contra nosso edifício. Um dos seguranças conseguiu controlar o princípio de incêndio e não houve feridos apesar da ação ter colocado em risco várias vidas inocentes na empresa e na rua. O Porta dos Fundos condena qualquer ato de violência e, por isso, já disponibilizou as imagens das câmeras de segurança para as autoridades e espera que os responsáveis pelos ataques sejam encontrados e punidos. 

E continua:

Contudo, nossa prioridade, neste momento, é a segurança de toda a equipe que trabalha conosco. Assim que tivermos mais detalhes, voltaremos a nos manifestar. Mas, por enquanto, adiantamos que seguiremos em frente, mais unidos, mais fortes, mais inspirados e confiantes que o país sobreviverá a essa tormenta de ódio e o amor prevalecerá junto com a liberdade de expressão.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

O que você achou da foto sem retoques de Hariany Almeida?

Obrigado! Seu voto foi enviado.