X

NOTÍCIAS

Publicada em 04/06/2020 às 17:54 | Atualizada em 04/06/2020 às 17:59

Fernanda Gentil fala sobre pausa do Se Joga: Mais importante é garantir proteção e segurança de todos

A jornalista conversou com a colunista Patrícia Kogut

Da Redação

Divulgação

Em meio à pandemia causada pelo coronavírus, muitos programas da TV Globo saíram da programação e o Se Joga, apresentado por Fernanda Gentil, Fabiana Karla e Érico Brás foi um deles. Fernanda Gentil conversou com Patrícia Kogut, nessa quinta-feira, dia 4, e afirmou que o programa ainda não tem previsão de volta:

- Temos um grupo de WhatsApp da equipe toda do programa. A cada semana, a notícia é esta: Gente, vamos esperar mais um pouco, não tem ainda confirmação de quando volta. A gente também não fica sufocando por essa resposta. O Se Joga saiu da grade como outros programas saíram temporariamente também. Alguns já voltaram completamente readaptados. Então, mais importante do que saber se volta ou não, é garantir a proteção e a segurança de todos e entender como fica a vida depois. Essa é a prioridade. Dentro de uma pandemia mundial, com mais de 30 mil mortes no país, o Se Joga é menor que o vírus. Então, vamos esperar.

A jornalista falou, também, como tem sido trabalhar em home office:

- No início, eu estava igual a uma louca, o dia inteiro em função disso. Entendi logo depois que não precisava ser assim. Demanda muito tempo, mas, se me eu organizar, consigo aproveitar melhor esse tempo. Eu até virei a noite para montar meu cronograma. Estou com o maior orgulho do meu home office. Colei numa parede o planejamento do mês, com o que vai ter em cada dia de cada quadro. E outro da semana, com o dia em que tenho que produzir cada quadro e gravar. Estou completamente preenchida. Foi um tesão fazer tudo isso. Me ajudou a ocupar a cabeça e me sentir útil e produtiva.

Fernanda revelou que o início do programa foi conturbado e sofreu com diversas críticas e baixa audiência:

- Desde o início do ano, havia uma expectativa. Ele demorou a ser elaborado por inúmeras questões. Você imagina que não é fácil colocar um programa dentro da grade de uma TV aberta como a Globo. Envolve muita gente, muitas decisões. Era um tempo já esperado, mas, com a ansiedade do grande público, esse tempo acaba ficando maior. Então, a expectativa aumentou e, quando a gente entrou no ar, começou a se falar sobre guerra de audiência e inimigos. Tentaram muito fazer isso. Porque óbvio que é melhor para a manchete. Ficava mais interessante me botar contra Leo Dias e Sonia Abrão. Desde o início eu falei: Gente, não vai colar, não. Falei com Sonia, mandei mensagem. Mandei para o Leo também. A outra questão foi que se apegaram à audiência. Qualquer novidade é estranha. Quando surge uma, rola um período de adaptação, é natural.

Por fim, a apresentadora disse que, com o tempo, foi aprendendo a lidar com polêmicas:

- Eu não nasci sabendo me blindar, me defender e vestir uma casca. Os episódios ao longo dos anos foram me mostrando. O do ceguinho foi o primeiro e o mais importante. Se não tivesse criado uma casca quando estendi a mão para um cego numa Copa do Mundo, num programa ao vivo, apresentando diariamente, eu nem entraria no estúdio no dia seguinte. Na hora você fica assustada, não sabe por que acontece. Meu único medo era, como tenho esse jeito de fazer gracinha às vezes, a direção achar que eu estava tirando sarro do cego. Pensei: Depois eu vejo o rebu do mundo, o que estão falando. Loura burra foi o mais carinhoso dos comentários. Minha preocupação era explicar que eu jamais faria isso. Eles não duvidaram nem meio segundo. No dia seguinte, estava no ar com a casca. Junto com ela, você cria uma escala de prioridade, aquilo que realmente tem o direito de tirar sua paz e seu tempo para você ir a público desmentir ou explicar. Eu tenho claro na cabeça o que é realmente grande: me julgar como mãe, como pessoa, o meu caráter. Aí, meu amor, a gente vai conversar. Mas vai falar que o programa acabou ou começou, que está mal de audiência, que é desperdício, que é sapatão, então vai gastar saliva, tempo e dedo à toa.

Abaixo, confira dez motivos para seguir Fernanda Gentil nas redes sociais:


E até quando está trabalhando em casa, ela está recendo o carinho dos filhos, olha só esse clique em que a jornalista aparece em casa, no computador, com o pequeno Gabriel dormindo. Fofos, não é mesmo?

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual polêmica envolvendo casais famosos mais te surpreendeu?

Obrigado! Seu voto foi enviado.