X

NOTÍCIAS

Publicada em 01/02/2024 às 15:29 | Atualizada em 01/02/2024 às 15:32

Luísa Sonza fala sobre traição e revela não gostar de sexo: - É superestimado

A cantora afirmou que quem trai não tem caráter

Da Redação

AgNews

Após passar por um término conturbado, com direito à carta aberta na Ana Maria Braga, Luísa Sonza abriu o coração sobre seus relacionamentos. De acordo com a revista Marie Claire, a cantora explicou que sua dependência emocional já foi um grande problema em sua vida:

- Já fui muito dependente emocionalmente de amigos, de namorados, e tinha dificuldade de dormir sozinha porque sentia medo da minha própria mente. Mas estou mais independente agora – e é a primeira vez que respondo assim. Espero que não seja a única nem a última vez. Quero que seja uma verdade sobre mim que se mantenha.

Causando alvoroço nas redes sociais, Luísa também afirmou que não é muito fã de sexo. Alguns internautas se surpreenderam com a revelação da cantora, já que suas músicas apostam em elementos sexuais:

- Sexo é superestimado. O ato sexual mesmo, por si só, é superestimado. Tem gente que gosta muito, eu não gosto tanto assim. Gosto de fazer amor, ter uma conexão incrível. Só que tenho uma coisa: ou me apaixono ou enjoo, e geralmente é a primeira opção.

Relembrando o momento em que contou ao Brasil que Chico Veiga a tinha traído, Sonza contou que pensa em um relacionamento aberto:

- Acredito no combinado monogâmico, até porque foi só o que eu vivi. Mas se teria um relacionamento não monogâmico eu não sei… estou trabalhando nisso porque não quero ser corna de novo, é muito ruim! Eu não perdoo e, na hora que puder, vou de novo na Ana Maria Braga falar mais umas coisas, ler outra carta. Mas acho que não tenho saúde e nem maturidade para isso, tem coisa que a gente tem que assumir que não somos capazes de fazer.

Dando sua opinião mais sincerona sobre traições, a dona do hit Cachorrinhas disse que acredita que essa quebra de confiança é o pior que alguém pode fazer em um relacionamento:

- É não cumprir o combinado – e nisso sou bem pragmática, gosto que seja cumprido. É ser falso com alguém – mentir é foda – e depois manipular, insistir no erro, fazer mais de uma vez sabendo o que causou. Diz muito sobre a índole da pessoa, sobre ter a mente fraca… é falta de autoestima de quem trai, porque precisa se reafirmar, é bem medíocre. O ato da traição não é a maior questão, porque depende da sua conduta antes e, principalmente, depois, que é a pior parte. Trair é se sentir pequeno, gostar daquela coisa suja mesmo, é falha de caráter. Acho difícil alguém que já tenha traído ter caráter.

Por ser sempre muito lembrada pela música Chico, a cantora revelou para a revista que não pensa mais em mudar o nome da canção. Vale lembrar que a canção originalmente foi feita para o ex namorado, mas agora ela dedica a Chico Buarque. 

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Quem você quer que ganhe o BBB24?

Obrigado! Seu voto foi enviado.

Luísa Sonza fala sobre traição e revela não gostar de sexo: <I>- É superestimado</I>

Luísa Sonza fala sobre traição e revela não gostar de sexo: - É superestimado

29/Fev/

Após passar por um término conturbado, com direito à carta aberta na Ana Maria Braga, Luísa Sonza abriu o coração sobre seus relacionamentos. De acordo com a revista Marie Claire, a cantora explicou que sua dependência emocional já foi um grande problema em sua vida:

- Já fui muito dependente emocionalmente de amigos, de namorados, e tinha dificuldade de dormir sozinha porque sentia medo da minha própria mente. Mas estou mais independente agora – e é a primeira vez que respondo assim. Espero que não seja a única nem a última vez. Quero que seja uma verdade sobre mim que se mantenha.

Causando alvoroço nas redes sociais, Luísa também afirmou que não é muito fã de sexo. Alguns internautas se surpreenderam com a revelação da cantora, já que suas músicas apostam em elementos sexuais:

- Sexo é superestimado. O ato sexual mesmo, por si só, é superestimado. Tem gente que gosta muito, eu não gosto tanto assim. Gosto de fazer amor, ter uma conexão incrível. Só que tenho uma coisa: ou me apaixono ou enjoo, e geralmente é a primeira opção.

Relembrando o momento em que contou ao Brasil que Chico Veiga a tinha traído, Sonza contou que pensa em um relacionamento aberto:

- Acredito no combinado monogâmico, até porque foi só o que eu vivi. Mas se teria um relacionamento não monogâmico eu não sei… estou trabalhando nisso porque não quero ser corna de novo, é muito ruim! Eu não perdoo e, na hora que puder, vou de novo na Ana Maria Braga falar mais umas coisas, ler outra carta. Mas acho que não tenho saúde e nem maturidade para isso, tem coisa que a gente tem que assumir que não somos capazes de fazer.

Dando sua opinião mais sincerona sobre traições, a dona do hit Cachorrinhas disse que acredita que essa quebra de confiança é o pior que alguém pode fazer em um relacionamento:

- É não cumprir o combinado – e nisso sou bem pragmática, gosto que seja cumprido. É ser falso com alguém – mentir é foda – e depois manipular, insistir no erro, fazer mais de uma vez sabendo o que causou. Diz muito sobre a índole da pessoa, sobre ter a mente fraca… é falta de autoestima de quem trai, porque precisa se reafirmar, é bem medíocre. O ato da traição não é a maior questão, porque depende da sua conduta antes e, principalmente, depois, que é a pior parte. Trair é se sentir pequeno, gostar daquela coisa suja mesmo, é falha de caráter. Acho difícil alguém que já tenha traído ter caráter.

Por ser sempre muito lembrada pela música Chico, a cantora revelou para a revista que não pensa mais em mudar o nome da canção. Vale lembrar que a canção originalmente foi feita para o ex namorado, mas agora ela dedica a Chico Buarque.