X

NOTÍCIAS

Publicada em 11/11/2019 às 09:21 | Atualizada em 11/11/2019 às 09:54

Heloísa Périssé fala sobre descoberta de doença rara e se emociona: - Eu sempre optei pela vida

A atriz conversou com o Dr. Dráuzio Varella no Fantástico e falou sobre tratamento contra um câncer raro, nas glândulas salivares

Da Redação

Divulgação

Comediante acostumada a fazer todo mundo rir, Heloísa Périssé sempre foi conhecida por sua alegria. No entanto, em agosto de 2019, aos 53 anos de idade, a atriz teve que enfrentar um tratamento contra um câncer raro, nas glândulas salivares, descoberto poucos meses antes. Com a saúde recuperada e mais aliviada após o susto, ela conversou com o dr. Dráuzio Varella no último domingo, dia 10, e mostrou que está cheia de planos para voltar ao trabalho na televisão, no cinema e no teatro, explicando tudo o que aconteceu com ela durante esses meses e como a notícia foi descoberta.

- Agora o trem já voltou para o trilho. Agora o trem vai só ganhar velocidade. E o meu sentimento é esse: estou pronta para voar, disse ela durante o bate-papo.

Segundo Heloísa, tudo começou com uma lesão interna. 

- Quando eu mostrava para as pessoas, era uma bolinha e elas diziam: Isso não é nada, não. Não doía e nem sangrava. Então um dia eu cheguei para o meu dentista, que é o meu sobrinho, e falei: Vou fazer um clareamento de dentes. E ele falou: A gente aproveita e tira essa bolinha. Então ele chamou uma médica que trabalha com ele e ela tirou certeira, em um segundo, e colocou em um potinho. Daí ela me mostrou e falou: Olha, está aqui Lolô [apelido carinhoso da comediante]. Mas a gente vai mandar para a biópsia porque é de lei, tá? Mas um por cento de chance de ser alguma coisa, relaxa. 

O resultado veio da seguinte forma, dado pelo sobrinho da atriz:

- Lembra aquele um por cento? Eu falei: Ahn? Ele disse: Caiu para você. O próximo passo é fazer uma raspagem para garantir que em volta não vão ter mais células malignas, mas isso já não vai ser mais na cadeira de um dentista, vai ser com um cirurgião. E eu procurei um médico cabeça e pescoço e fiz a segunda cirurgia. E depois eu disse: Eu vou fazer um check-up geral. Eu estava com a minha doutora conversando e fazendo assim [ela faz o movimento de mexer no pescoço] em mim mesma. E eu disse: Ixi, Claudia, estou com uma bolinha. Ela colocou a mão e falou: Vamos fazer uma ressonância magnética, que durou duas horas e meia, com pulsão desse linfonódulo. Então eu vim para São Paulo e fiz uma cirurgia. E aí depois veio a outra notícia: Você vai fazer rádio e a químioterapia. As duas ao mesmo tempo e aí começou a guerra nuclear. 

A cirurgia de Heloísa durou sete horas e meia. Ela passou por cinco sessões de quimioterapia e mais de 30 sessões de radioterapia. 

- O primeiro dia que eu piso no hospital, eu olho para cima e leio centro oncológico... aquilo me bateu e eu falei: Para quem? É para mim! A primeira semana que eu tomei a químio, meu corpo ainda estava forte e eu reagi bem. Daí veio a segunda semana, e eu fui no chão. Um cansaço extremo, um desanimo. E neste momento, que eu considero que foi a semana mais difícil para mim, eu coincidentemente fui passar o fim de semana no Rio de Janeiro, na minha casa. E nesse fim de semana eu recobrei as minhas baterias. Eu virei para o meu marido e disse: A partir da terceira semana, coisas maravilhosas vão me acontecer. E passaram a acontecer. 

Emocionada, Heloísa ainda falou sobre a força que teve com os amigos e a família:

- Eu não tenho amigos, eu tenho anjos. É só amor. E é importante que isso seja dito. Não é nem o que te acontece, mas é o teu olhar em relação do que está te acontecendo. Quando você decide ver a beleza, quando você decide ver... Neste momento, ela chora e se desculpa, dizendo que tudo ainda é muito recente. 

Ao continuar, ela mostra de onde tirou forças:

- Você diz assim: Deus não é contra mim, Deus é por mim. Eu não vou dizer que eu não tive altos e baixos, que isso é uma mentira. Eu tive um carrossel de emoções. Mas o que era o carro-chefe era a minha fé. E eu optei pela vida. Eu sempre optei pela vida.

O que ela levou de lição disso tudo?

- Hoje em dia eu tenho vontade de viver com mais delicadeza que eu já vivi até então. E quando a gente decide viver com mais delicadeza com a gente, a gente começa a nos acolher mais, consequentemente a gente começa a fazer isso com os outros.O meu bordão neste momento, porque todo comediante tem um bordão, é: Nada a pedir e muito a agradecer. 

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Você acha que ainda existe algo entre Brad Pitt e Jennifer Aniston?

Obrigado! Seu voto foi enviado.