X

NOTÍCIAS

Publicada em 03/09/2021 às 16:08 | Atualizada em 03/09/2021 às 16:07

Sérgio Mamberti fala sobre bissexualidade e morte do marido em autobiografia

O ator morreu nesta sexta-feira, dia 3, em decorrência de falência múltipla dos órgãos

Da Redação

Divulgação

O ator Sérgio Mamberti morreu nesta sexta-feira, dia 3, aos 82 anos de idade. Como legado, o artista deixou uma série de trabalhos marcantes e uma vida de muita coragem, principalmente na hora de assumir sua bissexualidade.

No livro Senhor do Meu Tempo, autobiografia lançada em abril de 2021, Sérgio falou sobre as histórias que acumulou em mais de 50 anos de carreira e dos amores que passaram por sua vida.

Sobre a morte do marido, Ednardo Torquato, com quem viveu por 37 anos, ele escreveu:

Ed, meu companheiro querido, nos deixou muito cedo. Pela segunda vez, tive de experimentar a mesma ausência sofrida com a partida de Vivian, em 1980. Sei que nunca vou me recuperar dessas duas perdas, mas a vida exige coragem e esperança para seguir em frente.

O casal se conheceu na década de 1980 e em 1985 já decidiram morar juntos. Algum tempo depois, eles adotaram uma filha e sempre fizeram questão de nunca esconder sua família. Mas infelizmente, Ed morreu aos 62 anos de idade, em 2019. 

Como é que eu ia esconder dos meus filhos que eu estava com um companheiro, sendo que ele morava comigo? Não adianta esconder porque a qualquer hora isso pode vir à tona. Talvez a gente tenha tido, em alguns momentos, que enfrentar determinados problemas, mas muito menores do que se eu tivesse tentado esconder.

Seu primeiro casamento foi com Vivia Mahr, com quem teve três filhos. Ela morreu aos 37 anos de idade, em janeiro de 1980. 

O impacto que senti com a partida dela foi muito forte. Por outro lado, senti um grande alívio. Os dois últimos anos haviam me afetado profundamente, como também foram marcantes na vidados meninos. Afinal, não é fácil ver a mãe tão doente, definhando a cada dia. Acho que, intuitivamente, Carlinhos e Fabrício [os filhos] também sabiam que, em pouco tempo, ela não estaria mais conosco. Meus filhos, agora o barco é só nosso, daqui pra frente, a gente vai ter que tocar a nossa vida, eu disse em uma longa conversa com eles.

A seguir, veja os famosos que lamentaram a morte do ator


Fredy Allan, que interpretou o personagem Zequinha, publicou uma foto recente com o ator e se despediu: Hoje, meu dia, nosso dia amanhece sem a presença na terra do querido artista e amigo Sergio Mamberti. Não sei o que dizer...Pois tenho tudo a dizer....Sergio sempre foi um artista e ser humano muito generoso comigo. Lembro quando recebeu o movimento dulcynelandia (movimento que fiz parte em 2008), quando era presidente da Funarte (o melhor ate agora) para conversarmos sobre a ocupação que fazíamos na porta do teatro Dulcina no Rio de Janeiro em homenagem a atriz Dulcina de Moraes. E embora não pudéssemos fazer muita coisa, ele liberou abrir as portas do teatro no aniversario do prédio Regina (fizemos shows lá dentro...) Ou quando, por compreensão da força criadora do teatro das gerações das viradas ele participou, sem cobrar nada, do filme Os Trabalhadores do Teatro Brasileiro, da peça Esta é minha Banana. Tenho muitas historias memórias de encontros. Meu orgulho de ter podido ouvir de perto e conversar com Sergio. Vem também de saber de sua importância para nossa cultura brasileira, do teatro ao cinema a televisão...sus lua política. Hoje estou muito triste. Mais triste do que ando... Meu amigo, nos vemos já já. Aqui não vou parar, não vamos parar de combater o fascismo e a ignorância!!!!!! Viva Sérgio.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

O que você achou da polêmica fala de Príncipe Harry sobre as demissões na pandemia?

Obrigado! Seu voto foi enviado.