X

NOTÍCIAS

Publicada em 08/04/2020 às 12:56 | Atualizada em 08/04/2020 às 14:31

Johnny Depp diz em depoimento que ex-esposa cortou seu dedo com garrafa durante briga; entenda!

A versão de Amber Heard da história é bem diferente da que o ator contou

Da Redação

Divulgação
Divulgação

E a novela entre Johnny Depp e Amber Heard ganha mais detalhes!

Na última segunda-feira, dia 6, o jornal Daily Mail publicou um trecho de um depoimento em vídeo no qual o protagonista de Piratas do Caribe descreve uma briga ocorrida em março de 2015 com a então esposa, um mês após o casamento.

Durante o testemunho, dado em 2018, o ator conta que Amber teria jogado uma garrafa de vodka quebrada em sua mão, que estava apoiada em um balcão de mármore. Tal atitude o fez perder bastante sangue a ponta do dedo médio. De acordo com Depp, o motivo da briga teria sido um contrato pós-nupcial que ele havia pedido para a loira assinar.

No vídeo, o intérprete de Willy Wonka disse que tentou encobrir o que teria acontecido e comentou às pessoas próximas que teria prendido o membro em uma porta pesada.

A publicação britânica afirma que a versão da artista sobre o desentendimento é completamente diferente. Segundo ela, seu parceiro estava bêbado e drogado quando teve uma crise de ciúmes, acusando-a de ter um caso com seu ex-colega de elenco, Billy Bob Thornton. Depp teria batido um telefone de plástico contra a parede, provocando o ferimento em si mesmo. Depois, ele teria mergulhado o dedo machucado em tinta azul e escrito em um espelho Billy Bob e Easy Amber [Amber fácil, em português].

O depoimento faz parte de uma ação contra o ex-advogado de Depp, Jake Bloom, em que este último foi acusado de acumular 30 milhões de dólares, o equivalente atualmente a 155 milhões de reais, durante os 18 anos em que trabalharam juntos.

A briga do casal foi mencionada porque foi tal advogado quem elaborou o contrato pós-nupcial.

Separados oficialmente desde 2016, a dupla assinou um acordo de divórcio em que se estabeleceu que ambos não iriam comentar nada do que houve no período em que estiveram casados.

Para livrar-se das acusações de violência doméstica, o ator doou 7 milhões de dólares, cerca de 35 milhões de reais, para um hospital infantil em Los Angeles. No entanto, em 2018, a estrela de Aquaman escreveu um artigo no Washington Post em que falava que já teria sofrido agressões de um companheiro.

Mesmo sem citar o ex-marido, Depp entendeu a mensagem e entrou com um processo milionário por difamação, que segue em andamento.

Para piorar a situação, Amber está sendo investigada por falsificar os ferimentos que justificaram uma ordem de restrição, para evitar que o artista se aproximasse dela. Ele suspeita que maquiagem foi usada para recriar as marcas de violência. Caso confirmado, a loira pode ir parar na cadeia com uma pena de três anos.

Veja abaixo mais detalhes sobre os desentendimentos entre o casal.


Já em abril de 2019, Johnny alegou ter provas incontestáveis de que não tinha agredido Amber. Ele reuniu algumas imagens de câmeras de vigilância e depoimentos para comprovar as suas declarações. Agora, é a atriz que não responde aos argumentos do ex-marido. Será que o jogo virou?

Deixe um comentário

Atenção! Os comentários do portal Estrelando são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.

Enquete

Qual famosa você gostaria de ver em um projeto novo da Netflix?

Obrigado! Seu voto foi enviado.