X

NOTÍCIAS

Publicada em 10/01/2019 às 10:30 | Atualizada em 10/01/2019 às 10:38

Eita! Oscar 2019 não terá apresentador, diz revista

Depois da polêmica envolvendo Kevin Hart, a equipe optou pelo uso de outro método

Redação

Divulgação

Depois de Kevin Hart anunciar que não iria mais participar da cerimônia do Oscar 2019 como apresentador por causa da polêmica em torno de seus tweets com teor homofóbico, começou uma especulação sobre quem o substituiria na apresentação e até mesmo se a organização o iria chamar de volta. As respostas para esses questionamentos foram dadas na última quarta-feira, dia 9, quando foi anunciado que este ano a cerimônia mais importante do cinema não contaria com um apresentador, algo que também já estava cogitado, isso segundo a revista Variety.

A publicação informou que a produção do evento optou por escolher um grupo de artistas da classe A para apresentar cada segmento, em vez de substituir o humorista por outra pessoa. No entanto, a academia ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto. A última vez em que o Oscar aconteceu sem um apresentador foi há 30 anos, quando o produtor Allan Carr e o diretor Jeff Margolis montaram um número musical de 11 minutos para abrir a premiação, em vez de fazer da abertura um monólogo de um apresentador. 

Além disso, a publicação afirmou que não há chances de Hart ser chamado de volta para participar do evento, considerando que o convite só seria refeito caso ele tivesse usado sua participação mais recente no programa da Ellen Degeneres para se redimir, algo que não ocorreu. Muito pelo contrário, durante sua entrevista para a apresentadora, Kevin fez um discurso de autodefesa alegando sofrer ataques de haters nas mídias sociais e isso não agradou os organizadores do evento.

A decisão feita de não haver um apresentador para guiar a premiação é vista como polêmica e arriscada. Uma fonte do meio artístico deu sua opinião à publicação dizendo que não estava interessado na confusão de Hart, mas que estava com o questionamento de quem assistiria a premiação sem um rosto famoso que conduziria o espetáculo para que ele não saísse fora dos trilhos. 

Certamente, esse anúncio deixará todos ainda mais ansiosos para conferirem o Oscar 2019, que acontecerá no próximo dia 24 de fevereiro.  

Confira, abaixo, os maiores injustiçados da história do Oscar:


Algo semelhante aconteceu com Pulp Fiction em 1995, que só venceu Melhor Roteiro Original após ser indicado para outras seis categorias.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual famosa você não vê a hora de dar à luz?

Obrigado! Seu voto foi enviado.