X

NOTÍCIAS

Publicada em 25/03/2021 às 16:30 | Atualizada em 25/03/2021 às 14:30

Johnny Depp perde direito de recorrer contra jornal britânico que o chamou de espancador de esposa

A manchete foi publicada pelo The Sun, que questionou a escalação do ator para a continuação de Animais Fantásticos

Da Redação

The Grosby Group

Como você acompanhou aqui no ESTRELANDO, Johnny Depp perdeu um processo contra o jornal britânico The Sun em novembro de 2020. O motivo da ação envolveu uma chamada do veículo, que se referiu ao ator como espancador de esposa. E nesta quinta-feira, dia 25, o Tribunal de Apelações britânico negou ao artista a possibilidade de recorrer à sentença.

Depois de um julgamento monitorado pela mídia mundial, o juiz Andrew Nicol considerou que o que foi publicado era substancialmente verdadeiro.

As audiências perante o juiz Nicol foram completas e justas e ele justificou meticulosamente suas conclusões, que não se demonstraram, sequer discutivelmente, que estejam viciadas por qualquer erro de abordagem, ou de direito, declarou o Tribunal.

Além disso, o juiz já tinha ordenado previamente que Johnny Depp pagasse o valor de 630 mil libras, aproximadamente quatro milhões e 400 mil reais, em honorários para os advogados do grupo NGN, News Group Newspapers, empresa dona do jornal.

A seguir, entenda a polêmica envolvendo Johnny Depp e Amber Heard.


Depois, o próprio Depp alegou que ele tinha sido machucado pela ex. Em março de 2019, o ator divulgou imagens de uma agressão que teria sofrido no dia 21 de abril de 2016, no aniversário de 30 anos de idade de Amber. Ela, por outro lado, continuou com a sua versão da história, tendo se referido ao artista como um monstro na época em que ainda estavam casados.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

O que você achou da possível nova traição de Arthur Aguiar?

Obrigado! Seu voto foi enviado.