X

NOTÍCIAS

Publicada em 08/04/2020 às 09:40 | Atualizada em 08/04/2020 às 09:56

Susana Vieira fala em esquizofrenia em novelas da Globo e comenta saída de atores da emissora: - Parece que houve um grande coronavírus lá dentro

Ela ainda citou quem considera deusa atualmente na emissora

Da Redação

Divulgação

Aos 77 anos de idade, Susana Vieira é uma das atrizes mais amadas do Brasil. Conhecida por não ter papas na língua, a veterana, que acumula 50 anos de carreira, conversou com o colunista Leo Dias sobre a rotina na quarentena, o climão na TV Globo e qual o estado de sua doença, a leucemia.

Primeiro, ela abriu o jogo e, gente como a gente, disse que não está conseguindo malhar em casa durante o isolamento social:

- Preciso de um professor, preciso de alguém que me diga. Sabe o que cheguei a conclusão? Na vida, quem me dá estímulo, são os outros. É a vida, é o dia a dia, é o trabalho, é isso que me dá energia, que me dá vida. Eu preciso de incentivo. É o meu estímulo. Mas tenho que ter um compromisso para me agitar. Estou na fase perigosa dessa doença. Todo mundo fala que o idoso é que vai se ferrar. Então você acha que estou feliz, tranquila? Feliz eu estou, engraçado! Acho que estou feliz [risos]. Eu só estou é preocupada. Porque a coisa que mais detestei ouvir é que na Europa, e no mundo vai acontecer isso, espero que aqui não, que eles estão dando, por exemplo, para você ir para o CTI, tem que colocar um jovem no lugar do velho. Isso foi uma das coisas que mais me chocou.

Em seguida, foi questionada sobre o que acha da saída de autores como Aguinaldo Silva e atores como Bruno Gagliasso da Globo:

- Realmente não sei bem o que aconteceu. Aconteceu alguma coisa. Que alguma coisa aconteceu, aconteceu. Ninguém me contou, não. Mas parece que houve um grande coronavírus lá dentro, que não sei te explicar e prefiro não me manifestar, tá?

Ela ainda continua e opina sobre as tramas mais recentes que, segundo ela, tentam agradar todo o tipo de público:

- Hoje em dia acho que a própria dramaturgia está sem saber o que agrada o público. Eles ficam andando em focos, vamos atingir essa classe, vamos falar sobre isso, há uma espécie de esquizofrenia que não existia antes. Porque só tinha a Globo e muita qualidade nas novelas, no elenco, e eram menores, 40 minutos de novela. Então hoje em dia, como você tem que agradar a gregos e troianos, gays, lésbicas e simpatizantes, você tem que agradar um monte de gente, porque hoje em dia todo mundo se colocou.

E acrescenta:

- Então fica uma coisa que toda novela tem que agradar milhões de setores e, às vezes você perde um pouco aquela atração de ver uma novela, ai, ele vai encontrar com ela, Meu Deus, ele é filho dela, aquele frisson acho que se desfez um pouco pelo excesso de histórias que tem que ter uma novela. Não sei se conseguir falar bem, mas é isso.

Você já deve saber que ela luta contra a leucemia linfoide crônica, certo? Sobre a doença, ela explicou quais são seus medos atualmente:

- Estou muito bem, minha doença está controlada [ela tem leucemia linfoide crônica], mas o que me assustou mais foi esse vírus. Ele ataca as pessoas com mais de 60 anos, quer dizer, como estou depois dos 70... pensei que a terceira idade era 70, aí já soube que é 60, então já estou há anos na terceira idade e não me dei conta.

Falando nisso, aliás, ela diz que não considera uma idosa e citou novamente o coronavírus:

- Quando vi, falei: Se 60 anos eles estão botando no grupo de risco de morte, já estou enterrada, porque estou com 77. Então, pelo amor de Deus, se eu precisar de um leito ou um CTI, vocês façam uma campanha [risos]. Já soube que a máscara vai primeiro para o novinho, depois que vai para a velha.

Susana ainda citou a nova leva de atrizes da TV Globo e falou sobre idolatria e ícones:

- Por exemplo, numa novela nova hoje, mesmo das 20h, tem três pessoas que você conhece, sabe o nome, são protagonistas, e tem oito garotas novas que você não sabe, ah, é aquela que trabalhou em tal lugar. É difícil. Quando a gente fazia novela, os elencos eram menores, então você podia fazer os papéis melhores para cada um. Mas não vejo esse endeusamento, não. Acho que as únicas que ainda são deusas é Juliana Paes, Giovanna Antonelli, Paolla Oliveira, Adriana Esteves, essa geração é a última de divas ainda. Teve a gente, depois veio essa safra de gente maravilhosa, né? Deborah Secco. Essas meninas que devem estar com 40 anos hoje em dia são as melhores atrizes dessa safra, não tem uma mais ou menos, são todas excelentes e elas ainda são ídolas. De lá para cá, não tem ninguém morrendo de saudade da fulana de tal, por exemplo.

Logo abaixo, relembre 12 momentos em que quisemos ter a autoestima de Susana Vieira:


Agitada e namoradeira, na época em que interpretava a líder comunitária Adis Abeba em A Regra do Jogo, Susana Vieira revelou amar baile funk e festas de música eletrônica e disparou: - No baile funk todo mundo se paquera, eu não pego ninguém, a pessoa que me pega. Sim, Susana, você é irresistível!

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Você acha que ainda existe algo entre Brad Pitt e Jennifer Aniston?

Obrigado! Seu voto foi enviado.