X

NOTÍCIAS

Publicada em 29/03/2021 às 16:02 | Atualizada em 29/03/2021 às 15:19

Katie Price relata ter sofrido uma série de abusos sexuais quando jovem: Eu tinha sete anos e estava em um parque

A modelo deu uma entrevista a um podcast na qual afirmou que homens foram a única coisa que sempre esteve errada em sua vida

Da Redação

Divulgação

A modelo inglesa Katie Price se abriu sobre os abusos sexuais que sofreu ao longo da vida em conversa com o podcast ‎Changes with Annie Macmanus. De acordo com o jornal britânico Metro, as revelações feitas pela musa ocorreram depois que ela declarou que homens eram a única coisa que sempre esteve errada em sua vida desde cedo.

Katie, que hoje está com 42 anos de idade, conta que sofreu um abuso sexual quando tinha apenas sete anos de idade e estava passeando em um parque:

- Eu fui estuprada quando criança aos sete anos [de idade], isso está no meu primeiro livro [a autobiografia Being Jordan, lançada em 2004], eu estava em um parque. Eu tinha sete anos [de idade] no parque e no intervalo [após a agressão] alguém tentou me colocar em seu carro. Minha mãe tinha essa preocupação constante o tempo todo.

No entanto, Price voltou a sofrer outros abusos durante sua vida. Ela relata que, aos 12 anos de idade, acabou tendo contato com um fotógrafo que foi posteriormente preso por drogar meninas menores de idade:

- Então me envolvi com um fotógrafo que acabou na prisão e era obcecado por mim. Ele tirou fotos indecentes que eu pensei serem inocentes na época. Ele tirava fotos minhas mostrando minha língua, o que parecia jovem e feminino, mas ele as considerava sexuais. Ele fazia esses milkshakes, eu nunca tomava porque não gostava deles, mas quando a polícia apareceu para ver minha mãe, [contaram que] era o que ele fazia - ele fazia as meninas beberem, as drogava e depois tirava fotos delas.

O The Sun ainda afirma que Katie descreveu uma terceira violência sexual, que teria ocorrido durante um roubo de carro na África do Sul. De acordo com o veículo, a modelo teria afirmado que foi abusada com uma arma na frente de crianças que também estavam presentes no incidente. Além disso, Katie destaca que o abandono que sofreu de seu pai também contribuiu para sua desconfiança para com o sexo masculino:

- Minha mãe teve essa constante o tempo todo. Meu pai foi embora e, embora eu não me lembre, subconscientemente sua mente se lembra de tudo. Está [tudo] aí.

Apesar dos traumas, Price parece ter encontrado um homem no qual pode confiar. Durante a entrevista, ela teria entrado em detalhes sobre seu namoro com Carl Woods, um vendedor de carros que chegou a participar do reality show romântico Love Island e com quem está se relacionando desde junho de 2020.

- Não consigo acreditar como sou sortuda por tê-lo. Vou me casar com ele, é ele. Levei 42 anos para encontrar meu príncipe e ele não aceita nenhuma mer** de mim. É o que eu preciso.

Katie é mãe de cinco crianças de seus relacionamentos anteriores com o ex-jogador de futebol Dwight Yorke, com o cantor e compositor Peter André, e com o stripper Kieran Hayler - e estaria tentando ter o sexto filho ao lado do namorado.

A seguir, relembre nove famosas que já sofreram violência doméstica


Nos Estados Unidos, o caso mais conhecido de agressão a uma famosa, com certeza foi o de Rihanna. Em 2009, a cantora foi agredida por Chris Brown quando namoravam há um bom tempo. O cantor nunca veio a público se desculpar pelo ocorrido, no entanto, decidiu fazer um desabafo emocionante em seu documentário Welcome to My Life. O vídeo mostra como ele era visto como um menino prodígio no mundo da música, e como seu relacionamento com Riri tinha tudo para dar certo. Afinal, os dois estavam estourando logo no começo da carreira, tinham uma música juntos e eram inseparáveis. De lá para cá, muitas coisas aconteceram. Segundo Chris, naquela época ele estava pensando em suicídio. Não comia, não dormia e só pensava em entorpecentes. A agressão marcou Rihanna para uma vida toda e, sobre isso, o cantor é sincero sobre como se enxerga nesta situação: - Eu me sinto um monstro. Já Riri soube dar a volta por cima e é muito admirada hoje em dia pela coragem de expor o caso e superar todo o drama que viveu. O rapper acabou sendo condenado a cinco anos de liberdade condicional e seis meses de serviço comunitário após se declarar culpado por agredir a ex, que em entrevista ao The Sun, desabafou sobre o ocorrido: - Foi estranho e confuso estar naquela posição e por mais raiva que eu tivesse e mais magoada e traída que me sentisse, eu pensei que ele cometeu aquele erro porque precisava de ajuda e quem iria ajudá-lo? Eu tive que lidar com tudo isso e não foi fácil para mim compreender em frente às câmeras e com o mundo assistindo. Era difícil prestar atenção na minha mente e entender as coisas porque tudo virou um circo e eu me senti protetora, senti que a única pessoa que odiavam era ele. Todos iriam dizer que ele era um monstro sem se preocupar com a fonte. E eu estava mais preocupada com ele.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

O que você achou da vitória de Juliette no BBB21?

Obrigado! Seu voto foi enviado.