X

NOTÍCIAS

Publicada em 24/02/2020 às 15:43 | Atualizada em 24/02/2020 às 16:02

Harvey Weinstein é declarado culpado por estupro e assédio sexual

O produtor de Hollywood pode pegar até 25 anos de prisão

Da Redação

The Grosby Group

Após dois anos em que o processo corre na justiça, Harvey Weinstein foi declarado culpado nesta segunda-feira, dia 24, pelos crimes de estupro e assédio sexual. De acordo com informações do site E! News, o júri, composto por sete homens e cinco mulheres, demorou cinco dias para chegar em um veredito. Ele será sentenciado e receberá sua pena no dia 11 de março, e pode pegar de cinco a 25 anos de prisão. 

Harvey foi condenado por dois dos cinco crimes pelos quais estava respondendo no julgamento de Nova York, nos Estados Unidos: por assédio contra Mimi Haleyi em 2006 e estupro contra Jessica Mann em 2013. Ele foi considerado inocente de dois casos de abuso sexual e um caso de estupro. 

Além do julgamento em Nova York, um outro processo corre em Los Angeles, na Califórnia. Nele, Harvey enfrenta mais quatro acusações de estupro, assédio e abuso sexual. Após o veredito do júri, o advogado do produtor pediu para que ele pagasse uma fiança pelos crimes, o que foi negado pelo juiz. Tina Tchen, presidente da Time's Up Foundation, movimento que ajudou que o caso de Harvey viesse á público, falou sobre o assunto:

- Esse julgamento - e não apenas a decisão do júri hoje - marca uma nova era da justiça, não apenas para as quebradoras do silêncio, que se pronunciaram sob um grande risco pessoal, mas para todos os sobreviventes de assédio, abuso e agressão no trabalho.

Desde que o nome de Harvey veio à tona, várias mulheres acusaram o produtor de assédio e abuso, além de revelarem que ele as coagia dizendo que elas perderiam a carreira se não ficassem com ele. Agora, durante o programa 60 Minutes, a modelo Ambra Batullana Gutierrez trouxe à público um áudio de uma conversa com o produtor, em que ele diz:

- Se você não confiar em mim, nós não temos porquê fazer nada, e você perderá grande oportunidades.

Ela contou que foi chamada para uma reunião com Harvey quando chegou em Nova York, aos 22 anos de idade, e que ele tentou beijá-la e tocou seus seios. Ambra, então, foi até a polícia, que pediu para que ela voltasse a se encontrar com ele e gravasse a conversa. Após isso, ela entrou com um processo contra o produtor, mas foi desacreditada e intimidada e acabou assinando um acordo de confidencialidade avaliado em um milhão de dólares em 2017, que dizia que os áudios gravados por ela não poderiam ser trazidos à tona. 

Veja a matéria e ouça os áudios a seguir:


A seguir, veja mais famosos que já foram acusados de assédio:


John Lasseter, chefe de animação da Disney e da Pixar, que dirigiu grandes filmes como Toy Story, Carros e Vida de Inseto, anunciou para seus funcionários o afastamento de seu cargo após o The Hollywood Reporter reunir uma série de acusações de má conduta. O site norte-americano relatou que fontes informaram que John era conhecido por agarrar, beijar e fazer comentários sobre aparência física. A atriz Rashida Jones e seu parceiro Will McCormack teriam até desistido de escrever o roteiro de Toy Story 4, por causa do assédio de Lasseter. Em comunicado interno, ele não fala sobre o assédio, mas pede desculpas se alguém se sentiu desrespeitado ou desconfortável por causa de conversas dolorosas e erros que ele cometeu durante a carreira. Recentemente tive diversas conversas que foram muito dolorosas para mim. Nunca é fácil assumir erros, mas é a única forma de aprender. Como resultado, tenho pensado muito no líder que sou hoje comparado ao mentor, defensor e exemplo que quero ser. Foi me dito que fiz alguns de vocês se sentirem desrespeitados e constrangidos. Essa nunca foi a minha intenção. Coletivamente, vocês são o meu mundo e me desculpo profundamente se os decepcionei. Quero me desculpar especialmente com qualquer um que tenha recebido um abraço indesejado ou qualquer gesto, de qualquer forma ou maneira, que pareça inapropriado. Não importa o quão benigna tenha sido minha intenção, todos tem o direito de estabelecer os próprios limites e tê-los respeitados, disse em comunicado. Lasseter ainda continuou e afirmou que irá se afastar do cargo por causa das acusações: Por mais difícil que seja para mim me afastar de um trabalho que amo e de um time que tenho em alta consideração, não apenas como artistas, mas como pessoas, sei que isso é o melhor para todos agora. Minha esperança é que esses seis meses sabáticos sejam a oportunidade de me cuidar melhor, recarregar e me inspirar, voltando com discernimento e perspectiva que preciso para ser o líder que vocês merecem.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

O que você está achando da reprise de Fina Estampa?

Obrigado! Seu voto foi enviado.