X

NOTÍCIAS

Publicada em 06/04/2020 às 13:17 | Atualizada em 06/04/2020 às 13:56

Ramon, de Soltos em Floripa, fala sobre polêmica da brincadeira de tapa na cara com Nathalia: - A única coisa que eu poderia me arrepender

O participante também falou sobre a sua experiência no reality do Amazon Prime Video

Carolina Rocha

Divulgação-Amazon Prime Video

Como você acompanhou nos episódios já liberados pelo Amazon Prime Video, Ramon Bernardes está vivendo a sua experiência no reality Soltos em Floripa de forma bem intensa! O participante, que é formado em Administração, está sempre disposto a se divertir e possui uma personalidade bastante carismática. Entretanto, Ramon causou certa polêmica no quarto episódio do programa, chamado Sexo, tapas e rock'n'roll

Em determinado momento do episódio, Ramon toca no rosto de Nathalia, com quem tem um relacionamento de idas e vindas, e ela fica extremamente chateada com a atitude. Nath interpretou o gesto como um tapa na cara e desabafou com seus colegas de reality sobre o ocorrido, como Taynara e Luan. Luan, por sua vez, pensou que Ramon tinha agredido Nath, o que fez com que os dois quase brigassem fisicamente. Felizmente, todos conversaram e tudo foi acertado depois.

Em entrevista ao ESTRELANDO, o administrador falou sobre essa brincadeira, dizendo ser a única coisa que se arrepende de ter feito na atração. 

Não me arrependo de muita coisa que eu fiz. Acho que a única coisa que eu poderia me arrepender foi da brincadeira que eu tive com a Nathalia, que acabou ocasionando uma briga ainda maior. Mas tirando isso, fui muito feliz. Vivi isso intensamente, aproveitei da forma que tinha que aproveitar. Sorri, chorei, brinquei, pulei. Faria tudo de novo.

Ramon também falou sobre os desafios de se conviver com pessoas tão diferentes.

Acho que a gente foi colocado muito à prova de viver 24 horas com pessoas de diversos lugares, de diversas culturas, de diversas experiências e histórias... Então ali a gente fica confinado realmente 24 horas por dias, convivendo com aquelas pessoas. É normal você brigar, é normal você discutir, e é normal, obviamente, você fazer as pazes. Em outros formatos, as pessoas são colocadas à prova para isso [brigas] acontecer. E no nosso, não. No nosso era 100% a gente, 100% um por todos e todos por um, vivendo aquilo ali. Não teve nada que forçasse a gente a brigar. A gente brigava e depois se acertava, como qualquer família normal.

Ele ainda fez uma reflexão sobre a visibilidade que o reality pode trazer.

Agora a gente tem que se preocupar ainda mais com tudo o que vem com essa exposição. A forma de se posicionar... Eu nunca parei para pensar em uma carreira voltada para isso, era muito mais uma oportunidade de ter uma experiência nova, de viver momentos grandiosos que eu nunca viveria se não fosse isso aqui. Então eu estou aberto. Vou continuar me posicionando da forma que eu acredito que seja correta.. Dependendo do que aparecer, a gente pode avaliar a proposta. Se for carreira no cinema, a gente vai [risos]. [...] Tem um livro, chamado Sonho Grande, que é do Jorge Paulo Lemann. E ele fala: Se é para sonhar, sonhe grande. Sonhar grande e sonhar pequeno dá o mesmo trabalho. Então a gente está aqui para sonhar grande. Sempre.

A seguir, saiba quem são os participantes de Soltos em Floripa:


E aí, gostou? Soltos em Floripa estreia no dia 20 de março e ainda conta com a participação da cantora e drag queen Pabllo Vittar, do ator Felipe Titto, do cantor sertanejo Mariano, da cantora e compositora carioca MC Carol e dos influenciadores digitais John Drops e Bianca Andrade, que comentarão o programa no especial Soltos em Floripa: A Resenha, lançado às terças-feiras. A gente mal pode esperar, né?

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

O que você acha dos términos de Maiara e Fernando?

Obrigado! Seu voto foi enviado.