X

NOTÍCIAS

Publicada em 15/05/2024 às 00:00 | Atualizada em 03/06/2024 às 17:15

Diego Martins destaca parceria com Reynaldo Gianecchini em preparativos para a estreia de Priscilla, a Rainha do Deserto - O Musical

O ator sentou para uma entrevista exclusiva ao ESTRELANDO e falou sobre os primeiros contatos com o elenco

Clara Rocha

Montagem-Divulgação-@priscillarainhadodesertobr

Baseado no filme clássico de 1994, do diretor Stephan Elliott, Priscilla, a Rainha do Deserto - O Musical conta a história de duas drag queens e uma mulher transexual contratadas para fazerem show em pleno deserto australiano. Em uma aventura cativante, acompanhamos as personagens durante seu trajeto, que, para chegar ao destino, vão a bordo do ônibus intitulado Priscilla, encarando diversos desafios e aventuras.

Protagonizando a versão brasileira da trama, Diego Martins sentou com o ESTRELANDO para falar um pouco mais sobre os preparativos por trás do musical. Nesta primeira parte da entrevista, o ator, famoso por viver Kelvinho na novela Terra e Paixão, da TV Globo, discorre sobre a parceria com o elenco, destacando a relação com o colega e também protagonista Reynaldo Gianecchini.

- O elenco é formado por pessoas amigas que eu já trabalhei em outros musicais ou pessoas que eu já conheci de outros trabalhos. Então, assim, noventa e nove por cento eu já conheço e isso é uma delícia, porque vou rever muita gente que eu não trabalho há muitos anos, muita gente querida, começou contando.

Quando realizado a entrevista, ainda na metade de abril de 2024, o elenco não havia começado os ensaios oficiais para o musical. Justamente por isso, segundo o próprio artista, os contatos ainda haviam sido poucos.

- Para falar mesmo sobre a peça, foram momentos rápidos. Tivemos um dia de leitura de cenas e o momento da fase final de audição quando eles ainda estavam decidindo algumas coisas, onde encontrei as meninas, a Verónica [Valenttino, que interpretará Bernadette Bassenger] e a Wallie [Ruy, que será alternante da personagem de Verónica]. Depois tivemos um dia de foto, de fazer todo o material de divulgação, contou.

Sobre Gianecchini, que viverá Anthony Tick Belrose/ Mitzi Mitosis, Diego Martins, responsável por interpretar Adam Whiteley/ Felicia, revela que já havia conhecido o veterano anteriormente aos encontros para a preparação de Priscilla, a Rainha do Deserto - O Musical. Ainda mais, compartilha o carinho imediato que sentiu pelo ator.

- Eu já tinha conhecido o Giane em um festival que fui. Lá, a gente já sabia que ia ser eu e já sabíamos que ia ser ele, aí a gente fez tipo: Ah, você! Eba! Nos abraçamos e ele estava muito animado. Para mim, ali, ele já me ganhou, porque se demonstrou alguém muito empolgado, muito animado, para fazer algo. O que é muito legal, porque ele é um nome. Acho que existem vários estigmas em cima de pessoas que tem nome conhecido, como Reynaldo Gianecchini. A gente esquece que ele também é uma pessoa, que tem suas inseguranças, tem seus medos... É o primeiro musical dele. Então, ele tá muito animado e empolgado para fazer, mas inseguro também, começou. 

Com uma extensa carreira como drag queen e inúmeras experiências nos palcos, o artista continua ao usar de exemplo o próprio colega de elenco prestes a estrear o seu primeiro musical, falando ainda sobre as dificuldades de atuar em um.

- Musical, amor, não é fácil! Você faz trinta e sete coisas ao mesmo tempo, e tem que desempenhar tudo muito bem, senão as pessoas vão perceber e vão sair falando. Isso é uma coisa doida. O público é muito grande também, porque o Teatro Bradesco tem mais de mil lugares, vai ser de quarta a domingo, é uma parada muito louca. É para ter medo mesmo, mas, ao mesmo tempo, é muita gente legal e muita gente que estará lá para apoiar ele e para apoiar todo mundo. Acho que é um elenco muito unido e tá todo mundo muito animado para fazer, declarou.

Para quem não sabe, Priscilla, a Rainha do Deserto - O Musical teve sua primeira adaptação para os palcos em 2006 e, desde então, tem sido sucesso mundial. Passando por países como Inglaterra, Austrália, Canadá, Itália, Suécia, Argentina, Grécia, Filipinas, Singapura, Coreia do Sul, Espanha, Itália, Japão, França, África do Sul, China, Alemanha, Áustria, Finlândia, Polônia, vale ainda notar que o musical ficou por mais de um ano em cartaz na Broadway, onde contou com mais de 500 apresentações.

Com trilha sonora de tirar o fôlego, a apresentação promete unir uma verdadeira jukebox recheada de hits como I Will Survive, I Say A Little Prayer, Girls Just Wanna Have Fun, entre outros, além divertir o público com sua releitura do clássico. Gente como a gente, Diego Martins entrega que já teve insônia de tão ansioso que está para o projeto.

- Já tive insônia de tanta coisa que tá passando na minha cabeça. Sempre fico muito ansioso quando vou começar um projeto novo, principalmente um projeto que gosto e que estou muito afim de fazer. Priscila é esse projeto, com certeza, finalizou.

A versão brasileira do musical tem estreia prevista para o dia 07 de junho de 2024, no Teatro Bradesco, em São Paulo. As vendas dos ingressos já estão abertas e eles podem ser adquiridos através do site oficial da Uhuu!. A peça terá um total de 155 minutos de duração e possui uma classificação etária indicativa de 16 anos de idade. Menores somente poderão entrar acompanhados dos pais ou responsáveis. 

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Você acha que Bruna Biancardi e Neymar Jr. retomaram o relacionamento?

Obrigado! Seu voto foi enviado.

Diego Martins destaca parceria com Reynaldo Gianecchini em preparativos para a estreia de <i>Priscilla, a Rainha do Deserto - O Musical</i>

Diego Martins destaca parceria com Reynaldo Gianecchini em preparativos para a estreia de Priscilla, a Rainha do Deserto - O Musical

18/Jun/

Baseado no filme clássico de 1994, do diretor Stephan Elliott, Priscilla, a Rainha do Deserto - O Musical conta a história de duas drag queens e uma mulher transexual contratadas para fazerem show em pleno deserto australiano. Em uma aventura cativante, acompanhamos as personagens durante seu trajeto, que, para chegar ao destino, vão a bordo do ônibus intitulado Priscilla, encarando diversos desafios e aventuras.

Protagonizando a versão brasileira da trama, Diego Martins sentou com o ESTRELANDO para falar um pouco mais sobre os preparativos por trás do musical. Nesta primeira parte da entrevista, o ator, famoso por viver Kelvinho na novela Terra e Paixão, da TV Globo, discorre sobre a parceria com o elenco, destacando a relação com o colega e também protagonista Reynaldo Gianecchini.

- O elenco é formado por pessoas amigas que eu já trabalhei em outros musicais ou pessoas que eu já conheci de outros trabalhos. Então, assim, noventa e nove por cento eu já conheço e isso é uma delícia, porque vou rever muita gente que eu não trabalho há muitos anos, muita gente querida, começou contando.

Quando realizado a entrevista, ainda na metade de abril de 2024, o elenco não havia começado os ensaios oficiais para o musical. Justamente por isso, segundo o próprio artista, os contatos ainda haviam sido poucos.

- Para falar mesmo sobre a peça, foram momentos rápidos. Tivemos um dia de leitura de cenas e o momento da fase final de audição quando eles ainda estavam decidindo algumas coisas, onde encontrei as meninas, a Verónica [Valenttino, que interpretará Bernadette Bassenger] e a Wallie [Ruy, que será alternante da personagem de Verónica]. Depois tivemos um dia de foto, de fazer todo o material de divulgação, contou.

Sobre Gianecchini, que viverá Anthony Tick Belrose/ Mitzi Mitosis, Diego Martins, responsável por interpretar Adam Whiteley/ Felicia, revela que já havia conhecido o veterano anteriormente aos encontros para a preparação de Priscilla, a Rainha do Deserto - O Musical. Ainda mais, compartilha o carinho imediato que sentiu pelo ator.

- Eu já tinha conhecido o Giane em um festival que fui. Lá, a gente já sabia que ia ser eu e já sabíamos que ia ser ele, aí a gente fez tipo: Ah, você! Eba! Nos abraçamos e ele estava muito animado. Para mim, ali, ele já me ganhou, porque se demonstrou alguém muito empolgado, muito animado, para fazer algo. O que é muito legal, porque ele é um nome. Acho que existem vários estigmas em cima de pessoas que tem nome conhecido, como Reynaldo Gianecchini. A gente esquece que ele também é uma pessoa, que tem suas inseguranças, tem seus medos... É o primeiro musical dele. Então, ele tá muito animado e empolgado para fazer, mas inseguro também, começou. 

Com uma extensa carreira como drag queen e inúmeras experiências nos palcos, o artista continua ao usar de exemplo o próprio colega de elenco prestes a estrear o seu primeiro musical, falando ainda sobre as dificuldades de atuar em um.

- Musical, amor, não é fácil! Você faz trinta e sete coisas ao mesmo tempo, e tem que desempenhar tudo muito bem, senão as pessoas vão perceber e vão sair falando. Isso é uma coisa doida. O público é muito grande também, porque o Teatro Bradesco tem mais de mil lugares, vai ser de quarta a domingo, é uma parada muito louca. É para ter medo mesmo, mas, ao mesmo tempo, é muita gente legal e muita gente que estará lá para apoiar ele e para apoiar todo mundo. Acho que é um elenco muito unido e tá todo mundo muito animado para fazer, declarou.

Para quem não sabe, Priscilla, a Rainha do Deserto - O Musical teve sua primeira adaptação para os palcos em 2006 e, desde então, tem sido sucesso mundial. Passando por países como Inglaterra, Austrália, Canadá, Itália, Suécia, Argentina, Grécia, Filipinas, Singapura, Coreia do Sul, Espanha, Itália, Japão, França, África do Sul, China, Alemanha, Áustria, Finlândia, Polônia, vale ainda notar que o musical ficou por mais de um ano em cartaz na Broadway, onde contou com mais de 500 apresentações.

Com trilha sonora de tirar o fôlego, a apresentação promete unir uma verdadeira jukebox recheada de hits como I Will Survive, I Say A Little Prayer, Girls Just Wanna Have Fun, entre outros, além divertir o público com sua releitura do clássico. Gente como a gente, Diego Martins entrega que já teve insônia de tão ansioso que está para o projeto.

- Já tive insônia de tanta coisa que tá passando na minha cabeça. Sempre fico muito ansioso quando vou começar um projeto novo, principalmente um projeto que gosto e que estou muito afim de fazer. Priscila é esse projeto, com certeza, finalizou.

A versão brasileira do musical tem estreia prevista para o dia 07 de junho de 2024, no Teatro Bradesco, em São Paulo. As vendas dos ingressos já estão abertas e eles podem ser adquiridos através do site oficial da Uhuu!. A peça terá um total de 155 minutos de duração e possui uma classificação etária indicativa de 16 anos de idade. Menores somente poderão entrar acompanhados dos pais ou responsáveis.