X

NOTÍCIAS

Publicada em 11/07/2018 às 09:28 | Atualizada em 11/07/2018 às 10:57

No MasterChef, Katleen é eliminada após errar no molho em prato com carne de jacaré

A eliminação surpreendeu os participantes; cozinheira ficou extremamente emocionada ao deixar o programa

Da Redação

Divulgação

O último episódio de MasterChef Brasil, exibido na terça-feira, dia 10, não aliviou para os cinco participantes restantes! Logo na primeira prova, os competidores usaram proteínas, legumes e temperos das cinco regiões do país. Cada um deles escolheram seus ingredientes, um de cada vez, por turnos. Katleen foi a primeira, já que ganhou a prova passada como destaque principal. Hugo foi em seguida e escolheu cozinhar a galinha caipira. Eliane foi a terceira a escolher e preferiu trabalhar com o tambaqui. A penúltima a escolher foi Maria Antonia, que decidiu usar carne bovina. Thiago ficou por último e teve que cozinhar com a carne de sol. 

Mas os cozinheiros não esperavam por um pequeno detalhe: eles teriam que cozinhar sem utilizar panela de pressão! Nas redes sociais, os internautas foram à loucura com a regra do desafio - assim como os próprios participantes, que não souberam lidar com a perda do utensílio.

Katleen na frente do Fogaça: Ah, não tem problema não ter panela de pressão.

Katleen pras câmeras: Tem problema sim não ter panela de pressão., observou uma fã do programa. 

O ser humano é frágil: uma panela de pressão desmorona tudo, brincou uma internauta. 

Não tem panela de pressão, mas a pressão continua tendo à vontade!, comentou um terceiro.

O programa já é a própria panela de pressão, alfinetou um último. 

Hugo foi escolhido como destaque positivo e foi salvo da eliminação. Já Maria Antonia foi eleita a pior da prova e teve que lidar com uma desvantagem na próxima etapa, que envolveu uma proteína exótica: carne de jacaré!

Os competidores tiveram uma hora para cozinhar a carne do animal. Maria Antonia, entretanto, perdeu uma grande porcentagem de seu jacaré e teve que manusear o que lhe restou. No Twitter, os internautas voltaram a fazer piadas com a proteína do desafio, já que lembraram de uma personagem infantil muito icônica: a Cuca.

Quem não respeitar o jacaré hoje... a Cuca vai pegar!, comentou Valter, ex-participante do programa. 

Eu empanava o jacaré numa crosta de castanha só pra chamar meu prato de Lacroste, brincou um segundo.

No meu tempo o jacaré dançava no É o Tchan!, apontou outro internauta.  

Eliane e Maria Antonia foram os destaques positivos da prova. Jacquin criticou o molho de Katleen, alegando que estava muito ácido e seco. Após muita tensão, ela acabou sendo eliminada do reality

Em entrevista ao site oficial do programa, Katleen explicou o que aconteceu durante a prova de eliminação:

Quando eu abri a cloche, demorou um pouco para cair a minha ficha de que era um jacaré. Como a Ana Paula Padrão falou que era algo aterrorizante, eu fiquei na cabeça de que iam dar uma jiboia para a gente cozinhar. Estava morrendo de medo de ter de cozinhar uma cobra. Fiquei um pouco mais tranquila quando vi que era jacaré porque, pelo menos, não era uma cobra. Mas eu nunca tinha trabalhado com jacaré. Nunca nem comi. Não tenho referências de carnes de jacaré. Quando eu vi que parecia frango, eu fui buscando minhas referências de frango. Parando para pensar agora, a minha ideia foi um pouco infantil. A gente fica estudado, estudando, vê pratos feitos por chefs renomados e acaba se sentindo pressionado a entregar algo no mesmo nível. A gente esquece que a gente é amador e acaba se perdendo nisso. Pelo menos eu me perdi muito nisso. Busquei referências de coisas que eu ainda não estou preparada para fazer. E o resultado são tentativas muito ruins de atingir algo sofisticado e que acaba soando infantil. Igual a uma criança quando enfia o pé no sapato de salto da mãe. Você acha graça, você acha bonitinho e até ri. Mas ainda não está na hora certa.

A cozinheira ainda confessou que já esperava a sua saída do MasterChef:

Eu fiquei triste por não conseguir mostrar o que eu sei fazer. A minha vontade era mostrar para a Paola que eu ouvi ela, de fazer diferente. Isso que mais dois na saída. De não poder mostrar o quanto eu posso fazer melhor para os jurados, que são pessoas que eu admiro demais, que eu sou muito fã e amo de paixão. E também deixar o Hugo [Merchan] para trás. Fico triste de deixar ele sozinho na competição. Não é que ele esteja isolado, mas é que agora não tem alguém que ele se identifique. Se fosse o inverso, eu não gostaria de ficar aqui sozinha sem ele. [...] Acho que é meio óbvio que eu estou torcendo para o Hugo. A gente tem sonhos muito parecidos, sabe? A diferença é que eu sou professora e ele é dentista. Mas a gente quer largar as nossas profissões, mas não por falta de amor. É que a cozinha é uma coisa que a gente nem sabia que precisava. Depois que a gente conheceu, é só: 'Como eu fiquei tanto tempo sem isso? Agora tudo faz sentido.

Katleen também disse já saber o caminho que irá trilhar daqui para frente:

O primeiro prato que eu fiz aqui, eu ainda não conhecia a pressão, não conhecia o jogo. Não conhecia muita coisa da gastronomia, depois que eu fui estudar. Então, ali era a minha cozinha genuína. Saber que é isso que eu tenho que buscar, que eu mostrei lá no começo, acaba me deixando confortável. Não é nada que eu nunca tenha feito. O que eu tenho que fazer agora é me reconectar com aquilo do começo. Eu acho que, sem estar no jogo, sem essa pressão, sem essa coisa de um contra o outro, vai ficar mais fácil para mim. Vou me reencontrar na gastronomia. Quero estudar, quero me dedicar, quero cozinhar todos os dias pelo resto da minha vida. 

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.