X

NOTÍCIAS

Publicada em 11/03/2020 às 23:03 | Atualizada em 11/03/2020 às 17:27

Responsável por viver Silvio Santos em musical, Velson D'Souza reflete sobre a importância do apresentador em sua vida: - Um homem muito generoso, interessado em ajudar

Espetáculo Silvio Santos Vem Aí contará a história do dono do Baú desde a sua infância até a década de 1990

Carolina Rocha

Divulgação-Adriano Dória

Silvio Santos é uma figura conhecida nacionalmente, considerado um dos maiores nomes da televisão brasileira e responsável por lançar inúmeros programas e artistas que fizeram - ou ainda fazem - parte do mundo do entretenimento e da vida das pessoas. Interpretar o comunicador, então, não deve ser nada fácil, não é? Mas Velson D'Souza aceitou esse desafio e agora dá vida a Silvio Santos no musical Silvio Santos Vem Aí, com texto de Marilia Toledo e Emílio Boechat, direção de Fernanda Chamma (que também assina a coreografia) e Marilia Toledo, e direção musical de Marco França. E em entrevista ao ESTRELANDO, o ator contou como surgiu a proposta para participar do espetáculo, que estreia no dia 13 de março no Teatro Santander, em São Paulo. 

- Eu trabalhei muitos anos com a Marilia Toledo, que é a diretora geral da Paris Cultural. Trabalhamos de 2005 a 2010 juntos e fizemos quatro espetáculos. E naquela época eu imitava o Silvio [Santos] brincando, fazia as rezas antes dos espetáculos com a voz do Silvio e alguns outros artistas também, sempre brincando. Então ela sabia que eu o imitava, né. Aí no final de 2018, eu estava morando em Los Angeles [Estados Unidos] e ela entrou em contato comigo. Disse Olha, existe a possibilidade de fazermos o nosso primeiro espetáculo sobre o Silvio Santos. Você voltaria [para o Brasil] para fazer o Silvio Santos? E eu respondi É uma oportunidade que não tem como passar, né? Vamos conversar. E ficou isso no ar. Aí eu voltei [para o Brasil] para visitar a minha família em abril. Jantamos juntos, porque a Marilia é uma das minhas melhores amigas. E então ela me confirmou, dizendo Vai rolar. Eu vou dirigir com a Fernanda Chamma. E a gente queria muito te trazer de volta. E me pediu para fazer uns vídeos, porque tinha que passar pela aprovação de todo mundo, né? Marco França [diretor musical], de todos da Paris Filmes, de todos os patrocinadores... então eu passei o ano inteiro, desde abril do ano passado, pesquisando e fazendo vídeos para mandar para eles. E eles aprovaram, e me chamaram para fazer um workshop junto com o restante do elenco

Apesar de ser um comprometimento muito importante, Velson diz que não sentiu medo ao aceitar o convite.

- O que mais veio para mim é que eu queria que fosse divertido para mim. E foi o que eles me garantiram, que seria um espetáculo alegre, para cima, e que retrataria muito o universo Silvio Santos. Então para mim é uma honra estar fazendo. Eu não tive medo nenhum, mas o desafio é grande, né? Então é uma responsabilidade.

Ao longo de todos esses meses, o artista entrou em contato com diversas obras relacionadas a Silvio Santos, com o intuito de colher o máximo de informações para construir o seu personagem com perfeição.

- Eu conversei com algumas pessoas que viveram próximas desse universo [Silvio Santos]. Eu sou muito próximo da família [Abravanel] também, trabalhei no SBT, trabalhei com o Silvio, então eu o já conhecia pessoalmente. Ele não é um amigo com quem eu converso todo dia, né, obviamente, mas eu estudei muito. Assisti muitos vídeos, todos os vídeos que você possa imaginar. Os antigos também. E ainda li as biografias, para realmente me preparar para fazer. E aí o resto acabou surgindo nos ensaios, onde eu pude experimentar de tudo. 

E mesmo trabalhoso, o processo não deixou de ser divertido. 

- Com certeza é uma diversão. Você sabe que é um trabalho, mas quê trabalho? Assistir Silvio Santos é um trabalho? [risos] É trabalho, mas a gente também se diverte. Às vezes eu acabava me perdendo, ficava prestando atenção em algumas coisas mais específicas e acabava curtindo o programa. Aí eu voltava e assistia de novo.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Velson D'Souza (@velson.dsouza) em

Velson ainda se emocionou ao refletir sobre a importância do apresentador em sua vida.

- Eu tenho uma relação de carinho por ele, gosto muito do Silvio Santos. Para mim ele é um homem muito generoso, carinhoso e que pensa nas outras pessoas. Fico vendo as histórias... ele com o Wagner Montes, o quanto ele ajudou o Wagner Montes quando ele teve o acidente [em 1981, Montes sofreu um acidente de triciclo e perdeu metade da perna direita]. Ele com o Manoel de Nóbrega também. Quando o Manoel ficou doente [o apresentador enfrentou um câncer no pâncreas], o Silvio pagou o tratamento dele. Disse Eu dou tudo o que o dinheiro puder comprar para tentar curá-lo. E não foi só isso. [...] Uma vez eu encontrei com ele no corredor do SBT e ele parou. Eu pensei que ele nem iria lembrar do meu nome, mas ele parou, e me chamou pelo nome. Ele perguntou como estava a gravação da novela, se estava tudo bem, disse que se tivesse algum problema, que eu poderia conversar com ele. Então ele é um homem muito generoso, interessado na vida das pessoas, interessado em ajudar. É um cara que revolucionou a televisão brasileira, que criou milhões de empregos... Ele é muito importante. Na minha vida também, eu cresci assistindo. E como ator, as minhas primeiras oportunidades foi a família [Abravanel] que me deu. O Silvio Santos, de certa forma, esteve ali presente. Então me emociona muito poder interpretar o Silvio.

Uma das preocupações do artista era em representar Silvio Santos sem aquele esteriótipo que já conhecemos.

- O maior desafio mesmo é a questão de humanizar o personagem, não ficar na caricatura. De ser real, afirmou.

Por fim, Velson contou que acredita que a nostalgia terá um impacto bem positivo no público que for assistir ao musical.

- O espetáculo tem um tom mais leve, mas acho que ver o programa Silvio Santos acontecendo, ver os personagens icônicos que nos remetem à nossa infância, leva as pessoas para o passado, para um lugar mais afetivo. Acho que as pessoas vão ter essa ligação, da memória afetiva. Eu me emociono fazendo, então acho que o público vai ser emocionar ao viver uma época que já passou. 

Silvio Santos Vem Aí contará a história do comunicador desde sua infância, quando era camelô no Rio de Janeiro, até o início da década de 1990, com a consolidação do SBT. Com personagens icônicos como Gugu Liberato, Hebe, Elke Maravilha, Wagner Montes, Bozo, Pedro de Lara entre outros, a peça promete agradar todas as gerações.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual notícia mais te chocou esta semana?

Obrigado! Seu voto foi enviado.