X

NOTÍCIAS

Publicada em 22/03/2019 às 00:00 | Atualizada em 20/03/2019 às 15:04

Maria Casadevall se emociona ao falar de Coisa Mais Linda: - Ser mulher e poder contar essa história, é uma coisa que faz a diferença

Trama ainda contará com Fernanda Vasconcellos, Mel Lisboa e Pathy Dejesus

Carolina Rocha

Divulgação-Netflix

Coisa Mais Linda, a nova série original brasileira da Netflix, estreia nesta sexta-feira, dia 22! A trama contará a história de Maria Luiza, personagem de Maria Casadevall, que se muda para o Rio de Janeiro para abrir um restaurante com o marido. Acontece que, ao chegar na cidade carioca, ela descobre que foi abandonada e que o marido fugiu com todo o seu dinheiro. Sendo assim, Malu tem que se virar para reconstruir a vida; mas, felizmente, pode contar com a ajuda de três mulheres: Lígia (Fernanda Vasconcellos), sua amiga de infância, Adélia (Pathy Dejesus), uma trabalhadora negra, e Thereza (Mel Lisboa), uma escritora moderna e independente. O ESTRELANDO acompanhou a coletiva de lançamento do seriado, que rolou em São Paulo, e pode ouvir do elenco como cada um enxerga o seu personagem. 

- A Lígia é uma mulher que luta pelo direito de existir. Ela é uma mulher jovem, cheia de sonhos, e esses sonhos às vezes esbarram num moralismo ou no tipo de estrtutura familiar que ela é inserida. Ela não percebe, a princípio, esses preconceitos vindo diretamente de encontro às vontades e desejos dela, e ela acaba sendo sufocada e sufucando a si mesmo. É uma mulher que batalha pelo direito de se expressar e existir, relatou Vasconcellos. 

- A Maria Luiza é uma jovem mulher, filha única de uma típica família rica paulistana da década de 1950. É uma jovem mulher muito inserida na sua realidade de classe. Ela reproduz todos os valores e todos os comportamentos. Até que um acontecimento inesperado atravessa a história da Malu e ela se vê obrigada a fazer escolhas que vão ser determinantes para a trajetória dela dali em diante, contou Casadevall.

- Falar da Adélia me emociona um pouco porque ela me remete muito à minha avó: mulher negra, sem muitas opções (a gente tá falando de 1959), e eu também acho que ela não tem muita dimensão do universo dela e do que pode ter além do universo dela até encontrar a personagem da Maria, a Malu, desabafou Dejesus. 

- A Thereza é uma mulher independente, que já tem uma consciência. A curva dramática dela é diferente das outras três porque ela vem com uma consciência do papel da mulher, de como ela pode mudar perante uma sociedade cujo protagonismo é masculino... Então ela está ali quase como um suporte, um farol, mostrando que você pode fazer o que você quer e que você pode ser quem você quiser ser. Então é muito diferente das séries daquela época, analisou Lisboa. 

A trama ainda conta com Leandro Lima, que interpreta o guitarrista Chico, e Ícaro Silva, que dá vida ao baterista Capitão. 

- Fiquei muito feliz de me ver representado por essas quatro mulheres em sua trajetória de transformação, confessou Silva. 

Coisa Mais Linda dispensa personagens caricatos e tem como o foco o fortalecimento da relação entre as mulheres (não necessariamente a amizade). As quatro protagonistas possuem uma conexão de trocas e aprendizados, já que possuem experiências e vivências diferentes. Os homens da trama, entretanto, não podem ser vistos como antagonistas, já que estão lá para aprenderem com essas mulheres, além de somar - e muito - o roteiro. A história também conta com um enredo à frente de seu tempo, já que se passa em 1959, mas sem deixar de ter uma relação com o contemporâneo. A música ainda é essencial, tanto que o ritmo bossa nova é como se fosse um personagem da própria série. 

- Acho que a nossa Coisa Mais Linda, nessa momento, é o ponto de partida e reflexão relevante dentro desse contexto. Quando a gente tem a chance de falar de uma outra época, as pessoas têm mais facilidades em reconhecer porque não é contemporâneo; e aos poucos elas vão percebendo que as diferenças não são tão grandes quanto elas imaginavam. Ser mulher e estar viva nesse momento, e poder contar essa história, é uma coisa que faz a diferença, vibrou Casadevall.

E aí, ficou empolgado? Coisa Mais Linda já está disponível na Netflix e a primeira temporada conta com oito episódios. Não vai perder, né? 

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

De que lado você está na briga entre Zezé Di Camargo e Zilu Camargo?

Obrigado! Seu voto foi enviado.