X

NOTÍCIAS

Publicada em 29/03/2021 às 14:46 | Atualizada em 29/03/2021 às 14:26

Piers Morgan relata ameaças de morte por criticar Meghan Markle após entrevista com Oprah Winfrey: Meus três filhos também estão sendo alvos

Enquanto isso, a polêmica entrevista trouxe à tona uma doação de quase 80 mil reais feita pela Duquesa

Da Redação

Montagem-Divulgação

Parece que a polêmica sobre a entrevista que Meghan Markle e príncipe Harry deram à Oprah Winfrey não irá acabar tão cedo. No último sábado, dia 27, Piers Morgan, ex-apresentador do programa inglês Good Morning Britain, publicou um longo texto no jornal Daily Mail afirmando que seus filhos estavam sendo ameaçados de morte por conta das críticas que fez as falas da Duquesa de Sussex.

Piers, que afirma que desde o início do relacionamento de Meghan com Príncipe Harry fez elogios e críticas à postura da ex-atriz, conta que não acreditou na maioria das falas dos Duques sobre a família real - principalmente no que se refere às acusações de racismo para com Meghan e seu filho, Archie, e sobre a fala da Duquesa sobre ter sido impedida de buscar ajuda para seus problemas psicológicos. Com isso, ele e seus filhos teriam passado a receber constantes ameaças nas redes sociais:

Eu também estava sendo tendência [nas redes sociais], com pessoas dizendo que eu era racista e [que estava] zombando de doenças mentais por não acreditar nas afirmações de Meghan. Meus três filhos me disseram que eles também estão sendo alvos [de ataques nas redes] e me enviaram capturas de tela de abusos e ameaças de violência contra eles. Um internauta jurou me matar na frente deles e acrescentou: Quando seu pai morrer, o mundo vai dar uma festa.

Além disso, Morgan também alegou ter recebido ataques de diversas personalidades negras da Inglaterra, que também o teriam acusado de racismo e de diminuir as queixas de Meghan sobre sua sanidade mental, além de afirmar que ele não teria propriedade para falar do assunto por ser branco. O apresentador, então, ressaltou que estava duvidando da verdade de Meghan em suas palavras, e não atacando sua etnia:

Em uma sociedade livre e democrática, deveria ser permitido não acreditar em alguém e dizer que não acredito nessa pessoa. Essa, certamente, é a própria essência da liberdade de expressão.

Doação mantida em segredo 

A entrevista de Meghan também acabou trazendo outras à tona uma doação feita pela Duquesa em agosto de 2020 para uma instituição de caridade chamada Himmah, que luta para combater o racismo e a pobreza na cidade inglesa de Nottingham. O ato, no entanto, teria sido mantido em segredo pela instituição por medo de que a má reputação da Duquesa pudesse prejudicar sua imagem.

De acordo com a BBC, o valor doado por Markle foi de dez mil libras - cerca de 80 mil reais -, e teria sido divulgado pela instituição após a repercussão da conversa entre a Duquesa de Sussex e Oprah Winfrey. O diretor da instituição teria afirmado em conversa com o veículo que deseja estimular as pessoas a pensarem além da entrevista em questão, relembrando as diversas doações de caridade que príncipe Harry e Meghan Markle fizeram enquanto estavam na Inglaterra: 

A razão pela qual não abrimos o capital é que os curadores consideravam que poderia haver problemas de reputação - as pessoas não gostariam de nossa instituição de caridade porque não gostavam dela - então decidimos manter a segredo de doação. Depois da entrevista, percebemos que somos uma organização contra a pobreza e [o preconceito de] raça, e que precisávamos mostrar solidariedade.

Enquanto isso, na vida pessoal de Meghan…

Enquanto a polêmica entrevista de Meghan Markle repercute entre as celebridades e a mídia britânica, sua vida pessoal parece ter algumas semelhanças com a das pessoas comuns. De acordo com o Daily Mail, a Duquesa teria cortado relações com uma amiga próxima após receber, por engano, um áudio no qual ela reclamava do modo como Meghan mandava mensagens.

De acordo com o veículo, a gafe teria sido cometida por uma mulher britânica, que já tem fama de se estranhar com seu círculo de amigos por ter um modo ríspido de falar. 

Uma das amigas britânicas de Meghan reclamou dela porque ela estava escrevendo todas as mensagens com um monte de emojis. A amiga gravou uma mensagem de voz dizendo: Deus, Meghan é tão irritante com todos os seus emojis, ela fica me enviando todos esses emojis. Mas então a amiga enviou o áudio para a própria Meghan por acidente, em vez de enviá-lo para um amigo em comum. 

Eita! A seguir, veja 16 provas de que Meghan Markle está sendo perseguida igual princesa Diana:


Porém, no casamento, a ex-atriz acabou usando uma tiara de diamantes e platina que foi escolhida pela Rainha Elizabeth II. Uma fonte contou: - Meghan estava apaixonada por essa tiara de esmeraldas e príncipe Harry ficou muito bravo quando disseram a eles que não seria possível Meghan usar o acessório. E não só isso: parece que esse impasse da tiara causou um atrito entre Harry e a monarca. A fonte continua: - Houve uma calorosa discussão que fez com que a rainha rapidamente fosse falar com Harry. Ela disse: Meghan não pode ter o que ela quiser ter. Ela pode ter a tiara que eu vou dar para ela. A rainha ainda chamou a atenção pela forma como ela estava lidando com os funcionários do palácio: - A mensagem da rainha era que Meghan precisava pensar na maneira como ela fala com os funcionários e tomar cuidado para seguir os protocolos da família.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

De que lado você está na polêmica envolvendo Luísa Sonza e Whindersson Nunes?

Obrigado! Seu voto foi enviado.