X

NOTÍCIAS

Publicada em 16/12/2017 às 14:13 | Atualizada em 16/12/2017 às 14:30

Alyssa Milano rebate comentário polêmico de Matt Damon sobre assédio

Declaração do ator sobre os escândalos sexuais em Hollywood despertou a ira de atrizes nas redes sociais

Da Redação

Montagem - Divulgação - The Grosby Group

Matt Damon podia ter ficado de fora da polêmica envolvendo os recentes escândalos de assédio sexual que estão sendo revelados em Hollywood nos últimos meses. No entanto, ao dar sua opinião sobre o fato, o ator acabou despertando a ira de muitas atrizes que ficaram indignadas com o fato do astro ter declarado que os casos precisam ser analisados separadamente. 

Em entrevista ao Popcorn With Perter Travis, Damon exaltou a coragem das mulheres em denunciarem os abusadores, mas ressaltou que os casos não deveriam ser colocados na mesma balança: - Acredito que há uma série de comportamentos, e nós vamos ter que descobrir - você sabe, há uma diferença entre acariciar a bunda de alguém e estuprar ou abusar de crianças, certo? Ambos os comportamentos precisam ser confrontados e erradicados sem perguntas, mas eles não devem ser confundidos, disse no primeiro momento.

Em seguida, citou dois casos de abuso sexual, um deles envolvendo Harvey Weistein, que foi acusado por mais de 60 mulheres e fez diversos trabalhos no cinema com Damon:

- Quando você vê Al Franken tirando uma foto com as mãos na jaqueta daquela mulher, onde estariam os seios, e rindo para a câmera, é claro que é uma piada horrorosa. É errado, e ele não deveria ter feito aquilo. Por outro lado, quando você lê as coisas das quais Harvey é acusado, não há fotos disso, e por um motivo! Ele sabia que o que ele fazia era errado. Não há testemunhas. Não há nada sobre ele se gabando do que fez. São coisas secretas, porque são criminosas. Essas duas coisas não pertencem a mesma categoria. Eles devem ser julgados de formas diferentes. 

Alyssa Milano foi uma das atrizes que comentou a declaração infeliz de Damon. No Twitter, ela tentou explicar o motivo de todos os casos estarem relacionados: Caro Matt Damon, é o micro que faz a macro. Estamos em uma cultura de indignação porque a magnitude da raiva é, de fato, abertamente ultrajante. E é justo. Eu fui vítima de cada componente do espectro de agressão sexual do qual você fala. Todos machucaram. E todos estão ligados a um patriarcado entrelaçado com uma misoginia normalizada, aceita e até bem-recebida. 

Já a atriz Minnie Driver ficou ainda mais surpresa com a opinião de Damon sobre o assunto: Meu Deus, é sério? Há tantos homens que amo que não enquadram a diferenciação entre agressão sexual e estupro como uma desculpa ou pior - o nosso problema.

Em tempo: Matt e Minnie tiveram um breve relacionamento na vida real, mas acabou de forma polêmica após Damon contar durante participação no programa de Oprah Winfrey que não tinha uma namorada. Na ocasião, a atriz comentou: É uma infelicidade que Matt tenha ido à Oprah. Pareceu um bom palco para ele anunciar que não estávamos mais juntos, o que achei fantasticamente inapropriado.

A seguir, veja quem são os famosos que foram acusados de assédio!


John Lasseter, chefe de animação da Disney e da Pixar, que dirigiu grandes filmes como Toy Story, Carros e Vida de Inseto, anunciou para seus funcionários o afastamento de seu cargo após o The Hollywood Reporter reunir uma série de acusações de má conduta. O site norte-americano relatou que fontes informaram que John era conhecido por agarrar, beijar e fazer comentários sobre aparência física. A atriz Rashida Jones e seu parceiro Will McCormack teriam até desistido de escrever o roteiro de Toy Story 4, por causa do assédio de Lasseter. Em comunicado interno, ele não fala sobre o assédio, mas pede desculpas se alguém se sentiu desrespeitado ou desconfortável por causa de conversas dolorosas e erros que ele cometeu durante a carreira. Recentemente tive diversas conversas que foram muito dolorosas para mim. Nunca é fácil assumir erros, mas é a única forma de aprender. Como resultado, tenho pensado muito no líder que sou hoje comparado ao mentor, defensor e exemplo que quero ser. Foi me dito que fiz alguns de vocês se sentirem desrespeitados e constrangidos. Essa nunca foi a minha intenção. Coletivamente, vocês são o meu mundo e me desculpo profundamente se os decepcionei. Quero me desculpar especialmente com qualquer um que tenha recebido um abraço indesejado ou qualquer gesto, de qualquer forma ou maneira, que pareça inapropriado. Não importa o quão benigna tenha sido minha intenção, todos tem o direito de estabelecer os próprios limites e tê-los respeitados, disse em comunicado. Lasseter ainda continuou e afirmou que irá se afastar do cargo por causa das acusações: Por mais difícil que seja para mim me afastar de um trabalho que amo e de um time que tenho em alta consideração, não apenas como artistas, mas como pessoas, sei que isso é o melhor para todos agora. Minha esperança é que esses seis meses sabáticos sejam a oportunidade de me cuidar melhor, recarregar e me inspirar, voltando com discernimento e perspectiva que preciso para ser o líder que vocês merecem.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual a sua expectativa para a nova versão de No Limite?

Obrigado! Seu voto foi enviado.