X

NOTÍCIAS

Publicada em 29/07/2022 às 11:01 | Atualizada em 29/07/2022 às 11:01

Guilherme de Pádua resolve se abster de comentários sobre novos episódios de Pacto Brutal

O ex-ator teria sido orientado por um pastor para se ausentar de comentários

Da Redação

Divulgação

Você já deve ter ouvido falar que o seriado Pacto Brutal está super em alta e na última quinta-feira, dia 28, Guilherme de Pádua acabou indo até as redes sociais mais uma vez após o lançamento dos últimos episódios na plataforma de streaming, de acordo com o Em Off.

Caso você não saiba, o seriado foi feito para abordar detalhes do assassinato de Daniella Perez, em 1992, filha de Glória Perez. Pádua e a sua então esposa, Paula Thomaz, foram condenados há 20 anos de prisão por terem matado Daniela, mas já estão soltos. 

Mas diferentemente do que todo mundo imaginava, Guilherme de Pádua não quis comentar sobre o assunto do seriado e agora pastor de uma igreja evangélica, o ex-ator tomou a decisão de se abster de comentários. Pois é, ele revelou que está seguindo uma orientação pastoral.

- Por causa da orientação do meu pastor, estou me ausentando, parando esse assunto. Eu creio que a fé que carrego vai me ajudar a melhorar como pessoa por dentro e até fazer alguma coisa por outros. Vou continuar nessa fé, não vou largar o caminho que estou seguindo. Ontem, conversando com o pastor que me orienta há mais ou menos 22 anos, ele me disse: filho, vá como ovelha muda ao matadouro, em alusão a uma passagem bíblica. E eu disse: pastor, mas estão falando absurdos, alguma coisa eu tenho que fazer. E ele me disse: não adianta, filho. Você nunca vai fazer quem torce para um time torcer para o outro. Você não vai conseguir mudar isso

E apesar de tudo, ele ainda comentou sobre o peso que é acordar todos os dias sendo ele mesmo.

- Hoje, se eu não tiver a fé, eu não consigo prosseguir. Todos os dias quando eu acordo eu me lembro que sou o Guilherme de Pádua, que tenho essa carga nas minhas costas, e toda manhã é uma luta.

E mais...

Segundo informações do Extra, Paula Thomaz estaria grávida de quatro meses quando ao lado do até então marido, Guilherme de Pádua, cometeram o crime. O filho de Thomaz foi batizado como Felipe e nasceu cinco meses depois e até hoje pouco se sabe sobre seu paradeiro.

De acordo com o jornal, o menino teria sido criado pela mãe, que cumpriu pena no Rio de Janeiro, até seu primeiro ano de vida. Depois Paula só voltou a conviver com a criança quando deixou a prisão em liberdade condicional, em novembro de 99.

Atualmente, Felipe está com os seus 29 anos de idade e vive em uma famosa rua no bairro de Ipanema, no Rio de Jnaeiro, bem próximo de sua mãe que mora atualmente em Copacabana. 

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Você é igual ao Caio Castro no primeiro encontro?

Obrigado! Seu voto foi enviado.