X

NOTÍCIAS

Publicada em 05/11/2021 às 14:43 | Atualizada em 05/11/2021 às 14:58

Thales Bretas relembra Paulo Gustavo seis meses após sua morte: Ainda não consegui processar sua falta

O humorista morreu em 4 de maio de 2021, após complicações da Covid-19

Da Redação

Divulgação

Na última quinta-feira, dia 4, completaram-se seis meses desde a morte do ator Paulo Gustavo, que não resistiu às complicações da Covid-19. Seu viúvo, o médico Thales Bretas, não deixou a ocasião passar em branco e fez uma homenagem ao pai de seus filhos através do Instagram.

Na rede social, Thales compartilhou uma foto dançando ao lado de Paulo e, na legenda, comentou sobre o bem que o humorista fez em sua vida e sobre os planos que eles tinham juntos:

Um casamento que nem eu imaginava que teria, uma parceria para além da vida! Eu imaginava que iríamos dançar velhinhos juntos, comemorar muitas bodas, mas agora vejo você eternizado para sempre em mim e na minha vida. Com todas as transformações que promoveu, todo amor que trouxe, os filhos, os amigos, a vida…

Em seguida, ele lamentou a morte do marido e ressaltou que seguirá honrando sua memória:

Seis meses se foram desde sua partida, e ainda não consegui processar sua falta, vou digerindo aos poucos. Estarei sempre te homenageando nas minhas atitudes, no cuidado com nossa família e na devoção que terei eternamente com a pessoa mais especial que cruzou meu caminho! Muito muito obrigado, saudades… Te amo!

Confira a publicação abaixo:

A seguir, veja as homenagens que foram feitas em memória de Paulo Gustavo no dia de seu aniversário no último sábado, dia 30 de outubro:


Ju Amaral, irmã de Paulo Gustavo, compartilhou com seus seguidores uma emocionante carta aberta que escreveu para ele: Querido Tatau, Hoje é seu aniversário. Diferentemente do ano passado, que foi marcado por alegria, beijos e abraços, neste ano, o principal sentimento é a saudade. Não te ter mais aqui ao nosso lado no plano físico dói. Contudo, aqui estou, amando e dando o melhor de mim para alegrar as vidas de Romeu e Gael, cuidando de mamãe, papai, Thales e a tia Penha – todos eternamente unidos no amor e na saudade. Recentemente me perguntaram se me lembro de algum momento inesquecível ou cômico ao seu lado. Até tentei responder, porém, com um nó na garganta, cheguei à conclusão de que todos os momentos foram especiais, assim como todos os aniversários, todas as conquistas, todas as discussões e todos os dias em que tive o privilégio de ser sua irmã. O lugar onde você está agora, não há dúvidas, reflete a maneira como você viveu na Terra. Em outras palavras, é um lugar cheio de amor, ternura, bondade e respeito. É um lugar onde só habitam seres puros e iluminados. Até arrisco afirmar que você está tirando umas boas gargalhadas desses anjos de luz que se encontram ao seu lado. Digo isso, pois, aqui, é o que você continua fazendo por meio de suas obras eternizadas. Seu legado é muito maior do que os blockbusters que você criou e protagonizou. Ele não é tão facilmente mensurável quanto seus sucessos de bilheteria. Todavia, está presente nas mais diferentes esferas das vidas dos brasileiros. Com a sua carreira, você provou que com muito esforço e talento, é possível chegar ao estrelato. Com a Dona Hermínia, inspirada na mamãe, você deu um rosto às mães de todo o Brasil. Com seu casamento com Thales, provou que a principal base para a consolidação de uma família é meramente o amor, e não o gênero. Tatau, aproveito o espaço desta carta aberta para também agradecer aos fãs. Muitíssimo obrigada por amarem meu irmão e por tudo o que fazem até hoje. Eu e minha família nos sentimos verdadeiramente amadas e acolhidas. Meu irmão também amava vocês e é por isso que não deixaremos que sua obra se encerre por aqui. Podem aguardar, pois, haverá sim, projetos envolvendo o nome de Paulo Gustavo. Antes de concluir, gostaria de fazer um apelo final. Cuidem uns dos outros! Vacinem-se! A pandemia ainda não chegou ao fim. Em algumas partes do mundo, temos visto que os números de fatalidades voltaram a subir. Vamos também exigir de nossos políticos que governem para nós, e sem desprezo à vida humana. Se a vacina tivesse chegado alguns meses antes, talvez meu irmão ainda estivesse por aqui. Tatau, hoje, no dia 30 de outubro, seu aniversário, você merece esta e todas as homenagens. Inclusive, no estado do Rio de Janeiro, passamos a celebrar o “Dia do Humor”, visto que “rir é um ato de resistência". Você era amor e humor, e sempre nos lembraremos que o humor salva, o humor cura, e que ele é amor. Ser sua irmã é um privilégio, é divino, é eterno. Obrigada por tudo. TE AMO! Até logo… Juju

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

O que você achou da separação de Gabriel Medina e Yasmin Brunet?

Obrigado! Seu voto foi enviado.