X

NOTÍCIAS

Publicada em 20/02/2021 às 13:49 | Atualizada em 20/02/2021 às 13:49

Maraisa fala sobre ter doença genética que causa calvície: - Não tem que ter vergonha

A cantora ainda revelou que faz tratamento com plasma para combater os efeitos da doença

Da Redação

Montagem-Divulgação

Frequentemente as celebridades se abrem para falar de suas doenças e problemas de saúde, fazendo com que esses assuntos repercutam entre os internautas. No começo de fevereiro, por exemplo, Maraisa acabou revelando aos fãs que sofria de uma doença chamada alopecia androgenética, que causa calvície em mulheres.

Logo após adotar um corte de cabelo mais curto, a cantora foi questionada por internautas sobre o uso de apliques e contou que convivia com a falta de cabelo. O assunto acabou repercutindo tanto que foi abordado no É de Casa deste sábado, dia 20, que contou com a participação da irmã de Maiara. 

- O meu caso é genético mesmo, já vem da minha família, então desde sempre eu tenho pouco cabelo. Eu via as minhas amigas e todo mundo tinha muito cabelo, e eu e minha irmã tínhamos pouco. Era um cabelo mais fino, que parecia sempre de neném. Não é pouquinha [falha], explicou a cantora.

Em seguida Maraisa ressaltou que, embora esse assunto possa provocar baixa autoestima nas mulheres, é importante não ter vergonha dessa condição genética:

- Eu percebi que era uma coisa muito natural, muito comum, só não é falada. Então, meninas: eu sofro de alopecia, eu sou um pouco carequinha sim. Não tem que ter vergonha, não tem que ter medo, não tem que se diminuir por ter alopecia. Eu tenho, muita gente tem, é uma coisa muito normal, só tem que tratar.

Quanto às maneiras de lidar com esse problema, a cantora destacou o uso de apliques e, principalmente, o tratamento precoce acompanhado por dermatologistas e outros profissionais da saúde:

- Eu uso aplique já há algum tempo. O ideal é que não usasse né, fizesse tratamento, mas a gente é muito vaidosa e coloca. Então eu sempre trato e uso aplique, sempre uso shampoo indicado por um dermatologista, faço exames e de uns cinco anos pra cá eu consegui ter um acompanhamento melhor. Hoje eu faço um tratamento no qual eles tiram o plasma, o que é melhor no nosso corpo, e aplicam no couro cabeludo. A gente tem que procurar ajuda desde o início, porque se você procurar o tratamento ainda jovem você retarda o processo da alopecia.

Inspirador, não é mesmo?

A seguir, veja outros famosos que falaram abertamente sobre suas doenças!


Cynthia Nixon descobriu em 2007 que tinha câncer de mama, doença que já mostrava histórico em sua família. Ela manteve o tratamento em segredo, pois não queria paparazzi no hospital ou qualquer tipo de atenção da mídia. Já em fase de manutenção, no entanto, ela falou sobre como foi a descoberta para a ABC: - Eu me senti assustada. Pensei: Oh, não quero que isso aconteça. Estava ciente que se isso ia acontecer esse era o melhor jeito de acontecer. Encontramos cedo e podemos lidar com isso logo.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

O que você acha do casal Bruna Marquezine e Enzo Celulari?

Obrigado! Seu voto foi enviado.