X

NOTÍCIAS

Publicada em 04/01/2019 às 14:20 | Atualizada em 05/01/2019 às 20:00

Preta Gil exibe curvas em foto e manda recado para haters: Presos a padrões

A cantora está curtindo as férias em Trancoso, na Bahia

Da Redação

Divulgação

Preta Gil é uma das celebridades mais empoderadas do Brasil. A cantora não tem medo de mostrar o corpo e sempre manda mensagens de motivação e aceitação para seus seguidores - e dessa vez não seria diferente, né? Preta, que está curtindo as férias em Trancoso, na Bahia, posou de biquíni na praia, exibindo suas curvas. 

Ela ainda aproveitou para mandar um recado aos haters que sempre a criticam por mostrar seu corpo, mesmo estando fora do padrão de beleza imposto pela sociedade. 

Vocês aí, presos a padrões e eu aqui, livre e feliz!

Nos comentários, os fãs da cantora elogiaram sua coração e, é claro, seu corpo!

Maravilhosa, é disso que a internet precisa, corpo real!

Parabéns por ser você de verdade!

Veja o clique a seguir:

Visualizar esta foto no Instagram.

Uma publicação compartilhada por Preta Gil 🎤 (@pretagil) em

Confira outras vezes em que Preta Gil provou ser super empoderada!


Ser empoderada também é saber assumir suas fraquezas e aprender lidar com elas. Ao Extra, ela também relembrou época em que era viciada por fazer compras, o que quase acabou a levando à falência, e compulsiva em comer: - Estou 100% curada. Não compro mais nada por impulso. Quando eu era compulsiva, aquilo foi virando uma bola de neve, fui adquirindo dívidas e mais dívidas. Fiquei devendo muito ao cartão de crédito. Lembro até hoje do meu pai me dizendo: Você tem um apartamento, então venda. Eu não vou te ajudar, você deixou isso acontecer” Naquela época, ninguém achava que aquilo era doença, até hoje é um problema visto com preconceito, mas é, sim, uma doença da alma. Eu não tinha vício em bebida, drogas, nada disso. O meu vício era comprar e comer. Foi quando eu fiquei mais gorda na vida, cheguei a pesar mais de 100kg. Eram as duas válvulas de escape para a minha tristeza. Tive que me tratar e me sacrificar. Vendi o apartamento pelo qual lutei tanto. Comprava três pares de sapatos iguais, porque tinha medo de um estragar.. Um dia, cheguei ao apartamento que eu tinha acabado de comprar, o mesmo que eu havia vendido dois anos antes, e dei de cara com Ivete e minha mãe. Elas colocaram as bolsas na sala, marcando os lugares dos móveis, e disseram: Para cá, você poderia ter comprado um sofá; para lá, uma mesinha de centro... Eu tinha dinheiro, estava me tratando, e minha prioridade não deveriam ser três bolsas. Meu problema nem era peça cara, era a quantidade. Uma bolsa de 15/20 mil, quem pode, compra uma vez por ano; não duas, três. Não tem necessidade. Me dava uma excitação na hora, mas logo vinha um vazio absurdo. Hoje, eu penso muito antes de comprar algo de valor. Não tenho mais essa compulsão. Para eu comprar uma bolsa cara, por exemplo, penso se preciso mesmo. E, automaticamente, já pego uma ou duas e doo.

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual acontecimento você estava mais ansioso para que acontecesse?

Obrigado! Seu voto foi enviado.