X

FOTOS

Publicada em 07/02/2018 às 12:37 | Atualizada em 07/02/2018 às 12:37

Em antiga entrevista, Quentin Tarantino defende Roman Polanki, que estuprou uma menina de 13 anos: - Ela queria

A fala dele, de 2003, recebeu diversas críticas

Da Redação

X
X
Divulgação

Uma Thurman recentemente resolveu abrir o jogo e contou a sua história do assédio que sofreu por causa de Harvey Weinstein, produtor de Hollywood que sofre inúmeras acusações de outras mulheres. Em seu relato, ela ainda revela o acidente que sofreu no set de Kill Bill, além da briga com o diretor do filme, Quentin Tarantino, que já se pronunciou sobre o caso.

Agora, veio à tona uma entrevista do cineasta em 2003, em que ele aparece comentando sobre a polêmica que envolveu Roman Polanski, também diretor, que chegou a ser preso em 1977 após fazer sexo com Samantha Geimer, uma menina de 13 anos de idade. Na época, Tarantino defendeu o amigo e comenta que foi tudo consensual:

- Ele não estuprou uma menina de 13 anos. Foi consensual. Não é a mesma coisa... ele transou com uma menor de idade, tá certo. Isso não é estupro. Para mim, quando você usa a palavra estupro, você tá falando sobre algo violento, forçado. (...) Olham ela queria, disse, segundo informações do Independent. O vídeo já foi removido do YouTube.

Quem se pronunciou sobre a entrevista foi a própria Samantha Geimer, que ao New York Daily News falou o seguinte:

- Ele está obviamente errado. Espero que agora ele saiba que não aconteceu dessa maneira.

Se considerando uma fã de Tarantino, ela ainda diz que está suposta a perdoar e esquecer estes comentários, justamente por causa da recente fala em relação ao caso de Uma Thurman. 

Diane Kruger

Por causa dos relatos recentes de Uma Thurman, outra atriz se viu na obrigação de se pronunciar nas redes sociais. Diane Kruger, que foi dirigida por ele em Bastardos Inglórios, em determinada cena sofre um estrangulamento causado por ele. Por causa desse momento, muitas pessoas passaram a criticar o diretor, o que fez com que a atriz se pronunciasse no Instagram.

Ao postar uma foto de sua personagem no filme, ela escreveu o seguinte:

Por causa das recentes alegações feitas por Uma Thurman, contra Harvey Weinstein, e sua péssima experiência em Kill Bill, meu nome tem sido citado em diversas matérias por causa da cena de estrangulamento em Bastardos Inglórios. Esta é uma época importante e meu coração está com Uma e qualquer uma que tenha sido vítima de crimes sexuais e abusos. Eu estou com vocês. Só para registro, no entanto, eu gostaria de dizer que a minha experiência de trabalho com Quentin Tarantino foi pura alegria. Ele me tratou com muito respeito e nunca abusou de seu poder ou me forçou a fazer algo que eu não estivesse confortável.







Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

O que você acha que mais vai rolar dentro do Ilha Record?

Obrigado! Seu voto foi enviado.