X

NOTÍCIAS

Publicada em 07/09/2023 às 13:55 | Atualizada em 07/09/2023 às 13:59

Grupo Fat Family celebra 25 anos de carreira e desabafa sobre a morte dos irmãos: - Crises de choro

As irmãs Katia, Simone e Suzete se preparam para uma nova turnê que vai rodar o Brasil nos próximos meses

Da Redação

Divulgação-Band

Elas ainda seguem bailando e dançando, apesar da dor de não terem os irmãos Deise e Sidney Cipriano por perto. A banda Fat Family, que agora segue apenas com as irmãs Katia, Simone e Suzete, ainda sabe colocar o público para dançar! E não foi diferente no programa Melhor da Noite, que foi ao ar na última quarta-feira, dia 6, na Band.

Assim, ao lado de Zeca Camargo e Glenda Kozlowski, elas aproveitaram muito bem o palco e deram uma entrevista exclusiva à emissora para falar como estão passando pela morte dos irmãos, que morreram em 2011 e 2019. Apesar disso, elas se mantêm firmes e fortes para seguir com uma nova turnê que vai celebrar os 25 anos do grupo e que rodará o Brasil todo nos próximos meses.

- Nos ensaios de preparação para a turnê, às vezes dá crise de choro, às vezes de risada. Muitas das canções cantadas pelo Fat Family são de autoria de Deise, o que a faz estar, mesmo que indiretamente, presente na turnê, comentou Katia.

Em seguida, Suzete completou:

- Sidney e Deise fazem muita falta. As músicas trazem muito mais força do que dor. A gente sente saudade, mas nos traz mais força. Tanto que estamos aqui. Oito construíram [o Fat Family] e quem está mantendo o que foi construído são nós três.

Katia ainda afirma que a dor pela perda dos irmãos ainda está muito latente entre elas, mas que o apoio que elas têm uma da outra não as deixam abater.

- Até hoje a gente pensa, e não é que o Sidney morreu? E que a Deise morreu? A gente sabe que Deus tem um plano e está no controle de tudo. A vontade dele é boa, perfeita e agradável. Mas sofremos e muito. Não estamos preparados para a perda, nunca estamos preparados. Temos que conviver e não deixar a tristeza tomar conta senão a vida não anda. Passamos um bom tempo de luto. Nem tocávamos no assunto, mas não podemos permanecer assim, explicou Katia.

E ainda completou:

Eles tiveram uma importância muito grande no grupo. Essa história não vai ser apagada. Eles cumpriram o legado deles.

Vale lembrar que o Fat Family iniciou em 1996 com oito integrantes e hoje segue com apenas as três irmãs na banda. Elas revelaram, ainda, que não têm interesse em agregar mais membros ao grupo.

- É um desafio muito grande. De repente tivemos que reformular o vocal e adaptar para três vozes. Estamos curtindo esse momento, disse Simone.

- Já perguntaram, 'vocês não vão fazer um concurso para mais integrantes?' Vamos ficar só entre irmãs mesmo, afirmou Katia, por fim.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Você acha que Bruna Biancardi e Neymar Jr. retomaram o relacionamento?

Obrigado! Seu voto foi enviado.

Grupo <I>Fat Family</i> celebra 25 anos de carreira e desabafa sobre a morte dos irmãos: <I>- Crises de choro</I>

Grupo Fat Family celebra 25 anos de carreira e desabafa sobre a morte dos irmãos: - Crises de choro

18/Jun/

Elas ainda seguem bailando e dançando, apesar da dor de não terem os irmãos Deise e Sidney Cipriano por perto. A banda Fat Family, que agora segue apenas com as irmãs Katia, Simone e Suzete, ainda sabe colocar o público para dançar! E não foi diferente no programa Melhor da Noite, que foi ao ar na última quarta-feira, dia 6, na Band.

Assim, ao lado de Zeca Camargo e Glenda Kozlowski, elas aproveitaram muito bem o palco e deram uma entrevista exclusiva à emissora para falar como estão passando pela morte dos irmãos, que morreram em 2011 e 2019. Apesar disso, elas se mantêm firmes e fortes para seguir com uma nova turnê que vai celebrar os 25 anos do grupo e que rodará o Brasil todo nos próximos meses.

- Nos ensaios de preparação para a turnê, às vezes dá crise de choro, às vezes de risada. Muitas das canções cantadas pelo Fat Family são de autoria de Deise, o que a faz estar, mesmo que indiretamente, presente na turnê, comentou Katia.

Em seguida, Suzete completou:

- Sidney e Deise fazem muita falta. As músicas trazem muito mais força do que dor. A gente sente saudade, mas nos traz mais força. Tanto que estamos aqui. Oito construíram [o Fat Family] e quem está mantendo o que foi construído são nós três.

Katia ainda afirma que a dor pela perda dos irmãos ainda está muito latente entre elas, mas que o apoio que elas têm uma da outra não as deixam abater.

- Até hoje a gente pensa, e não é que o Sidney morreu? E que a Deise morreu? A gente sabe que Deus tem um plano e está no controle de tudo. A vontade dele é boa, perfeita e agradável. Mas sofremos e muito. Não estamos preparados para a perda, nunca estamos preparados. Temos que conviver e não deixar a tristeza tomar conta senão a vida não anda. Passamos um bom tempo de luto. Nem tocávamos no assunto, mas não podemos permanecer assim, explicou Katia.

E ainda completou:

Eles tiveram uma importância muito grande no grupo. Essa história não vai ser apagada. Eles cumpriram o legado deles.

Vale lembrar que o Fat Family iniciou em 1996 com oito integrantes e hoje segue com apenas as três irmãs na banda. Elas revelaram, ainda, que não têm interesse em agregar mais membros ao grupo.

- É um desafio muito grande. De repente tivemos que reformular o vocal e adaptar para três vozes. Estamos curtindo esse momento, disse Simone.

- Já perguntaram, 'vocês não vão fazer um concurso para mais integrantes?' Vamos ficar só entre irmãs mesmo, afirmou Katia, por fim.