X

NOTÍCIAS

Publicada em 22/10/2021 às 03:00 | Atualizada em 22/10/2021 às 10:37

Dulce Maria lança Origen e entrega que viu o remake de Rebelde: Me deu nostalgia!

O ESTRELANDO participou da coletiva de imprensa e te conta os detalhes do novo projeto da ex-RBD

Letícia Giollo

Divulgação

Ela está de volta! No maior estilo folk, Dulce Maria, a eterna Roberta Pardo do sucesso mexicano RBD, celebra 28 anos de carreira com o quarto álbum, Origen. Considerado o mais intimista de sua discografia, o projeto está finalizado há quase dois anos e retrata a jornada da cantora até aqui. Com dez músicas, sendo cinco inéditas, o single - de nome homônimo - traz uma homenagem de Dulce aos indígenas, destacando a importância de olhar para traz e lembrar de onde viemos. Além disso, a cantora relembra a era Rebelde ao relançar Te Daría Todo, faixa bônus do álbum Empezar Desde Cero, e entrega que viu o primeiro clipe do remake da novela. O ESTRELANDO participou da coletiva de imprensa para conferir de pertinho todas as novidades da diva e te conta agora o que rolou.

Origen é um projeto pessoal que está pronto há muito tempo e é a primeira vez que eu produzo o meu disco. Nele, eu tenho a oportunidade de compartilhar canções que estavam guardadas. [...] Entre 2008 e 2010, senti uma necessidade muito grande de me expressar e trazer algo revolucionário, diferente. Algo que vinha do meu coração. E decidi fazer de maneira independente. Demorei para lançar pois estava procurando o momento, mas aí percebi que quanto mais se busca o momento perfeito, você percebe que ele não existe. O momento é agora! Origen [o álbum] é tão livre que não há tempos e obrigações. 

Em 2010, a cantora criou a fundação Dulce Amanecer com o objetivo de promover a educação e apoiar as comunidades indígenas. Isso porque, anos atrás, a diva percebeu que elas não estavam recebendo a visibilidade que mereciam. 

Para a comunidade indígena, pintar o rosto é como se você estivesse se preparando para a guerra. É a transformação, o renascimento. As penas significam poder. Tudo isso tem um significado encantador para mim. Quando me dei conta de que não haviam muitas fundações, me pareceu muito triste, porque eu queria apoiar uma causa que estava esquecida. Afinal, foram eles [os indígenas] que preservaram as nossas raízes como humanidade. Eu via essa necessidade. Eles tem tanto trabalho: cuidam da terra, dos alimentos que temos, toda a parte artesanal, são conectados com o universo... São muitos sábios e não tem a ajuda que precisam. Eles merecem apoio e visibilidade.   

Com esse olhar, Dulce decidiu que estava na hora de retornar às origens para lembrar a sua verdadeira motivação, nascendo assim o novo álbum, com direito à clipe gravado na natureza.

Cantar, compor, contar uma história... Pensando nos indígenas, decidir lembrar das minhas raízes e percebi que a conexão com as pessoas é a minha maior motivação. Depois disso, decidi que precisava compor algo atual. Algo sagrado, real, que nos conecte com nossas tradições. Em 2010, eu participei de um retiro que ensinava diversas práticas e uma delas era como se reconectar com o universo. Passei a pensar que todos os seres humanos tem ancestrais e sempre queremos transcender. Para mim, era como fazer uma homenagem e voltar ao passado. É por isso que o álbum se chama Origen.

Além das músicas inéditas, a artista também fez a alegria dos fãs ao relançar algumas canções escritas na época do RBD, como Te Daría Todo - que ganhou novos ares pop/folk. Quando questionada o motivo da escolha e se alguma outra faixa do grupo iria aparecer, ela entregou:

Essas são minhas primeiras composições, por isso era importante tê-las em Origen. As letras são muito importantes para mim e sei que para os fãs também. Não posso falar muito, mas Te Daría Todo vai ter mais uma versão com alguém do Brasil.

Apesar de sentir falta do calor humano, pelo menos por enquanto, a musa não pretende fazer uma turnê mundial, já que Dulce se tornou mãe da pequena María Paula em 2020, fruto de seu casamento com Paco Álvarez.

Eu tenho saudades da conexão que existe quando estamos juntos no mesmo lugar, mas não tenho planos agora, por conta de toda a situação que estamos vivendo [pandemia da Covid-19], além pela minha questão pessoal [maternidade].

E tem mais! A cantora ainda comentou sobre o remake de Rebelde, que será lançado pela Netflix no dia 5 janeiro de 2022, e confessou que já assistiu ao primeiro clipe.

Eu gostei da forma como eles performaram a música, como ficou diferente. É uma canção que está impregnada em mim e vendo me deu certa nostalgia. Me emocionou saber que a história segue viva e atingindo outras gerações. Sei que a nossa geração é muito ciumenta, mas todas as versões são únicas e lindas.


O cantor e ator Christian Chávez, que vivia Giovanni Méndez López em Rebelde, chegou a participar do reality show do SBT Esse Artista Sou Eu. Em entrevista ao Programa do Raul Gil, ele revelou que tem muitas saudades do grupo: - Se pudesse eu voltaria para o grupo Rebelde, mas cada um seguiu seu caminho. Ele também lançou um álbum chamado Histórias de Verão, além de inúmeros outros trabalhos na música e na televisão. Em 2020, o ator estreou na série A Casa Das Flores, da Netflix, e fez uma participação na série Run Coyote Run. Felizmente, Christian também estará na tão sonhada reunião do RBD em 2020!

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

O que você achou de Marco Pigossi assumindo o relacionamento com um diretor italiano?

Obrigado! Seu voto foi enviado.