X

NOTÍCIAS

Publicada em 13/06/2024 às 11:05 | Atualizada em 13/06/2024 às 11:35

Briga entre familiares de Anderson Leonardo com Molejo ganha novo capítulo

Família diz que cantor queria filho no grupo, mas integrantes estariam rejeitando a ideia

Da Redação

AgNews

Após pouco mais de um mês da morte de Anderson Leonardo, que nos deixou em 26 de abril em decorrência de um câncer, o nome do ex-vocalista do Molejo segue tomando a internet. Isso porque está rolando uma disputa entre os herdeiros do cantor com os integrantes remanescentes do grupo, que estão lutando pelo uso do nome Molejo.

Agora, um novo capítulo dessa batalha se apresenta: o filho do ex-vocalista, Leo Bradock, diz que foi indicado para assumir o posto do pai, mas que a banda (formada por Andrezinho, Claumirzinho, Lúcio Nascimento, Robson Calazans e Jimmy Batera) teria rejeitado o pedido, de acordo com informações do jornal Extra.

- Esse era um desejo expresso por Anderson Leonardo, momentos antes de sua morte pelo câncer. A recusa inesperada dos demais integrantes em aceitar essa proposta causou grande espanto e consternação aos herdeiros, que viram um gesto de afronta direta ao último desejo de Anderson, disse o advogado dos herdeiros, Eduardo Mello, ao jornal.

Leo tem 28 anos de idade e é o primogênito de Anderson. Em maio, ele chegou a postar um desabafo sobre outros artistas quererem aproveitar a morte do pai para se promover. Hoje se sabe, segundo o Extra, que o post foi feito pouco depois de uma reunião com os integrantes remanescentes do Molejo.

Tenho falado muito pouco, mantendo a minha calma como base, e a minha humilde sabedoria como estrutura mental. Minha luta honesta foi muito árdua pra eu perder a noção agora. Graças a Deus, e aos meus ancestrais, pude deixar muito claro para o meu pai no auge da sua vida que o meu espaço foi conquistado com a minha luta, com o meu empenho, com a minha dedicação e honrando o nosso DNA sabe como? Trabalhando. São 28 anos de vida, e 18 anos trabalhando, vivendo da música. Essa onda de hype está um nojo! Meu pai precisa descansar, ele foi muito guerreiro, e sustentou centenas de famílias dentro dos seus 41 anos dedicados a sua carreira artística. Um pouco de noção e bom senso, cai bem pra que não sejamos ridicularizados, certo? Não existe sucesso sem trabalho. Deus nos abençoe, e os Orixás também, disse Leo na época.

Ainda de acordo com o veículo, a crise entre eles começou 20 dias após a morte de Anderson Leonardo, quando os integrantes do Molejo teriam decidido não ter mais a carreira gerenciada pelos herdeiros do cantor. Com isso, os detentores da marca, que foi registrada por Anderson Leonardo, decidiram proibir Andrezinho, Claumirzinho, Lúcio Nascimento, Robson Calazans e Jimmy Batera de continuarem a se apresentar usando o nome conhecido por todos. 

Procurada, a assessoria de imprensa do Molejo não retornou o contato até o momento da publicação desta matéria para esclarecer os fatos. 

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual dos últimos acontecimentos do mundo dos famosos mexeu mais com você?

Obrigado! Seu voto foi enviado.

Briga entre familiares de Anderson Leonardo com <i>Molejo</i> ganha novo capítulo

Briga entre familiares de Anderson Leonardo com Molejo ganha novo capítulo

15/Jul/

Após pouco mais de um mês da morte de Anderson Leonardo, que nos deixou em 26 de abril em decorrência de um câncer, o nome do ex-vocalista do Molejo segue tomando a internet. Isso porque está rolando uma disputa entre os herdeiros do cantor com os integrantes remanescentes do grupo, que estão lutando pelo uso do nome Molejo.

Agora, um novo capítulo dessa batalha se apresenta: o filho do ex-vocalista, Leo Bradock, diz que foi indicado para assumir o posto do pai, mas que a banda (formada por Andrezinho, Claumirzinho, Lúcio Nascimento, Robson Calazans e Jimmy Batera) teria rejeitado o pedido, de acordo com informações do jornal Extra.

- Esse era um desejo expresso por Anderson Leonardo, momentos antes de sua morte pelo câncer. A recusa inesperada dos demais integrantes em aceitar essa proposta causou grande espanto e consternação aos herdeiros, que viram um gesto de afronta direta ao último desejo de Anderson, disse o advogado dos herdeiros, Eduardo Mello, ao jornal.

Leo tem 28 anos de idade e é o primogênito de Anderson. Em maio, ele chegou a postar um desabafo sobre outros artistas quererem aproveitar a morte do pai para se promover. Hoje se sabe, segundo o Extra, que o post foi feito pouco depois de uma reunião com os integrantes remanescentes do Molejo.

Tenho falado muito pouco, mantendo a minha calma como base, e a minha humilde sabedoria como estrutura mental. Minha luta honesta foi muito árdua pra eu perder a noção agora. Graças a Deus, e aos meus ancestrais, pude deixar muito claro para o meu pai no auge da sua vida que o meu espaço foi conquistado com a minha luta, com o meu empenho, com a minha dedicação e honrando o nosso DNA sabe como? Trabalhando. São 28 anos de vida, e 18 anos trabalhando, vivendo da música. Essa onda de hype está um nojo! Meu pai precisa descansar, ele foi muito guerreiro, e sustentou centenas de famílias dentro dos seus 41 anos dedicados a sua carreira artística. Um pouco de noção e bom senso, cai bem pra que não sejamos ridicularizados, certo? Não existe sucesso sem trabalho. Deus nos abençoe, e os Orixás também, disse Leo na época.

Ainda de acordo com o veículo, a crise entre eles começou 20 dias após a morte de Anderson Leonardo, quando os integrantes do Molejo teriam decidido não ter mais a carreira gerenciada pelos herdeiros do cantor. Com isso, os detentores da marca, que foi registrada por Anderson Leonardo, decidiram proibir Andrezinho, Claumirzinho, Lúcio Nascimento, Robson Calazans e Jimmy Batera de continuarem a se apresentar usando o nome conhecido por todos. 

Procurada, a assessoria de imprensa do Molejo não retornou o contato até o momento da publicação desta matéria para esclarecer os fatos.