X

NOTÍCIAS

Publicada em 22/09/2023 às 00:00 | Atualizada em 22/09/2023 às 13:16

Em entrevista exclusiva, Aryè Campos relembra trabalhos da infância e fala da alegria de voltar a participar de atrações do Brasil

No bate-papo a atriz contou alguns bastidores da gravação das séries Passaporte Para a Liberdade e Rio Connection

Larissa Isabella

Divulgação

Atualmente encantando os brasileiros como Amanda Singleton em Rio Connection, Aryè Campos relembrou os momentos de quando trabalhava com Silvio Santos, em entrevista para o ESTRELANDO.

A atriz ficou famosa na televisão ainda durante a infância em Hot Hot Hot e contou como era sua relação com Silvio:

- Era aquele tio show de bola. A gente não podia falar muito com ele antes do programa, porque estava sempre muito ocupado, mas antes do bloco das crianças a gente batia um papo, ele sempre falava com a gente. Era aquela amizade com o tio legal.

Aryè contou que não lidou bem com toda a atenção e brincadeiras que os colegas faziam quando ainda trabalhava no SBT.

- Para mim foi complicado porque eu não soube lidar emocionalmente com tanta atenção que estavam me dando, muitas positiva, muitas vezes negativa. As crianças me viam na televisão e faziam uma zoeira brincando, que eu acho que era o jeito delas de se expressar, mas que me ofendia, me machucava muito.

Depois do período complicado da vida, Campos se mudou para os Estados Unidos com a família. Fora do Brasil, ela continuou pensando na carreira e voltou a trabalhar em produções do país tropical na série Passaporte Para a Liberdade.

Nas gravações Aryè se aproximou de Sophie Charlotte e Rodrigo Lombardi, ela contou um pouco mais de como eram os bastidores:

- Eu e a Sophie ficamos muito amigas, o Rodrigo também, até hoje a gente conversa. Nunca me esqueço que a Sophie sempre me convidava para almoçar.

A série brasileira que se passava na Alemanha durante o nazismo, abriu os caminhos para que a atriz participasse de outra produção brasileira. Depois de Passaporte Para a Liberdade, Aryè voltou a aparecer nas telinhas como Amanda Singleton, em Rio Connection.

- Foi um caminho interessante, porque eu trabalhei em Passaporte Para a Liberdade antes e quando estava trabalhando ouvi falar de Rio Connection, já era um plano. Na época não tinha nada para o meu perfil, quando começaram os testes a produtora de elenco viu meu perfil e mandou um teste.

Ao longo da gravação da série que tem nomes como Marina Ruy Barbosa, João Côrtes e Carla Salle, a atriz revelou ter passado por uma situação constrangedora:

- Tem uma história engraçada [da gravação de Rio Connection]. Eu sou rainha de rasgar minha calças e tem uma cena que a Amanda está andando de um carro para o outro e cara, deu um rasgo na minha calça bem na área do bumbum. Que vergonha gente, todo mundo lá vendo.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual filho de Kate Middleton e Príncipe William você acha mais fofo?

Obrigado! Seu voto foi enviado.

Em entrevista exclusiva, Aryè Campos relembra trabalhos da infância e fala da alegria de voltar a participar de atrações do Brasil

Em entrevista exclusiva, Aryè Campos relembra trabalhos da infância e fala da alegria de voltar a participar de atrações do Brasil

22/Mai/

Atualmente encantando os brasileiros como Amanda Singleton em Rio Connection, Aryè Campos relembrou os momentos de quando trabalhava com Silvio Santos, em entrevista para o ESTRELANDO.

A atriz ficou famosa na televisão ainda durante a infância em Hot Hot Hot e contou como era sua relação com Silvio:

- Era aquele tio show de bola. A gente não podia falar muito com ele antes do programa, porque estava sempre muito ocupado, mas antes do bloco das crianças a gente batia um papo, ele sempre falava com a gente. Era aquela amizade com o tio legal.

Aryè contou que não lidou bem com toda a atenção e brincadeiras que os colegas faziam quando ainda trabalhava no SBT.

- Para mim foi complicado porque eu não soube lidar emocionalmente com tanta atenção que estavam me dando, muitas positiva, muitas vezes negativa. As crianças me viam na televisão e faziam uma zoeira brincando, que eu acho que era o jeito delas de se expressar, mas que me ofendia, me machucava muito.

Depois do período complicado da vida, Campos se mudou para os Estados Unidos com a família. Fora do Brasil, ela continuou pensando na carreira e voltou a trabalhar em produções do país tropical na série Passaporte Para a Liberdade.

Nas gravações Aryè se aproximou de Sophie Charlotte e Rodrigo Lombardi, ela contou um pouco mais de como eram os bastidores:

- Eu e a Sophie ficamos muito amigas, o Rodrigo também, até hoje a gente conversa. Nunca me esqueço que a Sophie sempre me convidava para almoçar.

A série brasileira que se passava na Alemanha durante o nazismo, abriu os caminhos para que a atriz participasse de outra produção brasileira. Depois de Passaporte Para a Liberdade, Aryè voltou a aparecer nas telinhas como Amanda Singleton, em Rio Connection.

- Foi um caminho interessante, porque eu trabalhei em Passaporte Para a Liberdade antes e quando estava trabalhando ouvi falar de Rio Connection, já era um plano. Na época não tinha nada para o meu perfil, quando começaram os testes a produtora de elenco viu meu perfil e mandou um teste.

Ao longo da gravação da série que tem nomes como Marina Ruy Barbosa, João Côrtes e Carla Salle, a atriz revelou ter passado por uma situação constrangedora:

- Tem uma história engraçada [da gravação de Rio Connection]. Eu sou rainha de rasgar minha calças e tem uma cena que a Amanda está andando de um carro para o outro e cara, deu um rasgo na minha calça bem na área do bumbum. Que vergonha gente, todo mundo lá vendo.