X

NOTÍCIAS

Publicada em 15/08/2020 às 11:34 | Atualizada em 15/08/2020 às 11:43

Diogo Vilela diz que a cultura no Brasil dá sono e desabafa sobre a desvalorização da arte: - Tive que vender meu carro para fazer a minha peça

O ator participou do programa Conversa com Bial na última sexta-feira, dia 14

Da Redação

Divulgação-TV Globo

Diogo Vilela, que completa 50 anos de carreira em 2020, participou do programa Conversa com Bial na última sexta-feira, dia 14. Durante o bate-papo, o ator contou um pouco sobre sua trajetória como artista. Ele, que já trabalhou com nomes como Janete Clair e Ziembinski, disse que está cabisbaixo com a demonização da classe artística: 

- A arte está brotando do sofrimento. O artista nasce sempre, mas a arte é um legado e o mundo está muito sem arte, as pessoas não estão convivendo com a arte.

Diogo falou também sobre as dificuldades para produzir sua nova peça intitulada A Verdade, que foi interrompida por conta da pandemia do coronavírus. A comédia é estrelada e produzida por Vilela e celebra esses 50 anos de carreira do astro:

- Eu tive que vender meu carro para fazer minha peça. Não estou reclamando, foi incrível, fui feliz, ganhei prêmios, mas ninguém dá dinheiro para teatro. Você falar de teatro é igual falar em livro, a cultura no Brasil dá sono. Isso é uma coisa muito grave.

Diogo Vilela estará na temporada de 2020 do programa Zorra. Relembre, a seguir, personagens icônicos do Zorra Total:


Para terminar, mas não sendo menos importante, temos o Juninho Play, papel de Samantha Schmütz e que fez com que ela ficasse conhecida nacionalmente. O menino/menina vivia se dando bem com os casos amorosos, lembra?

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual você acha que será o sexo do bebê de Virginia e Zé Felipe?

Obrigado! Seu voto foi enviado.