X

NOTÍCIAS

Publicada em 04/03/2021 às 10:05 | Atualizada em 04/03/2021 às 10:07

Raul Gazolla relembra assassinato de Daniella Perez e diz que ficou doido após descobrir detalhes: - Não deixavam eu ver televisão

O ator ainda ficou com lágrimas nos olhos ao receber um recado especial de Glória Perez, sua ex-sogra

Da Redação

Divulgação

Na última quarta-feira, dia 3, Raul Gazolla marcou presença no A Noite é Nossa, programa da Record, e recordou o seu relacionamento com Daniella Perez. A atriz, filha de Glória Perez, morreu assassinada aos 22 anos de idade por Guilherme de Pádua e Paula Thomaz, na época em que estava casada com Raul.

O ator contou como ambos se conheceram, na época das gravações de Kananga do Japão, e lembra como foi a primeira vez que a viu:

- A primeira vez que eu olhei a Dani eu pensei: eu já sonhei com ela, já sonhei com essa menina. Nós já fomos casados, que coisa incrível! Eu nunca vi essa menina na minha vida, mas ela faz parte da minha intimidade. Eu já tive alguns sonhos com ela.

Pouco depois eles se casaram e estavam fazendo planos de aumentar a família:

- E aí aconteceu esse assassinato que desmontou toda a minha vida. A vida da minha família, a vida da Glória e de toda a família da Glória. E tudo ruiu, de uma certa forma. E a gente teve que lidar com isso. A gente lida com isso até hoje. É muito difícil. É muito difícil, inclusive, porque os assassinos por nenhum momento mostraram nenhum arrependimento do que fizeram.

No dia da morte de Daniella, Raul suspeitou que a esposa tivesse sido sequestrada, até o momento em que o chamaram para ir na delegacia. Ele estava acompanhado de Marilu Bueno, que interpretava a mãe de Daniella na novela De Corpo e Alma:

- Aí veio a Marilu Bueno, chegou pra mim e disse: entra aqui na sala. Você tem que ser muito forte, mas a Dani não está mais com a gente. Eu falei: como assim ela não está mais com a gente? (...) É muito difícil, mas é isso. A gente tem que conviver com essas coisas. (...) Eu me lembro que eu estava no velório. Eu estava sem força para nada porque eu estava há 24 horas sem comer, sem dormir, só chorando de tristeza. Uma incógnita: quem poderia ter matado a minha mulher? A minha mãe me chamou e falou: meu filho, você tem que ser muito forte, mas quem matou a Dani foi fulano de tal. (...) Eu fiquei doido. O negócio foi desenrolando e as pessoas não deixavam eu ver televisão. Quando eu estava vendo televisão eu descobri que a Dani tinha sido assassinada com 18 facadas. Três no pescoço e 15 no coração.

Segundo Raul, um amigo sugeriu que eles dessem cabo em Guilherme de Pádua, mas o ator se recusou:

- Eu falei: não, não quero dar cabo no cara, porque ele precisa viver, ele tem mais coisa pra contar. Ele está aí graças à Glória e a mim, porque a gente não quer fazer a mesma coisa que ele fez. Eu prefiro que ele fique aqui sofrendo as consequências. Se não tem uma justiça do homem, tem uma justiça divina. (...) E uma das coisas que mais me impressionou nesse caso e que eu vejo em alguns seriados policiais é: nós tivemos que lutar pela inocência da Dani. E isso é impressionante. Nos dias de hoje que a mulher tem o direito, tem fala e está sendo reivindicado isso, graças a Deus, nós tivemos que provar a inocência de uma pessoa assassinada. Queriam ter colocado na conta dela, ela ter tido um caso com um assassino e por isso ela foi assassinada. Primeiro, ela não teve um caso com um assassino. E se tivesse tido, por isso ela podia ser assassinada? Não existe isso. Eu lembro que na última semana ela não atendia aos telefonemas dele (...). Ele já tinha dado em cima dela e ela já tinha dito para ele: olha, você não entendeu, eu vivo bem com o meu marido.

Anos depois, o carinho entre Raul e Glória continua:

- Eu amo a Glória em todos os sentidos. Como artista nem se fala porque ela só faz sucesso. Agora, como pessoa, para mim ela é genial. É uma pessoa adorável, que eu tenho carinho e que pode contar comigo para o resto da vida.

Por fim, com os olhos marejados e visivelmente emocionado, o ator ganhou um recado especial de sua ex-sogra:

- O Raul é uma pessoa muito, muito querida por todos nós. É família, gente nossa de verdade. Durante todos esses anos, ele tem sido uma presença carinhosa, solidária. E pra mim, a filha dele, a Rani, é como se fosse a minha neta e eu fico muito feliz de ver como ele recompôs a vida ao lado da Fernanda e formou essa família tão feliz que eles têm hoje. Também compartilhamos alguns trabalhos juntos. Foi muito, muito bom trabalhar com o Raul e essa é uma experiência que eu quero continuar a repetir muitas outras vezes.

Raul hoje é casado com Fernanda Loureiro, com quem tem uma filha, chamada Rani Gazolla.

Logo abaixo, relembre mais famosos que sofreram tragédias em família:


Outra tragédia em família aconteceu com Joaquin Phoenix quando ele tinha apenas 19 anos. Em uma noite de Halloween, o astro acabou encontrando seu irmão mais velho, River, morto, após sofrer uma overdose de drogas. Joaquin ligou correndo para o número de emergência, mas já era tarde demais. Ao tentar superar a perda, o ator acabou entrando no mundo das substâncias ilícitas, o que fez com que ele se internasse em uma clínica de reabilitação em 2005.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Você acha que Khloé Kardashian exagera nas edições de suas fotos?

Obrigado! Seu voto foi enviado.