X

NOTÍCIAS

Publicada em 23/04/2022 às 14:49 | Atualizada em 23/04/2022 às 14:49

Fernanda Lima revela que quase foi presa em Fernando de Noronha por nadar com golfinhos

A apresentadora contou a história no programa Que História É Essa, Porchat?, comandado por Fábio Porchat

Da Redação

Divulgação

Fernanda Lima revelou, durante o programa Que História É Essa, Porchat?, comandado por Fábio Porchat, que quase foi presa em Fernando de Noronha - a apresentadora passou um sufoco com as autoridades por estar nadando em uma área destinada a golfinhos no arquipélago.   

De acordo com Fernanda, tudo ocorreu quando foi convidada por amigos para conhecer o veleiro de um estrangeiro e eles não se deram conta que a área era restrita. 

- É um dia inesquecível na minha vida. Eu ia muito a Noronha no milênio passado e eu convivia muito com a galera de lá porque eu pegava onda e tal. A gente passava o dia inteiro na praia, acordava de manhã e ia surfar bem cedinho, depois fazia peixe no meio do mato, começou. 

- Um dia, a gente estava na praia da Cacimba do Padre e tinha um veleiro a mais ou menos 1 km. Ai meus amigos falaram: Ah, é um gringo que chegou ai tá lá no veleiro. Ele chamou a gente para conhecer o veleiro. A nado, aí pegamos os snorkels e fomos, recorda ela.

Ainda segundo ela, para chegar no veleiro ela e os amigos foram nadando e ao lado deles surgiram vários golfinhos. No entanto, ela acabou sendo detida porque não podia estar nadando com os animais.

- Fomos nadando. Ai a gente tava lá indo e daqui a pouco eu olhei pro lado e comecei a ver um monte de golfinho do meu lado. Era coisa de centenas, nadando junto com a gente. Eles estavam na rota deles, a gente que interviu e eu fiquei chocada. (...) Foi uma coisa muito emocionante e quando eu me dei conta comecei a ouvir um barulho de motor, quando eu levantei tinha um barco do Ibama: Você não sabe que não pode nadar com golfinho?

- Eu nem sei onde tava o resto da minha turma, eu sei que os caras me puxaram para o barco, conta.

A modelo contou que ficou chorando no chão do lugar e que só foi liberada horas depois. 

- Nisso eu já tava chorando. Chegamos na beira da praia, entramos na caçamba, me botaram na parte de trás de uma caminhonete. Chegamos num lugar e me jogaram numa sala, numa cela, até hoje não sei onde é que eu fui, finalizou.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Você é igual ao Caio Castro no primeiro encontro?

Obrigado! Seu voto foi enviado.