X

NOTÍCIAS

Publicada em 17/05/2020 às 09:49 | Atualizada em 17/05/2020 às 10:12

Cauã Reymond fala sobre guarda compartilhada da filha Sofia e revela não ter babá: - Nada me preenche mais do que ser pai

O ator também falou sobre a morte da mãe, Denise Reymond, que foi vítima de um câncer no ovário

Da Redação

Divulgação

Cauã Reymond deu uma entrevista à revista Ela, do jornal O Globo, onde falou sobre sua rotina em meio à pandemia do novo coronavírus. O ator, que completará 40 anos de idade na próxima quarta-feira, dia 20, admitiu que tem altos e baixos neste período de isolamento social e que muitas vezes acaba refletindo de forma mais profunda sobre toda esta situação.

Numa manhã dessas, acordei mexido. Estamos perdendo tanta gente para o novo coronavírus. E imagino que o número divulgado não seja preciso. Particularmente, não acredito que o governo está preparado para transmitir esses dados de forma tão certeira. Procuro saber o que está acontecendo em jornais de diversos países. Gosto de ler opiniões diferentes.

Cauã confessou que não está pensando em realizar uma festa para comemorar o aniversário. Entretanto, reconheceu a sua evolução pessoal e profissional durante todos esses anos.

Realmente, não estou pensando nisso. Estou preocupado com o rumo que as coisas estão tomando. Quem sabe não decido organizar algo simbólico ao fim a pandemia? Na profissão, aos 40, estou numa fase de ouro. Os personagens mais difíceis começaram a chegar a partir dos 35. É claro que fico lisonjeado de ser chamado de galã, mas sou ator antes desse título. E também considero que minha forma é melhor hoje do que aos 30.

O artista contou que procura estar presente na educação da filha, Sofia, fruto de seu relacionamento com a também atriz Grazi Massafera. Cauã, inclusive, chega a acompanhar as aulas online da pequena, que atualmente tem sete anos de idade.

O ensino domiciliar é trabalhoso. Não deixo simplesmente a menina ouvindo a professora e vou cuidar da minha vida. Minha filha é pequena, nem tudo consegue acessar sozinha. Aliás, nas primeiras semanas, a garota chegou a sonhar com a escola. Por mais que esteja rolando uma conexão entre a gente, ela iria preferir estar no colégio do que estar ao lado do papai ouvindo as lições com um fone. Recentemente, fizemos uma pesquisa sobre crianças do Brasil e apareceram imagens de muitas delas em dificuldade. Foi a melhor maneira que tive de mostrar para a Sofia o quão sortuda ela é. Aproveitei para falar que não são todos que têm o que comer ou um lugar seguro para morar. Vejo isso como um ponto positivo nessa crise. Talvez, se eu não estivesse participando da educação formal dela, não teria a oportunidade de tocar nesse assunto na correria do dia a dia.

Para o ator, ser pai é, com certeza, o papel mais importante de sua vida.

Ter mais tempo para estar com minha filha foi um dos motivos que me afastou das novelas nos últimos anos. Percebi que iria crescer muito mais me dedicando à Sofia. Tenho guarda compartilhada. Ou seja: não vejo a menina quinzenalmente ou apenas nos fins de semana. Realmente, sou presente, e educar gasta tempo e não é fácil. Inclusive, não tenho babá há anos. Nada me preenche mais do que ser pai.

Cauã ainda falou sobre a personalidade de Sofia, que já demonstra uma certa maturidade mesmo sendo tão nova.

Fui uma criança mais ingênua. Estávamos batendo um papo e me peguei lembrando da minha infância. Na mesma fase que ela, eu tinha bem menos opinião e acabei verbalizando isso. Não era uma crítica, era só uma constatação. Ainda que a gente controle, o volume de informação é enorme, e isso influencia.

Aberto, o global relembrou a morte da mãe, Denise Reymond, que foi vítima de um câncer no ovário em 2019.

Descobrimos que ela estava doente no meio das gravações da série Dois irmãos. Foi uma luta longa que eu acompanhei de perto. No fim, mamãe foi embora, depois perdi uma tia, irmã do meu pai, numa situação parecida. Sem sentimentalismo, esses acontecimentos vão nos moldando.

O artista não deixou de citar o seu mais novo trabalho, Em Seu Lugar, novela onde faz par romântico com a ex, Alinne Moraes.

Para mim, atuar com ela é natural. Tínhamos facilidade em encontrar certas situações pelo fato de nos conhecermos. A comunicação era muito mais fácil. Sou admirador da bonita carreira que Alinne construiu. Estava sendo ótimo. Espero gravar logo, porque é estranho interromper um processo tão forte e ficar parado, sem saber como as coisas vão se desenrolar.

Cauã acredita que seu sucesso seja consequência de um trabalho árduo ao longo dos anos.

Minha disciplina veio por meio do jiu-jítsu, e meu pai também foi bastante rígido comigo. Ele brinca que rezou para eu não ter um filho homem, porque achava que eu seria um general. Menina quebra a gente com aquele charme. E Sofia é muito charmosa, coisa mais linda do mundo.

A modelo Mariana Goldfarb, atual esposa do ator, também apareceu na entrevista.

Cauã ama de verdade ser pai. Filhos estão em nossos planos. Na quarentena, estamos passando tempo de qualidade um com o outro, nos conhecendo de uma forma diferente, mais interna e mais humana. Ele é especial por ser o cara que é, e foi por esse cara que me apaixonei.

Muito amor! A seguir, veja alguns dos momentos mais fofos de Cauã e Mariana:


A primeira foto dos pombinhos só foi compartilhada nas redes sociais seis meses depois do início do namoro e mostra um momento bem divertido, em uma festa junina. O que cê foi fazer no mato?, brincou ela na legenda.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual famosa mais te surpreendeu ao ter seu nome envolvido na polêmica de Arthur Aguiar?

Obrigado! Seu voto foi enviado.