X

NOTÍCIAS

Publicada em 06/11/2019 às 17:22 | Atualizada em 06/11/2019 às 17:53

Reese Witherspoon relembra assédio que sofreu no passado: - Era uma cultura de silêncio

Jennifer Aniston também comentou sobre o movimento Me Too e os casos de abuso sexual na indústria

Da Redação

The Grosby Group

Reese Witherspoon e Jennifer Aniston recentemente lançaram a primeira produção em que trabalham juntas desde Friends, a série The Morning Show. O seriado dialoga bastante com os casos de abuso e de agressão sexual que acontecem no meio da TV e do cinema, e por esse motivo as duas atrizes têm dado diversas entrevistas reveladoras sobre a indústria hollywoodiana. 

Durante entrevista ao jornal The Guardian, Aniston desabafou sobre como os homens da indústria pensam nos crimes que cometem:

Existe essa negação absoluta, eles pensam que foi consensual, se você é narcisista no nível desses caras. Eles pensam: É claro que todas as mulheres querem dormir comigo. 

Ao falar sobre o movimento Me Too, que também trata dos abusos que acontecem no meio cinematográfico, Reese defendeu seu ponto de vista, de que a série é uma forma de dialogar com homens sobre o assunto. 

Essa é uma conversa balanceada sobre gênero, porque precisamos de homens assistindo ao programa. Mudança real não acontece a menos que o titular de poder aceite.

A atriz, inclusive, tem muito o que dizer sobre o assunto, já que em 2017 ela revelou ter sofrido abuso na adolescência, quando tinha apenas 16 anos de idade, e que foi instruída a se manter em silêncio sobre o assunto. Reese falou mais sobre o assunto delicado:

Era uma cultura de silêncio, e e essa era a condição do meu trabalho. Foi isso que me disseram.

Apesar disso, a atriz disse que espera que, com o The Morning Show, consiga atingir mais mulheres que estão passando por situações parecidas com as que ela passou na juventude:

Sou tão grata pelas mulheres que falaram sobre coisas de seu passado, porque estou em uma posição diferente, obviamente, mas essas mulheres não têm nada a ganhar, e algumas até mesmo perderam seus trabalhos por isso. Elas são as verdadeiras heroínas na minha mente. 

Já quando o assunto foi Harvey Weinstein, ex-produtor com quem ambas já trabalharam e que foi acusado por diversas mulheres de assédio, Reese e Jennifer afirmaram que nunca presenciaram nenhum tipo de conduta inadequada dele, principalmente por nunca terem sido deixadas sozinhas em um quarto com ele. Reese disse:

Hoje olho para trás e me sinto grata pelas pessoas que ficaram no quarto comigo. Eu não sabia o que eles sabiam. 

Jennifer também abriu o jogo sobre o motivo de ter criado uma conta no Instagram. Segundo ela, além de usá-la para promover The Morning Show, a decisão também veio para que ela tenha controle sobre o que sai sobre ela na internet. Esperta, né? 

A seguir, relembre alguns famosos que já foram acusados de assédio:


John Lasseter, chefe de animação da Disney e da Pixar, que dirigiu grandes filmes como Toy Story, Carros e Vida de Inseto, anunciou para seus funcionários o afastamento de seu cargo após o The Hollywood Reporter reunir uma série de acusações de má conduta. O site norte-americano relatou que fontes informaram que John era conhecido por agarrar, beijar e fazer comentários sobre aparência física. A atriz Rashida Jones e seu parceiro Will McCormack teriam até desistido de escrever o roteiro de Toy Story 4, por causa do assédio de Lasseter. Em comunicado interno, ele não fala sobre o assédio, mas pede desculpas se alguém se sentiu desrespeitado ou desconfortável por causa de conversas dolorosas e erros que ele cometeu durante a carreira. Recentemente tive diversas conversas que foram muito dolorosas para mim. Nunca é fácil assumir erros, mas é a única forma de aprender. Como resultado, tenho pensado muito no líder que sou hoje comparado ao mentor, defensor e exemplo que quero ser. Foi me dito que fiz alguns de vocês se sentirem desrespeitados e constrangidos. Essa nunca foi a minha intenção. Coletivamente, vocês são o meu mundo e me desculpo profundamente se os decepcionei. Quero me desculpar especialmente com qualquer um que tenha recebido um abraço indesejado ou qualquer gesto, de qualquer forma ou maneira, que pareça inapropriado. Não importa o quão benigna tenha sido minha intenção, todos tem o direito de estabelecer os próprios limites e tê-los respeitados, disse em comunicado. Lasseter ainda continuou e afirmou que irá se afastar do cargo por causa das acusações: Por mais difícil que seja para mim me afastar de um trabalho que amo e de um time que tenho em alta consideração, não apenas como artistas, mas como pessoas, sei que isso é o melhor para todos agora. Minha esperança é que esses seis meses sabáticos sejam a oportunidade de me cuidar melhor, recarregar e me inspirar, voltando com discernimento e perspectiva que preciso para ser o líder que vocês merecem.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

O que você está achando da reprise de Fina Estampa?

Obrigado! Seu voto foi enviado.