X

NOTÍCIAS

Publicada em 09/02/2024 às 14:00 | Atualizada em 09/02/2024 às 14:10

Erika Januza comenta pressão do público por samba no pé: Pessoas fazem sinais na sua cara

A atriz é rainha de bateria da Viradouro, escola do Rio de Janeiro

Da Redação

AgNews

Ela vem aí! Terceira vez como rainha da bateria da Unidos da Viradouro, Erika Januza promete brilhar e mostrar muito samba no pé durante sua passagem pela Sapucaí. 

Em entrevista ao Extra, a atriz contou um pouco da sua preparação, que contou com aulas de samba, e a pressão do público no momento em que está atravessando a avenida. 

- Rainha de bateria tem que saber dançar. É importante ter um mínimo de samba no pé para acompanhar a escola e representar bem. Percebo a pressão: Ah... a fulana não samba. No ensaio ou no desfile, tem pessoas que fazem sinais na sua cara cobrando o samba.

Erika então fez questão de se defender e explicou que o momento em que ela para, é o momento em que a escola ta andando:

- Só que, às vezes, você vem sambando lá de trás e, exatamente naquele momento, a escola está andando e você precisa parar para respirar e retomar o fôlego.

Vale pontuar que a escola de Erika será a última a desfilar na segunda-feira, dia 12.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Quem você quer que ganhe o BBB24?

Obrigado! Seu voto foi enviado.

Erika Januza comenta pressão do público por samba no pé: <i>Pessoas fazem sinais na sua cara</i>

Erika Januza comenta pressão do público por samba no pé: Pessoas fazem sinais na sua cara

29/Fev/

Ela vem aí! Terceira vez como rainha da bateria da Unidos da Viradouro, Erika Januza promete brilhar e mostrar muito samba no pé durante sua passagem pela Sapucaí. 

Em entrevista ao Extra, a atriz contou um pouco da sua preparação, que contou com aulas de samba, e a pressão do público no momento em que está atravessando a avenida. 

- Rainha de bateria tem que saber dançar. É importante ter um mínimo de samba no pé para acompanhar a escola e representar bem. Percebo a pressão: Ah... a fulana não samba. No ensaio ou no desfile, tem pessoas que fazem sinais na sua cara cobrando o samba.

Erika então fez questão de se defender e explicou que o momento em que ela para, é o momento em que a escola ta andando:

- Só que, às vezes, você vem sambando lá de trás e, exatamente naquele momento, a escola está andando e você precisa parar para respirar e retomar o fôlego.

Vale pontuar que a escola de Erika será a última a desfilar na segunda-feira, dia 12.