X

FOTOS

Publicada em 20/11/2019 às 10:31 | Atualizada em 20/11/2019 às 10:50

Em conversa sobre racismo, Camila Pitanga se emociona ao falar sobre o pai, Antonio: - Conviver com o meu pai é o meu presente

Pai e filha participaram do programa Conversa Com Bial e falaram sobre o Dia da Consciência Negra

Da Redação

Antonio e Camila Pitanga foram os convidados especiais do programa Conversa com Bial da última terça-feira, dia 19. Os dois falaram bastante sobre racismo por conta do Dia da Consciência Negra, mas também abordaram os seus trabalhos e a vida em família. Aos 80 anos de idade, Antonio do filme Malês, que reflete a identidade e negritude de nosso país e que conta com a participação de seus filhos, Camila e Rocco.

Eu trato do maior, o mais importante levante que aconteceu no Brasil, em 1835 [a Revolta dos Malês]. Foram negros que falavam árabe, eram mouros, e tinham conhecimentos da física, da engenharia... Os negros que para cá vieram eram de uma sapiência. Eles tornaram-se escravos pelo colonizador, pela maneira com que eles tomaram de assalto e sequestraram os negros. Eu vou contar esse levante que é importante para que a gente possa saber um pouco da história, explicou o artista.

- É a historia que a história não conta. É a história oficial porque a história oficial trata a questão da escravidão, é uma narrativa muito empobrecida porque mostra negros escravizados quase como fossem passivos da sua história, Quando você fala das resistências, quando você tem a figura do Zumbi dos Palmares, quando você fala de Dandara, quando você fala quilombo, quando você fala desses levantes, você mostra que naquele período não eram pessoas resignadas, pelo contrário, eram pessoas em luta contra um estado absolutamente absurdo de exceção, o Caetano fala isso, a gente precisa de uma nova abolição, completou Camila.

A atriz ainda se emocionou ao falar do pai, a quem se refere como um combatente que dança.

Você estar vivo é uma luta, você ascender socialmente, você ocupar o seu lutar é uma luta, mas uma coisa que eu admiro muito no meu pai é que ele não se amargurou. É claro que tem feridas. É claro que tem cicatrizes, mas eu acho muito bonito. Não é à toa que ele é tão querido e tão amado, porque meu pai, ele tem essa dança. É o que eu falo, capoeirista mental. Ele usa essa expressão e eu tomei para mim e que é isso, o cara que dança fazendo a capoeira, a capoeira era isso: um treinamento para você esculpir o seu corpo, para você ter vitalidade, para você não morrer na praia e ao mesmo tempo extremamente plástico, estético. Meu pai é isso.

Ela também falou sobre a relação com a sua madrasta, Benedita da Silva.

Com nove anos de idade, meus pais se separaram e por consenso dos dois, nós fomos morar com papai, então a gente brinca: Pãe. Eu fiquei amiga da Bené independente do relacionamento deles. [...] Eu sempre fui a mulher da família e aí chega uma mulher, e a mulher de fato, e ela chega com uma delicadeza...

E não deixou de, mais uma vez, elogiar o pai.

Conviver com o meu pai é o meu presente. Estar viva e honrando esse amor pela vida, essa generosidade com os outros é minha maneira de corresponder esse legado de vida que ele me trouxe, que trouxe a mim, mas eu acho que o maior fruto são essas netas maravilhosas. Antônia, Amanda, Bruna são os nossos frutos. Eu acho que a continuidade que é o maior presente. A continuidade veio do amor. Assim que ele me esculpiu e assim que eu quero levar a vida.

Camila e Antonio ainda falaram sobre o documentário Pitanga, uma homenagem da artista ao pai. Eles também relembraram grandes nomes como Maria Bethânia, a primeira namorada de Antonio, e Ruth de Souza, a primeira atriz brasileira a ser indicada para um prêmio internacional, que morreu este ano, vítima de complicações de uma pneumonia. Emocionante demais, não é?


Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual famoso você está gostando mais de acompanhar no Tik Tok?

Obrigado! Seu voto foi enviado.