X

NOTÍCIAS

Publicada em 26/01/2020 às 10:34 | Atualizada em 26/01/2020 às 11:01

Deborah Secco diz que nunca se sentiu tão amada e relembra relacionamentos passados: - Tentava ser a mulher perfeita

A atriz elogiou a sua parceria com o marido, Hugo Moura, e também falou sobre a filha, a pequena Maria Flor

Da Redação

Divulgação

Deborah Secco não economizou na hora de falar sobre a sua família. Em entrevista ao jornal Extra, a atriz, no auge dos seus 40 anos de idade, garantiu que não poderia estar mais plena.

Não tenho a menor dúvida de que a Deborah atual é muito mais feliz que a do passado. Eu nunca fui tão realizada, nunca cheguei nem perto da felicidade que sinto hoje. Todo mundo que me acompanha desde novinha sabe o quanto eu sempre quis formar uma família, ser mãe, me casar. Vivo o meu sonho de menina.

Deborah foi sincera ao falar sobre a parceria com o marido, Hugo Moura, de 29 anos de idade. Ela relembrou os seus relacionamentos passados, onde fingia ser uma outra pessoa, e afirmou que, ao lado de Hugo, ela está completa.

- Tudo é diferente. Há cumplicidade, parceria, verdade. Eu nunca tinha me sentido amada assim. Eles [os ex-namorados] se encantavam por uma Deborah que não existia. Eu tentava esconder meus defeitos, ser a mulher perfeita para agradar. Pela primeira vez, me sinto inteira, realizada num relacionamento. Tenho confiança no Hugo, e ele em mim. Sabemos o quanto é valioso o que a gente construiu. Ele sabe tudo da minha vida. Nada do que eu fiz, faço ou desejo fazer ele desconhece. Eu não me mostrava verdadeiramente porque achava que não seria aceita. Isso foi um dilema a minha vida inteira. Agora, sou como sou e sei que meu marido me ama, independentemente dos meus acertos e erros, das coisas fáceis e das difíceis. A gente está junto em qualquer situação.

A artista ainda confessou que, apesar da boa relação, atualmente vive um impasse com Hugo.

Eu queria muito ficar grávida de novo... Não curti tanto a minha primeira gestação, foi muito difícil. Gostaria de ter a chance de passar por isso outra vez. Já Hugo sempre teve esse desejo de adotar. Desde que eu o conheci, sei que essa é uma meta de vida dele. Antes de a gente se unir, eu nunca tinha pensado nisso. Agora, queria que acontecesse no nosso terceiro filho. Mas é um assunto a ser amadurecido mais para frente. Este, definitivamente, não é o momento. Estamos trabalhando muito! Se acontecer, será um acidente

E eles trabalham muito mesmo! Atualmente, Hugo está no elenco da novela Malhação: Toda Forma de Amar como o professor de muay thai Daniel. Já Deborah está gravando as cenas de sua personagem Alexia na novela Salve-se Quem Puder, que estreia na próxima segunda-feira, dia 27, na faixa das 19 horas, na Rede Globo.

Estamos gravando seis dias por semana, 11 horas por dia, e decorando texto, em casa, por mais umas cinco horas. A vida está uma gincana!

Na novela, Alexia, assim como Deborah, é uma atriz linda e exuberante, que sempre chama a atenção. A personagem tem bordões como Minha nossa senhora da banda larga!, e embora não pareça, também é insegura, ansiosa e impulsiva.

Alexia é doida, engraçada, dramática. E tem duas compulsões: comida e homens. Isso a torna muito próxima de nós, mulheres, porque estamos sempre de olho na balança e, às vezes, estragamos nossas vidas com uns boys mais ou menos. [...] Amo comer, é o que me acalma. Sempre fui viciada em doces, mas, depois que engravidei da Maria Flor, comecei a enjoar deles. Agora, minha paixão é comida no prato: arroz, farofa, batata frita, estrogonofe, rabada, feijoada... Pão com uma manteiguinha também é um dos prazeres da vida!

A artista aproveitou para garantir que não se considera um furacão sensual.

Isso foi uma criação da mídia. Eu fiz personagens muito sexy, e as pessoas compraram essa ideia, graças a Deus, sinal de que representei direitinho. Só que eu nunca fui isso. Eu não sou uma pessoa vaidosa, não faço dieta, não passo cremes, malho muito pouco... Sou um desastre! Não me apego a essas coisas porque acho que a beleza está relacionada ao nosso grau de felicidade.

Em Salve-Se Quem Puder, entretanto, Alexia não terá tanto espaço para ser sexy. A personagem presenciará um crime e, por isso, deverá trocar toda a sua identidade, chegando até a mudar o seu nome para Josimara. Deborah até contou o que ela mesma faria caso precisasse assumir um visual completamente diferente.

- Eu rasparia o cabelo com máquina 4, como Xuxa, e continuaria com ele castanho, para não ter trabalho. Adotaria o nome Maria, que é o que mais amo. E levaria uma vida itinerante, viajando pelo mundo com a família numa van. Tenho muita vontade de viver sem planejamentos, sair do controle...

E apesar de ter 32 anos de carreira, o novo folhetim trará um desafio para Deborah: ela terá que cantar. Esta será a primeira vez que a atriz soltará a voz na TV.

Gravei cantando ao vivo, nunca tinha feito algo assim. Digo que sempre quis ser cantora, mas a voz não ajudou.

Sua inspiração para isso, inclusive, está sendo Claudia Raia.

Sou apaixonada pela bailarina desengonçada que ela fez em Rainha da Sucata [1990]. Estou tentando chegar naquele lugar, mas sei que ainda falta muito. Claudia é diva!

Mesmo com essa rotina agitada e cheia de desafios, Deborah faz questão de priorizar a filha, Maria Flor, de quatro anos de idade.

Tanto eu quanto Hugo fazemos tudo para estar o máximo de tempo possível com ela. Minha mãe mora no meu condomínio, então, está sempre perto, ajudando.

Muito amor, né? A seguir, veja alguns dos melhores momentos da família de Deborah Secco:


E nem quando ela está realmente dormindo, fica menos fofa! Olha só que soninho gostoso que Maria está tirando nesta foto... é ou não é muita fofura para uma neném só?

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual famosa mais te surpreendeu ao ter seu nome envolvido na polêmica de Arthur Aguiar?

Obrigado! Seu voto foi enviado.