X

NOTÍCIAS

Publicada em 19/01/2022 às 11:35 | Atualizada em 19/01/2022 às 12:31

Maria Rita sobre os 40 anos da morte de Elis Regina: - É um lamento muito profundo

Cantora confessa que dias como esse são mais difíceis para ela

Da Redação

Divulgação

Nesta quarta-feira, dia 19, a morte de Elis Regina completou 40 anos. Para a filha dela, Maria Rita, o dia costuma ser mais difícil e carregado de muitas emoções. Em entrevista para o jornal O Globo, ela confessa:

- É um lamento muito profundo por eu não ter conhecido essa mãe como eu merecia ter conhecido.

Elis morreu quando Maria tinha apenas quatro anos de idade. Em entrevista para o Drag Me as a Queen, do canal E!, ela conta que toda a situação foi muito confusa na época, e que não sabia ao certo o que havia acontecido com a mãe. 

- Eu achava que ela tinha ido embora. Foi um negócio confuso até eu entender de fato. Aí depois foi a confusão de como ela morreu, aí bagunçou a cabeça mais ainda, eu tinha uns 12 anos. Senti muita raiva, porque eu julguei a minha mãe. A forma como ela morreu não tá certo, todo mundo sabe que isso é errado. Tá em tudo quanto é anúncio de campanha de televisão, capas de revistas. Então entrei num conflito de como assim, isso aconteceu tão perto de mim, sabe? Até eu entender o que é. É sempre um processinho, com o tempo. Eu guardava muito, interiorizava muito.

No último dia 12, Maria Rita se envolveu em polêmica ao rebater comentários que a comparavam negativamente com sua mãe. A fim de encerrar o assunto, ela declarou:

- Prometi para mim mesma que eu não ia mais falar sobre isso. Esta é a última vez. Não me oponho a falar da minha mãe. Mas, para responder se as comparações me incomodam, estou cansada. Não vejo mais por que ficar nessa conversa. Tenho 20 anos de carreira, oito Grammys Latinos, minha carreira está sólida, tenho muita coisa para fazer.

E continua:

- Eu só quero buscar alguma paz dentro desse cenário em que a Elis é de todos, mas a mãe é minha. EU NÃO LEMBRO DE MINHA MÃE. Zero. Zero lembrança. Tinha 4 anos quando a mãe morreu aos 36, após uma noite em que misturou álcool e drogas. Não me lembro da voz, do cheiro, do toque, de nada. A terapeuta que me atendia em São Paulo acha que pode ter a ver com o trauma: Sua mãe botou você para dormir e, quando acordou, você não tinha mãe. Isso não é coisinha pouca. E não importa se é Elis Regina ou não. É um rompimento muito violento, muito agressivo.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual término (até agora) do mês de maio te chocou mais?

Obrigado! Seu voto foi enviado.