X

NOTÍCIAS

Publicada em 01/02/2024 às 18:22 | Atualizada em 01/02/2024 às 18:28

Justiça rejeita pedido de Marcius Melhem contra Dani Calabresa, diz colunista

A comediante movia ação alegando danos morais, materiais e a obrigação de retratação pública

Da Redação

Montagem-Divulgação-TV Globo

Segundo o colunista Lucas Pasin, a Justiça de São Paulo determinou como improcedente a ação movida por Marcius Melhem contra Dani Calabresa. O comediante havia encaminhado um pedido acerca de danos morais, materiais e a obrigação de retratação pública por parte da atriz.

As informações dizem que o ex-chefe do Departamento de Humor da Rede Globo teria pedido 200 mil reais por danos materiais, argumentando que a atriz teria realizado falsas acusações de assédio e utilizado da mídia para abalar sua imagem, resultando que ele necessitasse passar por tratamento psicoterápico.

De acordo com o jornalista, no documento que corre na Justiça desde janeiro de 2021, a juíza responsável pelo caso afirma que não houve comprovação de responsabilidade de Calabresa pela divulgação de informações sobre a investigação à imprensa. Na mesma ação, a atriz teria se defendido e alegado que Melhem divulgou conversas íntimas entre os dois. 

Na ocasião, a famosa teria rebatido a ação do ator pedindo 30 mil reais de reparação moral, alegando que passou a sofrer ofensas públicas - para qual a Justiça também determinou como improcedente. A decisão da Justiça ainda destaca que Melhem misturava elogios profissionais e físicos a Dani Calabresa, misturando de elogios íntimos com comentários de trabalho.

Ainda segundo Lucas Pasin, a juíza classificou como inadmissível que um homem, valendo-se de posição hierárquica superior, mesclasse elogios pessoais, de cunho sexual, com mensagens profissionais. Tanto Melhem quanto Calabresa precisarão arcar com as despesas processuais. Ele em razão da ação principal, e ela pelo pedido de reparação moral após sua defesa.

Procurada pelo colunista, a assessoria de imprensa da atriz informou que não comentará o assunto. Já a equipe de Marcius Melhem enviou uma nota informando que irá recorrer da decisão. 

A defesa de Marcius Melhem informa que não concorda com o "empate" e irá recorrer da decisão que julgou improcedente tanto o pedido de Melhem quanto o de Daniela Giusti, determinado pela juíza da 22ª Vara Cível, do Tribunal de Justiça de São Paulo. Mesmo recorrendo, a defesa ressalta a importância do reconhecimento de que Marcius Melhem sempre usou da divulgação de informações públicas dentro do permitido pela lei e para defender sua honra de mentiras e falsas acusações. Já é a segunda decisão da Justiça de São Paulo que reconhece esse direito depois da exposição desmedida e injusta que sofre, escreveu a defesa.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual notícia mais te surpreendeu nos últimos dias?

Obrigado! Seu voto foi enviado.

Justiça rejeita pedido de Marcius Melhem contra Dani Calabresa, diz colunista

Justiça rejeita pedido de Marcius Melhem contra Dani Calabresa, diz colunista

26/Fev/

Segundo o colunista Lucas Pasin, a Justiça de São Paulo determinou como improcedente a ação movida por Marcius Melhem contra Dani Calabresa. O comediante havia encaminhado um pedido acerca de danos morais, materiais e a obrigação de retratação pública por parte da atriz.

As informações dizem que o ex-chefe do Departamento de Humor da Rede Globo teria pedido 200 mil reais por danos materiais, argumentando que a atriz teria realizado falsas acusações de assédio e utilizado da mídia para abalar sua imagem, resultando que ele necessitasse passar por tratamento psicoterápico.

De acordo com o jornalista, no documento que corre na Justiça desde janeiro de 2021, a juíza responsável pelo caso afirma que não houve comprovação de responsabilidade de Calabresa pela divulgação de informações sobre a investigação à imprensa. Na mesma ação, a atriz teria se defendido e alegado que Melhem divulgou conversas íntimas entre os dois. 

Na ocasião, a famosa teria rebatido a ação do ator pedindo 30 mil reais de reparação moral, alegando que passou a sofrer ofensas públicas - para qual a Justiça também determinou como improcedente. A decisão da Justiça ainda destaca que Melhem misturava elogios profissionais e físicos a Dani Calabresa, misturando de elogios íntimos com comentários de trabalho.

Ainda segundo Lucas Pasin, a juíza classificou como inadmissível que um homem, valendo-se de posição hierárquica superior, mesclasse elogios pessoais, de cunho sexual, com mensagens profissionais. Tanto Melhem quanto Calabresa precisarão arcar com as despesas processuais. Ele em razão da ação principal, e ela pelo pedido de reparação moral após sua defesa.

Procurada pelo colunista, a assessoria de imprensa da atriz informou que não comentará o assunto. Já a equipe de Marcius Melhem enviou uma nota informando que irá recorrer da decisão. 

A defesa de Marcius Melhem informa que não concorda com o "empate" e irá recorrer da decisão que julgou improcedente tanto o pedido de Melhem quanto o de Daniela Giusti, determinado pela juíza da 22ª Vara Cível, do Tribunal de Justiça de São Paulo. Mesmo recorrendo, a defesa ressalta a importância do reconhecimento de que Marcius Melhem sempre usou da divulgação de informações públicas dentro do permitido pela lei e para defender sua honra de mentiras e falsas acusações. Já é a segunda decisão da Justiça de São Paulo que reconhece esse direito depois da exposição desmedida e injusta que sofre, escreveu a defesa.