X

NOTÍCIAS

Publicada em 21/03/2024 às 00:00 | Atualizada em 20/03/2024 às 15:12

Mesmo com orçamento reduzido, novos desafios e aventuras na saga faz com que Kung Fu Panda 4 conquiste o público

A entrada de outros personagens inovou a história do novo longa

Larissa Isabella

Divulgação

Um dos filmes que mais marcou e conquistou fãs nos últimos tempos é Kung Fu Panda e, para a alegria dos fãs, mais uma história de Po foi lançada nesta quinta-feira, dia 21. Nas telinhas de todo o Brasil, a trama do Dragão Guerreiro o coloca em um novo desafio, que não agradou nada o nosso panda favorito: procurar seu sucessor.

O ESTRELANDO assistiu à nova animação em primeira mão e te conta tudo o que esperar de Kung Fu Panda 4. O longa-metragem, que teve orçamento de 85 milhões de dólares, não deixa nada a desejar em questão da trama, para os anteriores. Com novos personagens, outros lados da personalidade de Po foram colocados à mostra na tela. 

Depois de ter sido escolhido como Dragão Guerreiro e já ter protegido o Vale da Paz algumas vezes nos outros longas, dessa vez a missão dada a ele pelo Mestre Shifu é quase ignorada. Receber o Cajado da Sabedoria do Mestre Oogway, levou Po ao patamar mais alto entre os protetores do vale e agora ele caminha para virar líder espiritual.

Por isso, ele começa o filme recebendo a missão de procurar o novo Dragão Guerreiro, mas tudo muda de figura quando ele encontra uma ladra mexendo nas relíquias do Vale da Paz. Mostrando que realmente gosta de botar a mão na massa e lutar contra os vilões, Po consegue deter Zheng, que mais adiante se torna uma ajudante importante para o panda.

Ao ter que ir atrás de uma imitadora que se passou por Tai Lung, vilão preso por Po no plano das almas, ele tem que levar junto Zheng. A raposa se mostra muito útil já que cresceu na cidade dominada pela A Camaleoa, e até mesmo já foi uma de suas funcionárias. 

A entrada da raposa sabichona na franquia renovou as aventuras e formas de lidar com os desafios encontrados por Po ao longo da trama. Mesmo sem a presença dos Cinco Furiosos, outras personagens apresentaram novas facetas, mostrando que eles podem ser úteis mesmo sem serem mestres do kung fu

A parte cômica do filme sempre foi marcante na saga, mas neste novo capítulo da vida de Po, a sabedoria e o amadurecimento tomam um lugar maior. O arco dos pais do panda, Shi Lan e o cozinheiro Sr. Ping, trouxe a força de querer ajudar o filho deixando de lado a rivalidade vivida por eles no longa anterior, mesmo sem as habilidades esperadas. A dinâmica de Shi Lan e Sr. Ping é um dos pontos altos do filme.

Quem já é fã dos filmes vai curtir ao não receber em tela mais do mesmo, novos cenários foram introduzidos à história. Além de mostrar que o Dragão Guerreiro não é assim tão conhecido em outras partes do mundo e ele precisa se provar mais algumas vezes como o lutador que é. 

Isso porque o grande sonho de A Camaleoa é adquirir a sabedoria do kung fu dos vilões que já passaram pelo Vale da Paz. Para isso ela busca pegar o cajado do panda e ressuscitar todos os mestres do mal que estão no mundo das almas. 

Junto com novas personagens, mais dubladores são chamados. Danni Suzuki vive a raposa espertalhona que dá um trabalhão para o panda e Taís Araújo é A Camaleoa, grande vilã do quarto filme. Ponto fraco do longa foi a falta de interpretação, nuances e adaptação no trabalho da esposa de Lázaro Ramos como uma das protagonistas, que é conhecida por se tornar qualquer animal. Lúcio Mauro Filho continua com seu ótimo trabalho dando voz ao Po.

Ficou interessado para saber como termina a história de Kung Fu Panda 4? O filme da Dreamworks está disponível nos cinemas de todo o Brasil!

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Você acha que Bruna Biancardi e Neymar Jr. retomaram o relacionamento?

Obrigado! Seu voto foi enviado.

Mesmo com orçamento reduzido, novos desafios e aventuras na saga faz com que <I>Kung Fu Panda 4</i> conquiste o público

Mesmo com orçamento reduzido, novos desafios e aventuras na saga faz com que Kung Fu Panda 4 conquiste o público

22/Jun/

Um dos filmes que mais marcou e conquistou fãs nos últimos tempos é Kung Fu Panda e, para a alegria dos fãs, mais uma história de Po foi lançada nesta quinta-feira, dia 21. Nas telinhas de todo o Brasil, a trama do Dragão Guerreiro o coloca em um novo desafio, que não agradou nada o nosso panda favorito: procurar seu sucessor.

O ESTRELANDO assistiu à nova animação em primeira mão e te conta tudo o que esperar de Kung Fu Panda 4. O longa-metragem, que teve orçamento de 85 milhões de dólares, não deixa nada a desejar em questão da trama, para os anteriores. Com novos personagens, outros lados da personalidade de Po foram colocados à mostra na tela. 

Depois de ter sido escolhido como Dragão Guerreiro e já ter protegido o Vale da Paz algumas vezes nos outros longas, dessa vez a missão dada a ele pelo Mestre Shifu é quase ignorada. Receber o Cajado da Sabedoria do Mestre Oogway, levou Po ao patamar mais alto entre os protetores do vale e agora ele caminha para virar líder espiritual.

Por isso, ele começa o filme recebendo a missão de procurar o novo Dragão Guerreiro, mas tudo muda de figura quando ele encontra uma ladra mexendo nas relíquias do Vale da Paz. Mostrando que realmente gosta de botar a mão na massa e lutar contra os vilões, Po consegue deter Zheng, que mais adiante se torna uma ajudante importante para o panda.

Ao ter que ir atrás de uma imitadora que se passou por Tai Lung, vilão preso por Po no plano das almas, ele tem que levar junto Zheng. A raposa se mostra muito útil já que cresceu na cidade dominada pela A Camaleoa, e até mesmo já foi uma de suas funcionárias. 

A entrada da raposa sabichona na franquia renovou as aventuras e formas de lidar com os desafios encontrados por Po ao longo da trama. Mesmo sem a presença dos Cinco Furiosos, outras personagens apresentaram novas facetas, mostrando que eles podem ser úteis mesmo sem serem mestres do kung fu

A parte cômica do filme sempre foi marcante na saga, mas neste novo capítulo da vida de Po, a sabedoria e o amadurecimento tomam um lugar maior. O arco dos pais do panda, Shi Lan e o cozinheiro Sr. Ping, trouxe a força de querer ajudar o filho deixando de lado a rivalidade vivida por eles no longa anterior, mesmo sem as habilidades esperadas. A dinâmica de Shi Lan e Sr. Ping é um dos pontos altos do filme.

Quem já é fã dos filmes vai curtir ao não receber em tela mais do mesmo, novos cenários foram introduzidos à história. Além de mostrar que o Dragão Guerreiro não é assim tão conhecido em outras partes do mundo e ele precisa se provar mais algumas vezes como o lutador que é. 

Isso porque o grande sonho de A Camaleoa é adquirir a sabedoria do kung fu dos vilões que já passaram pelo Vale da Paz. Para isso ela busca pegar o cajado do panda e ressuscitar todos os mestres do mal que estão no mundo das almas. 

Junto com novas personagens, mais dubladores são chamados. Danni Suzuki vive a raposa espertalhona que dá um trabalhão para o panda e Taís Araújo é A Camaleoa, grande vilã do quarto filme. Ponto fraco do longa foi a falta de interpretação, nuances e adaptação no trabalho da esposa de Lázaro Ramos como uma das protagonistas, que é conhecida por se tornar qualquer animal. Lúcio Mauro Filho continua com seu ótimo trabalho dando voz ao Po.

Ficou interessado para saber como termina a história de Kung Fu Panda 4? O filme da Dreamworks está disponível nos cinemas de todo o Brasil!