X

NOTÍCIAS

Publicada em 21/11/2020 às 12:02 | Atualizada em 21/11/2020 às 12:03

Em sua biografia, Cláudia Raia fala sobre perda de virgindade precoce e tentativa de abuso sexual: É um trauma para a vida

A atriz lançou recentemente o livro Sempre Raia um novo dia, no qual conta parte de sua história

Da Redação

Divulgação

No último domingo, dia 15, Cláudia Raia lançou sua primeira autobiografia, escrita por si com o auxílio de Rosana Hermann: Sempre Raia um novo dia. Desde a data, o livro tem chamado a atenção dos leitores por conta da sinceridade com a qual a atriz trata assuntos que vão desde sua vida pessoal e de seus romances, até sua carreira e as brigas que teve nos bastidores das produções em que trabalhou. Um dos trechos da obra que se destacam, no entanto, é o que Claudia aborda a perda de sua virgindade de modo precoce e a tentativa de abuso sexual que sofreu.

De acordo com o jornal Extra, Raia relembra que, ainda durante a pré-adolescência, se mudou sozinha para os Estados Unidos, onde já estavam sua irmã e o então namorado, e passou a morar na casa de uma família estadunidense. Desse modo, aos 13 anos de idade, teve sua primeira relação sexual com o companheiro de Olenka Raia, que era 19 anos mais velho que ela mesma.

Sei que a ideia de uma menina tão jovem com um homem tão mais velho não apenas causa um grande desconforto como, desde 1990, tipifica crime de estupro de vulnerável. Aos 13, eu fumava, transava e me achava totalmente madura. Realidade: ainda chupava chupeta escondida.

A atriz também relatou que, ainda nos Estados Unidos, foi assediada pelo pai da família que a estava hospedando, fato que deixou marcas em seu psicológico que persistem até os dias de hoje: 

A violência física, o abuso e a tentativa de abuso sexual é um trauma para a vida. Você se sente impotente, frágil. Por último, vem um sentimento contra o qual toda vítima tem que lutar: a culpa. Me senti desamparada.

A seguir confira outras celebridades que, como Raia, tem biografias publicadas:



Maria Adelaide Amaral foi a responsável por, em 1994, lançar Dercy de cabo a rabo, livro que contava a vida e carreira de Dercy Gonçalves e que, mais tarde deu origem à minissérie Dercy de verdade, na Globo: - A minissérie destina-se a resgatar essa grande personalidade do palco, cinema e televisão e a mostrar ao Brasil quem, de fato, era Dercy, disse a autora, na época. A obra foi relançada em 2011, três anos após a morte da comediante.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Retrospectiva: qual famosa você acha que bombou mais em 2020?

Obrigado! Seu voto foi enviado.