X

NOTÍCIAS

Publicada em 08/05/2022 às 11:00 | Atualizada em 08/05/2022 às 11:21

Mãe de Ivy e Liz, Thaeme Mariôto conta que não pretende ter mais filhos: Preciso de muita saúde para exercer o meu papel de mãe por muitos anos

A cantora falou sobre seu sonho de ser mãe desde criança e também dos desafios após sofrer quatro abortos

Da Redação

Divulgação

O ano de 2022 tem sido agitado para Thaeme Mariôto. Como você viu aqui no ESTRELANDO, a cantora participou do The Masked Singer Brasil, e estava por trás da fantasia de borboleta. Ao ser desmascarada, ela falou sobre o desafio de conciliar a maternidade com seu grande desejo de participar do reality.

Em entrevista ao Extra, Thaeme fez uma breve análise de sua participação no programa: 

- Foi um reencontro comigo mesma. Eu estava em um momento muito delicado, o pós-parto. Ivy tinha acabado de nascer e Liz estava com 2 aninhos. Eram dois bebês precisando de mim em tempo integral, e eu estava extremamente sensível, emotiva e com muito receio de não conseguir voltar a desempenhar minhas funções na música, até porque estava há praticamente dois anos sem subir num palco. Aí, me aparece uma Borboleta, um chamado para sair do casulo. 

Ela contou que o momento também era delicado por conta de sua saúde.

- Nessa última gravidez, eu acabei descuidando da minha saúde. Engordei 22 quilos, estava com a pressão desregulada, colesterol e triglicérides lá nas alturas. Esteticamente falando, também não era um bom momento pra mim. Precisava me resgatar. E foi o que aconteceu. Voltei a me enxergar como mulher e como cantora, além da faceta mãe.

Na entrevista, Thaeme comentou sobre seu sonho de ser mãe, algo que carregava consigo desde pequena.

Ainda criança, eu pensava: Quando crescer, quero trabalhar para ser independente, casar e ter as minhas filhas. Eu sempre quis ter meninas. Curioso, né? Eu me recordo de estar num avião, antes de engravidar pela primeira vez, mas já tentando, e acontecer uma turbulência forte. Olhei pela janela e conversei com Deus: O Senhor não vai fazer isso comigo, né? Me levar agora, antes de me tornar mãe. Eu não posso morrer antes, de jeito nenhum. E agora, depois que Liz e Ivy nasceram, eu penso igual: não posso morrer, porque já sou mãe e elas dependem de mim. A maternidade foi o meu voo mais alto, a minha grande conquista.

Mas nem tudo foi fácil ao longo do processo de engravidar. Thaeme chegou a sofrer um aborto espontâneo em 2018, logo após tornar a gravidez pública:

Fui fazer um ultrassom, e o coração da Yasmin tinha parado de bater. Amigos e fãs me mandavam os parabéns, a notícia da gravidez se propagava com alegria, e eu estava seguindo para a maternidade, a fim de fazer a curetagem. Imagina o meu psicológico como ficou! Foi duplamente duro, viu? Entendi os desígnios de Deus e passei a ajudar e orientar muitas mulheres que enfrentavam a mesma situação. Digo, sem medo de errar, que foram mais de mil. Eu passava horas do meu dia respondendo mensagens pelo Instagram. Para algumas, dei meu número de WhatsApp, ficamos amigas íntimas. Acompanho o nascimento de seus bebês, isso me traz paz ao coração. Era uma missão mesmo.

Infelizmente, esta não foi a única vez que a cantora passou pelo término prematuro de uma gestação, e cada uma das quatro perdas que sofreu foi desafiadora da sua maneira:

A primeira perda foi a mais chocante, porque eu estava em êxtase. Me senti mãe pela primeira vez. E fui, mas de um anjo. Tenho três gravações do coraçãozinho dela batendo, guardadas. Se hoje escuto uma determinada música que tocava na época, choro. Nas duas últimas perdas, antes da chegada da Ivy, eu já tinha a Liz comigo, o que me fortaleceu.

Atualmente mãe de duas meninas, Ivy e Liz, a cantora disse que não pretende ter mais filhos, por conta dos problemas de saúde desencadeados no pós-parto.

- Fiquei cinco horas e meia na mesa de cirurgia porque minha pressão não baixava. Foi tudo muito turbulento, e me traumatizei. Só pela minha vontade, eu engravidaria de novo. E, embora eu sonhe de vez em quando que tenho um molequinho, acho que aqui em casa só nasceria menina. Seria mais uma. Mas não quero arriscar. Preciso de muita saúde para exercer o meu papel de mãe por muitos e muitos anos, criando dois seres humanos incríveis, que façam a diferença neste mundo.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Você gostou da troca dos horários dos programas Mais Você com o Encontro?

Obrigado! Seu voto foi enviado.