X

NOTÍCIAS

Publicada em 14/05/2021 às 07:10 | Atualizada em 14/05/2021 às 07:59

Após proibição da Justiça, Antonia Fontenelle protesta com a boca vedada e cita Luciana Gimenez: A fase deve ser difícil

A apresentadora afirmou que está sendo censurada

Da Redação

Divulgação

Antonia Fontenelle segue revoltada com a decisão da Justiça, que proibiu a apresentadora de citar o nome de Luciana Gimenez, do contrário, terá que desembolsar 20 mil reais por citação.

No Youtube, a apresentadora realizou uma transmissão ao vivo para protestar.  Ela apareceu com a boca vedada por uma fita adesiva preta e se manteve em silêncio por mais de 20 minutos.

A ordem é censurar quem lhe convém, escreveu ela no título da publicação.

Após remover a fita da boca, Fontenelle falou sobre o assunto:

- Gente, estou aqui olhando os comentários de vocês. Vinte minutos de silêncio, é estranho, né. Mas não me preocupa com quem pede essa censura, a quem lhe convém. Me preocupa a quem chancela este pedido, me preocupa é o juiz ou uma juíza que chancela o pedido de uma comunicadora não citar o nome de uma outra comunicadora, disse ela.

Em seguida, se referiu mais diretamente a Luciana Gimenez:

- Quem pediu não é minha preocupação, até porque nem me interessa ficar falando e nunca nem falei e ainda injustamente pediu para que eu não falasse.

E ainda disparou:

- Sabe quem e quando alguém vai me calar? Nunca, nunca! Sabe quando alguém, seja lá quem for, vai me esculachar? Nunca! Tô pra ver, tô pra ver.

Por fim, Antonia Fontenelle citou o nome de Luciana Gimenez:

- Eu não tenho nada contra a Luciana Gimenez, entendo que ela está passando por uma fase muito difícil, relacionamento que termina com polícia no meio, que perdeu  joias, seja lá o que foi. Matérias dando conta de que o pai deixou um seguro e vida de sei lá quantos milhões, mas o pai tirou ela do seguro de vida e deu para uma sobrinha. É uma casa milionária que não consegue vender, está encalhado. É um programa que não tem audiência. A fase deve ser difícil, eu entendo. Mas não tenho absolutamente nada a ver com isso. Não me preocupa o pedido dela, nem os dez mil que ela pediu. Se o juiz vier disser que eu tenho que dar dez mil, eu empresto pra ela, depois ela me devolve. Meu protesto aqui é para quem chancelou esse pedido absurdo, infundado. Para gente proibir que outra pessoa fale da outra, tem que ser porque já vivia esculachando, stalkeando, falando mal, fazendo bullying, nunca fiz isso. 

Como você viu no ESTRELANDO, Fontenelle já havia dito que achava um absurdo a ação movida por Luciana Gimenez e acatada pela Justiça.

A polêmica se deu por conta de uma entrevista feita por Fontenelle com Jorge Kajuru. Na conversa, ele se referiu a apresentadora como garota de programa e mulher desqualificada, disparando ofensas contra a vida pessoal de Gimenez. Na ação, segundo Ancelmo Gois, do jornal O Globo, Luciana Gimenez alega que Fontenelle teria oferecido o espaço de seu canal para as ofensas disparadas por Kajuru, que também está proibido de citá-la, além de estar sendo processado em uma ação que a artista pede a indenização de 40 mil reais.

Procurada pelo ESTRELANDO, a assessoria de imprensa de Luciana Gimenez não retornou o contato para comentar o assunto. 


Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

O que você achou desse suposto envolvimento entre Irina Shayk e Kanye West?

Obrigado! Seu voto foi enviado.